Doentes mais graves vão começar a ser vacinados nos hospitais

José Coelho / Lusa

Os doentes mais graves, sem limite de idade, que são seguidos em consultas hospitalares, vão começar a ser vacinados nos próprios hospitais.

O processo de vacinação contra a covid-19 em Portugal está finalmente a acelerar, sendo que, esta terça-feira, foi atingida a marca de quatro milhões de vacinas administradas à população.

“Foram precisos mais de dois meses para inocular o primeiro milhão de vacinas, 33 dias para o segundo, 19 dias para o terceiro. Agora, chegámos aos quatro milhões em apenas 14 dias. Isto é a evidência de que os nossos esforços de proteger o maior número de portugueses no mais curto espaço de tempo estão a surtir efeito”, disse o secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, à agência Lusa.

De acordo com o último relatório de vacinação da Direção-Geral de Saúde (DGS), cerca de 2,9 milhões são primeiras doses (29%) e 1,1 milhões são segundas (11%).

O Ministério da Saúde prevê que, a manter-se este ritmo, todas as pessoas com 60 ou mais anos sejam vacinadas, com pelo menos uma dose, até ao final de maio, havendo já algumas regiões onde estão já a ser vacinadas pessoas com idades entre os 50 e os 60.

A possibilidade de auto-agendar a vacinação na plataforma online criada para o efeito, que esta semana foi alargada para todas as pessoas a partir dos 60 anos, também foi determinante para se conseguir acelerar o ritmo.

Em pouco mais de duas semanas e até esta segunda-feira, já se tinham inscrito cerca de 280 mil pessoas, adianta o jornal Público, que acrescenta que, ainda este mês, está previsto que as pessoas na faixa etária entre os 55 e os 59 anos também possam começar a agendar a sua vacinação.

Segundo o mesmo diário, esta semana está ainda planeada arrancar a vacinação dos doentes de maior risco, sem limite de idade, que são seguidos em consultas hospitalares.

Tal como anunciou o coordenador da task force, Henrique Gouveia e Melo, estes doentes mais graves serão vacinados nos próprios hospitais, enquanto os outros pacientes incluídos na lista de patologias consideradas prioritárias (que inclui, entre outras, neoplasias malignas ativas, diabetes, obesidade, VIH-Sida, epilepsia refratária, paralisia cerebral e esquizofrenia) estão a ser convocados pelos centros de saúde.

Mais de cinco mil reações adversas em Portugal

Segundo o jornal online ECO, desde que arrancou a campanha de vacinação em Portugal, a 27 de dezembro do ano passado, foram registadas mais de cinco mil reações adversas no portal RAM, do Infarmed. Trata-se, assim, de uma taxa de notificação de apenas 0,15%.

Segundo o relatório de 7 de maio desta Autoridade Nacional do Medicamento, das 5359 reações adversas reportadas, a maioria continua a ser associada à vacina da Pfizer/BioNTech.

3942 dizem respeito à vacina da Pfizer (73,56%), 1122 da AstraZeneca (20,94%) e 295 da Moderna, não havendo, para já, qualquer reação adversa notificada após a toma da vacina da Janssen.

Tal como destaca o jornal digital, até à passada sexta-feira, já tinham sido administradas em território nacional mais de 2,5 milhões de doses da Pfizer, o que significa que a percentagem de reações adversas notificadas é de apenas 0,16%.

Entre os tipos de reações adversas reportadas, a maioria diz respeito a reações consideradas “não graves” – 2997 (55,92%) –, seguindo-se as reações “graves” – 2328 (43,44%) – e apenas 34 reações “fatais”, que incluem “notificações de casos de morte ocorridos após a vacinação sem relação causal direta demonstrada com a vacina administrada”, reforça o Infarmed, sublinhando que a maioria ocorre em idosos cujo historial clínico é mais frágil.

PSD propõe vacinação imediata dos profissionais do turismo

Segundo o jornal Público, num documento divulgado esta terça-feira, a secção do turismo do conselho estratégico nacional (CEN) do PSD propôs um conjunto de ações, “todas de curto prazo”, para “salvar a época turística do verão em Portugal”. Entre as 15 medidas destaca-se a vacinação imediata dos profissionais do turismo.

