Depois do veto de Marcelo, PSD vai votar contra lei do lóbi

Mário Cruz / Lusa

O grupo parlamentar do PSD vai votar contra as propostas de alteração do CDS e PS à lei do lóbi, fazendo cair o diploma.

A 7 de junho, data da aprovação da lei do lóbi no Parlamento — que foi posteriormente vetada por Marcelo — o PSD tinha sido o único grupo parlamentar a abster-se e a permitir que o diploma fosse aprovado, com os votos favoráveis de PS e CDS. BE, PCP, PEV, PAN e o deputado não inscrito Paulo Trigo Pereira votaram contra o diploma.

No ponto imediatamente antes do início da maratona de votações no último plenário desta legislatura, o deputado do PSD, Álvaro Baptista afirmou que a alteração do sentido de voto do partido se deve a uma necessidade de “reflexão” nesta reta final de legislatura e não de uma “decisão errada por causa das eleições”.

“Em vésperas de eleições não se pode mexer em leis estruturantes, em cima do joelho, sem tempo para ponderar nem ouvir ninguém. Não se faz distinção entre quem representa interesses. O PSD não embarca em populismos, nem anda a reboque. Depressa e bem não há quem e o projeto de alteração do CDS e PS é imagem disso“, afirmou Álvaro Baptista acrescentando que o partido estará disponível para, na próxima legislatura, votar outro projeto.

O deputado do Partido Socialista, Pedro Delgado Alves afirmou que o diploma vetado pelo chefe de Estado é o culminar de “três anos de reflexão” e que não “há trabalho em cima do joelho”, voltando-se para as bancadas do Bloco de Esquerda e PCP numa última tentativa de apelar à alteração do sentido de voto das bancadas à esquerda que se mostram críticas do diploma desde o início.

O Bloco de Esquerda, pela voz do deputado José Manuel Pureza afirmou que apesar de respeitar os comentários feitos por Marcelo Rebelo de Sousa não irá alterar a sua posição e “mantém a reserva absoluta em relação à Lei” enquanto António Filipe, do PCP, acusa CDS e PS de “não se terem entendido em questões fundamentais para o que pretendiam”.

O que foi aprovado não tinha pés nem cabeça e levou ao veto do Presidente da República”, afirmou António Filipe.

Um dos motivos para o veto de Marcelo é precisamente aquele que é defendido pelo líder do PSD, Rui Rio (a obrigação da declaração de interesses) o que leva a crer que a bancada dos sociais-democratas não irá aceitar as alterações que CDS e PS fizerem ao diploma para ir ao encontro dos reparos do chefe de Estado.

A reapreciação do veto só seria possível dentro de quinze dias e, para acelerar este debate, só seria possível por consenso entre todos os grupos parlamentares.

Na sexta-feira, o próprio Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu que o veto fosse ultrapassado antes do final da legislatura, ou seja até sexta-feira, último dia de plenário antes das férias de verão.

A votação às alterações da lei do lóbi é uma entre as muitas votações que vão ocupar os trabalhos dos deputados nesta sexta-feira. No último plenário da legislatura serão votados diplomas desde a Lei de Bases da Saúde à violência doméstica, passando pelas alterações ao trabalho, entre muitos outros.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Espanha sem mortes pelo segundo dia consecutivo. Há 41 mil profissionais de saúde infetados

Espanha registou esta terça-feira o segundo dia consecutivo sem mortes associadas à covid-19, mantendo-se o total 27.127 de óbitos desde o início da pandemia, anunciaram as autoridades de saúde. O ministério da Saúde de Espanha informou …

Petição pela "anulação imediata" do Avante já conta com mais de 16 mil assinaturas

Uma petição online para a "anulação imediata" da Festa do Avante!, a festa anual organizada pelo PCP, conta já com mais de 16 mil assinaturas. Às 10:30 desta quarta-feira, a petição, disponível no portal Petição Pública, …

Venda de Wendel ao Everton sofre revés. Nápoles e Nice entram em jogo

A licença de trabalho pode deitar por terra uma eventual transferência de Wendel para o Everton. O Nápoles é o favorito na corrida à sua contratação, mas o Nice também está atento. As negociações entre o …

Celebrações do 10 de junho só terão oito pessoas. “É como achei que devia ser o 25 de abril e o 1º de maio”

A “cerimónia simbólica” comemorativa do Dia de Portugal que se realizará no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, terá apenas oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do 10 de Junho, …

O futebol português está de volta. Uma corrida de dois cavalos e a montra para Amorim

A bola volta hoje a rolar em Portugal após a interrupção devido à pandemia de covid-19. Regresso o futebol que tão bem conhecemos, mas de uma forma como nunca vimos antes. Estádios desertos e jogos quase …

Cientistas identificam fóssil do inseto mais antigo do mundo

Um fóssil de um milípede descoberto em 1899 é o inseto mais antigo do mundo, concluiu um novo estudo. O espécime em causa tem 425 milhões de anos. Uma equipa de investigadores da Universidade do Texas …

Jorge Jesus renova com o Flamengo por mais uma época

O treinador português anunciou, esta quarta-feira, que vai ficar mais uma época nos brasileiros do Flamengo, até junho de 2021. "Digam à nação que fico!". É esta a frase que acompanha a fotografia publicada, esta quarta-feira, …

Governo deixa cair lay-off simplificado. Novo apoio vai variar em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em lay-off que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou esta terça-feira a ministra do …

Grupo de precários da Casa da Música dispensado de serviço via e-mail "meia hora depois" de uma vigília de protesto

Cerca de 13 trabalhadores "precários" da Casa da Música, no Porto, foram dispensados dos concertos que tinham alocados para o mês de junho. Em declarações à Lusa, Hugo Veludo, um dos 13 assistentes de sala …

Sete detidos em operação na Quinta da Fonte ficam em prisão preventiva

Os sete homens que foram detidos numa operação policial no bairro da Quinta da Fonte, em Loures, na segunda-feira, ficaram em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, revelou à agência Lusa a Polícia …