Erro humano poderá ter originado queda de avião russo

Yuri Kochetkov / EPA

Avião russo caiu perto de Moscovo

Um erro humano poderá ter sido a causa que fez com que o avião russo se tenha despenhado nos arredores de Moscovo. Os investigadores indicam que há a possibilidade de os pilotos não terem ligado o aquecimento do equipamento de medição de velocidade.

O avião de passageiros Antonov An-148, da companhia aérea Saratovskie, despenhou-se no domingo passado alguns minutos depois de ter descolado do aeroporto internacional moscovita de Domodedovo, tendo provocado a morte de 71 pessoas que seguiam a bordo.

Com destino à cidade de Orsk, no sul dos montes Urais, o avião saiu de Moscovo às 14h21 locais (11h21 em Lisboa) e, depois de descolar, desapareceu dos radares e despenhou-se entre as localidades de Arguntsevo e Stepanovo, na província da capital russa.

Depois de uma análise preliminar da caixa negra do avião, os especialistas do comité de aviação russo afirmaram que o acidente ocorreu depois de os pilotos terem visto dados diferentes nos dois indicadores de velocidade do aparelho.

“A análise preliminar da informação gravada e o exame de casos semelhantes no passado nos permitem supor que o fator que causou a situação extraordinária durante o voo foi o erro de dados sobre a velocidade que apareceu nos painéis dos pilotos”, refere o comité em comunicado.

De acordo com os dados extraídos pelos investigadores da análise das caixas negras recuperadas no lugar do acidente, este erro de dados deve-se ao congelamento dos sensores de velocidade.

O estudo das gravações dos parâmetros de voo mostrou que os sistemas de aquecimento dos três medidores de pressão totais – que informam os pilotos da velocidade do avião – foram desligados.

Os dados do gravador indicam que as divergências entre os indicadores de velocidade do piloto e o copiloto começaram a ocorrer dois minutos e 30 segundos após a descolagem.

“Antes da colisão com o solo, o indicador no painel de comando começou a mostrar um aumento repentino da velocidade, que no momento da colisão era de cerca de 800 quilómetros por hora, enquanto a do copiloto era igual a zero”, adianta o comité.

Os especialistas terão agora de estudar as gravações do gravador de voz para verificar as ações dos pilotos e suas reações ao alarme de colisão.

Além disso, uma análise abrangente do sistema de aquecimento dos medidores de pressão deste modelo de aeronave será realizada para estabelecer que tipo de falhas pode apresentar.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Silêncio de Moçambique alimenta suspeitas em torno da morte de empresário português

Moçambique quebrou, finalmente, um longo e estranho silêncio sobre o caso do empresário português Américo Sebastião, desaparecido há 19 meses, mas para dizer que não sabe nada sobre o assunto. O mistério alimenta as suspeitas …

Desabamento na maior lixeira de Maputo mata 12 pessoas

Doze pessoas morreram na madrugada de hoje na sequência do desabamento de parte da lixeira de Hulene, nos subúrbios da capital moçambicana, disse à Lusa fonte do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC). A lixeira …

Mallu sai, Jorge Palma (re)entra: RTP desfaz erro na pontuação do público

A RTP anunciou um erro nas votações de domingo, no âmbito da primeira semifinal do Festival da Canção. Assim, a canção composta por Jorge Palma e interpretada por Rui David está entre as sete apuradas …

Ministro das Finanças francês nega acusações de violação

O ministro das Finanças francês, Gérald Darmanin, negou as acusações de violação de que é alvo e que levaram ao debate político sobre a sua permanência no Governo em França. Gérald Darmanin disse esta segunda-feira numa …

"Eu nunca disse que a Rússia não interferiu nas eleições", afirma Trump

Depois de 13 cidadãos russos terem sido formalmente acusados pela justiça norte-americana de terem interferido nas eleições de 2016, Donald Trump afirma que os russos estão "a rir à gargalhada" dos americanos. O Presidente dos Estados …

Guterres distinguido com doutoramento "honoris causa"

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, foi hoje distinguido com o grau de doutor "honoris causa" pela Universidade de Lisboa, sob proposta do Instituto Superior Técnico, onde foi aluno e professor. Na cerimónia, com início …

"Pior que levar um tiro". Líder da comunidade cigana vai desonrar agressores de enfermeiros

O líder da comunidade cigana, Alberto Melo, vai castigar a família que agrediu enfermeiros nas urgências do Hospital de São João, no Porto. O caso aconteceu na passada terça-feira, quando uma dezena de elementos de uma …

Governo quer proibir farmácias de fazer descontos acima de 3%

Os descontos que algumas farmácias fazem podem vir a ser limitados no futuro, de acordo com uma intenção do Governo em proibir descontos acima dos 3%. Segundo o Público, o Ministério da Saúde elaborou um projeto …

Mina de urânio espanhola coloca Portugal em risco de contaminação radioactiva

Depois da polémica de Almaraz, há uma nova "guerra" Portugal-Espanha. Desta feita, por causa de uma mina de urânio a céu aberto que está a instalar-se perto da fronteira com Portugal e que pode vir …

Com um pedaço de drone iraniano na mão, Netanyahu diz que "é tempo de os parar"

Na Conferência de Segurança de Munique, na Alemanha, Benjamin Netanyahu garantiu que Israel agirá contra o Irão se necessário, afirmando que aquele país é a maior ameaça mundial. Uma semana depois dos ataques aéreos de Israel …