Documentário revela detalhes do acidente nuclear que podia ter arrasado o Arkansas

Um novo documentário divulgado nos EUA revela detalhes assustadores sobre o acidente com um míssil nuclear que ocorreu em 1980 e que poderia ter varrido do mapa o Estado do Arkansas – provocando a morte, entre muitos outros, ao antigo presidente norte-americano Bill Clinton.

O acidente com o míssil balístico intercontinental Titan II, em 1980, é relatado minuto a minuto no documentário “Command and Control“, que foi transmitido pelo canal norte-americano PBS.

Realizado por Robert Kenner, o documentário é baseado no livro do consagrado jornalista de investigação Eric Schlosser, que aborda na obra os segredos e problemas da gestão do arsenal nuclear dos EUA.

O filme mostra como na ocasião se evitou por pouco uma explosão nuclear, que teria sido “600 vezes mais poderosa do que Hiroshima”, explica o site do documentário.

O acidente da noite de 18 de Setembro de 1980, que ocorreu no complexo de Damascus, no Estado do Arkansas, onde se guardava ininterruptamente o Titan II, deveu-se à simples queda acidental de uma ferramenta.

Um dos homens que tratava da manutenção do míssil deixou cair um objecto de cerca de 3 quilos. A ferramenta atingiu a parte baixa do projéctil e abriu um buraco no casco, provocando uma fuga de combustível.

O documentário relata as “nove horas de terror” que se seguiram, “colocando uma câmara onde não havia nenhuma naquela noite”, conforme se destaca no site do filme.

Kenner conta a história como um thriller, divulgando relatos de testemunhas do acidente, incluindo do homem que deixou cair a ferramenta e do Secretário de Estado da Defesa da altura.

O realizador teve também por base documentos desclassificados recentemente pelas autoridades norte-americanas, que revelam que durante várias horas o combustível esteve a jorrar sem que nada fosse feito, porque não havia um protocolo de emergência para situações semelhantes.

Na sequência do acidente ocorreu mesmo uma explosão, que não foi nuclear, mas que provocou a morte a uma pessoa e ferimentos em várias outras, entre os militares que entraram no silo para tentar evitar a tragédia.

Na altura, decorria a Convenção Democrática no Arkansas, com a participação daquele que viria a ser um dos futuros presidentes dos EUA, Bill Clinton, que era então governador do Estado.

No filme fica patente a “ilusão de segurança” do arsenal nuclear norte-americano da altura, em plena Guerra Fria, mencionando que vários incidentes semelhantes ocorreram no mesmo complexo e noutros locais, todos mantidos em segredo pelo Pentágono.

SV, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Lá se ia o Bill e a esposa. Poderia ter sido positivo e tínhamos tido um outro candidato democrata capaz de vencer o Trump. Desse modo só se perdia o Arkansas. Assim vai o mundo todo desta para melhor.

  2. Eu também espero que não mas, como repetidas vezes aqui o disse, tenho a convicção que Trump vai estar na origem dum conflito global.

  3. Quero ver este documentário. Mas parece-me sensacionalismo jornalístico. Para haver uma explosão nuclear é preciso reunir varias condições dentro da bomba. De longe não chega incendiar toneladas de combustível para dar inicio à reação nuclear.

RESPONDER

Cruzeiros vazios no meio do oceano tornam-se destinos turísticos

Embarcados num pequeno ferry, turistas dirigem-se até aos locais onde grandes navios cruzeiros estão parados e desertos. Esta foi uma solução encontrada para reavivar o setor. A pandemia de covid-19 está a fazer com que, genericamente, …

Todas as pensões mais baixas vão ter aumento extra de dez euros

As pensões mais baixas, até aos 658 euros, vão ter um aumento extraordinário de dez euros no próximo ano. O Governo confirmou a informação avançada pelo PCP. A ministra do Trabalho e Segurança Social, Ana Mendes …

Na fase inicial da pandemia, o setor privado "não quis e não entrou no combate à pandemia"

A antiga ministra da Saúde Ana Jorge considera que os privados podem ser envolvidos na luta contra a pandemia, recebendo doentes não covid-19, mas avisa que é preciso um “equilibro” nessa ação, depois de estes …

Uso de máscara pode salvar 130 mil vidas nos EUA até final de fevereiro, revela estudo

As medidas de distanciamento social, principalmente o uso de máscaras em público, podem salvar até 130 mil vidas nos Estados Unidos (EUA), revelou um novo estudo divulgado na sexta-feira. Em abril, o Presidente dos Estados Unidos …

A guerra contra o plástico está a distrair-nos da poluição invisível

O atual foco na poluição de plástico está a fazer com que as pessoas descurem o tipo de poluição que não é possível ver, alerta uma equipa de investigadores. O plástico é um material incrivelmente útil …

A pandemia veio interromper as touradas no Peru. Mas há quem não esteja muito satisfeito com isso

Em poucos meses a pandemia do novo coronavírus conseguiu um feito há muito desejado por ativistas de todo o mundo: interrompeu as touradas. O cancelamento dos espetáculos - criticados pela sua violência para com os …

Dezenas de sites franceses com propaganda islâmica após pirataria informática

Várias dezenas de pequenos websites franceses foram afetados por uma onda de pirataria informática, publicando mensagens de propaganda islâmica, indica hoje a agência noticiosa France-Press (AFP). Mensagens como “Vitória para Maomé, vitória para o Islão e …

Jogos Olímpicos em 2021 vão mostrar que "humanidade derrotou o vírus"

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse esta segunda-feira que o país está "determinado" em organizar os Jogos Olímpicos no verão de 2021 e declarou que o evento servirá "como prova de que a humanidade derrotou …

Herdeiro da Samsung assume as rédeas da empresa depois da morte do pai

Lee Jae-Yong, filho do presidente da Samsung, assumiu a liderança da empresa depois do seu pai ter falecido este domingo. O herdeiro assume as rédeas numa altura em que a gigante da tecnologia procura evoluir. Sob …

Vídeos de suicídios, abortos ou abusos sexuais. Ex-moderadora do YouTube descreve pesadelo (e processa plataforma)

Uma ex-moderadora do YouTube apresentou uma queixa contra a plataforma na segunda-feira, acusando-a de não proteger os funcionários que são sujeitos a uma análise e remoção de vídeos violentos publicados na página. O processo contra o …