O partido liderado por Rui Rio sugere que se dê prioridade a estes trabalhadores na inoculação, sobretudo os que têm contacto direto com clientes, informando que esta é uma medida que já está a ser aplicada em países como a Croácia, Turquia ou República Dominicana.

O PSD propõe também que se tente “acelerar tanto quanto possível” a vacinação nas “populações das regiões de maior relevância turística” e sugere também a reabertura imediata das fronteiras, para a realização de “viagens por razões não essenciais para todas as pessoas vacinadas, com teste à covid-19 negativo e provenientes de países com uma boa situação epidemiológica”.

Os sociais-democratas defendem ainda, entre outras propostas, a disponibilização de testes a um preço simbólico aos turistas, que vão necessitar deles para o seu regresso a casa, e a sua realização em hotéis e farmácias.

O PSD avisa que a adoção destas medidas “exigirá ao Governo mais do que retórica, e sim foco, coragem e determinação, tendo implícito o reconhecimento, pelos vários níveis da administração do Estado e das diversas áreas sectoriais, que o turismo, é, de facto, um setor estratégico na economia nacional, e que não perdeu esse estatuto na pandemia”, lê-se no documento.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mais 707 casos de covid-19 e duas mortes em Portugal

Portugal registou este domingo mais duas mortes e 707 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Uma das duas mortes por covid-19 registadas este domingo em …

Líderes do G7 apresentam alternativa à Nova Rota da Seda. China já respondeu

Os líderes do G7 acordaram, este sábado, lançar a iniciativa "reconstruir melhor para o mundo" para "responder às tremendas necessidades nos países de renda média e alta", anunciou a Casa Branca, em comunicado. O plano, dirigido …

Eriksen continua hospitalizado, mas já enviou cumprimentos aos colegas

O jogador dinamarquês, vítima de um súbito problema cardíaco este sábado, durante o jogo com a Finlândia, mantém-se hospitalizado num estado estável, revelou a Federação Dinamarquesa de Futebol (DBU). "Esta manhã, falámos com Christian Eriksen, que …

Marcelo afasta retrocesso no desconfinamento. SNS "sem pressão grave"

O Presidente da República afastou, este sábado, um retrocesso no desconfinamento a nível nacional, alegando que os serviços de saúde estão longe de uma pressão grave. Marcelo Rebelo de Sousa assumiu esta posição no final de …

Venezuela com 11 casos de covid-19 na véspera do jogo com o Brasil

A seleção venezuelana de futebol chamou 15 novos jogadores para a Copa América, depois de vários elementos da comitiva, entre os quais jogadores, estarem infetados com o coronavírus. Depois de a Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) …

Rui Pereira demite-se da Mesa da Assembleia-Geral do Benfica em choque com Vieira

Rui Pereira demitiu-se do cargo de presidente da Mesa de Assembleia-Geral (MAG) do Benfica, por sentir que não tem o apoio dos corpos sociais na marcação de uma reunião magna extraordinária. Numa carta enviada ao presidente …

Rui Moreira recandidata-se à Câmara Municipal do Porto

O atual presidente da Câmara Municipal do Porto vai recandidatar-se à presidência da autarquia para um terceiro mandato, confirmou, este domingo, o presidente da direção da associação cívica – Porto, o Nosso Movimento. "É com enorme …

Cancelo testou positivo à covid-19 e será substituído por Dalot

Diogo Dalot vai substituir João Cancelo, que testou positivo ao novo coronavírus, nos convocados de Portugal, a dois dias da estreia no Euro 2020, informou, este domingo, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF). "Diogo Dalot, internacional …

Já é possível prever quais as mulheres que poderão ter complicações graves na gravidez

Os métodos atuais para diagnosticar complicações numa gravidez não são sensíveis nem confiáveis ​​o suficiente para identificar todas as gestações de risco. Agora, cientistas descobriram uma forma de testar os níveis hormonais na placenta para …

Crianças têm dificuldade em entender emoções de pessoas com máscara

Um novo estudo mostra que crianças dos três aos cinco anos só conseguem entender as emoções escondidas por detrás das máscaras em apenas 40% das ocasiões. A equipa de investigação U-Vip (Unidade para Deficientes Visuais), liderada …