Diretor despedido do Novo Banco em Espanha pede 2 milhões de indemnização

Novo Banco

-

O antigo máximo responsável do Novo Banco em Espanha Pedro Jesús Escudero interpôs dois processos contra o banco português, nos quais exige dois milhões de euros de indemnização por despedimento sem justa causa.

De acordo com o jornal digital espanhol El Confidencial, Pedro Jesús Escudero foi despedido na segunda-feira passada, com o Novo Banco a acusá-lo de ter autorizado oito operações de crédito alegadamente irregulares.

Em contrapartida, o gestor acusa o Novo Banco de assédio laboral, tendo por isso apresentado duas queixas em tribunal.

Na primeira queixa, ainda segundo o jornal, Pedro Jesús Escudero refere que a administração lhe mudou as condições para poder realizar o seu trabalho como máximo responsável. O gestor diz que lhe foi imposto um diretor-geral adjunto, José Pinto Ribeiro, a quem acusa de lhe ter usurpado funções.

“Tornaram-me a vida impossível”, declarou Pedro Jesús Escudero, citado pelo El Confidencial.

Esta primeira queixa foi levada terça-feira a mediação arbitral, sem que as partes tenham chegado a acordo.

Ainda na terça-feira, Escudero interpôs outra ação a pedir a nulidade da sua destituição, processo que será alvo de mediação arbitral a 20 de fevereiro.

“Na recente reunião de quadros de direção em Lisboa, o presidente do grupo agradeceu-me pessoalmente o trabalho feito em Espanha”, acrescenta Escudero, que agora reclama dois milhões de euros ao Novo Banco.

Já o Novo Banco considera que há razões objetivas para o despedimento, tendo acusado Escudero, por escrito, de ter autorizado oito operações irregulares na concessão de crédito.

Segundo o El Confidencial, o banco não o acusa de ter ficado com dinheiro para benefício pessoal, mas apenas de não ter cumprido as normas internas na aprovação de créditos para empregados e clientes.

Por outro lado, os novos gestores do Novo Banco acusam-se de ter autorizado a si mesmo um bónus relativo ao exercício de 2013.

Na sequência da crise do Banco Espírito Santo, a filial espanhola – que chegou a ter 8 mil milhões em ativos e cerca de 4,2 mil milhões em depósitos comerciais – perdeu cerca de 15% do seu negócio.

Também teve cerca de 500 milhões de perdas relacionadas com créditos a empresas, como a Pescanova, a La Sirena ou a High Tech Hoteles, que posteriormente foram vendidas com prejuízos ou que entraram em falência.

A agência Lusa tentou, sem êxito, obter esclarecimentos por parte do Novo Banco.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Não foram meteoros. Uma forte atividade vulcânica arrefeceu a Terra há 13 mil anos

Porque é que a Terra arrefeceu repentinamente há 13 mil anos? Sedimentos antigos encontrados numa caverna no Texas, nos Estados Unidos, parecem ter resolvido este grande mistério. Alguns cientistas acreditam que o fenómeno que arrefeceu repentinamente …

Novo método prevê erupções solares com algumas horas de antecedência

Um novo método capaz de prever explosões solares poderia ajudar a Humanidade a preparar-se contra possíveis desastres causados por este fenómeno explosivo da nossa estrela. As erupções solares são explosões que ocorrem na superfície do Sol …

Mulan a preço premium estreia na Disney+ em setembro

A adaptação live-action de Mulan tem nova data de estreia. O anúncio foi feito pela Disney nesta terça-feira (4). O filme chega à plataforma de streaming Disney+ no dia 4 de setembro, estando disponível em …

Belgas trocam as voltas à pandemia e passam férias nas árvores

Enquanto uns passam o verão em casa, outros atrevem-se a ter uma experiência diferente. Alguns belgas estão a passar as noites de verão pendurados em árvores, em tendas em forma de lágrima. A pandemia de covid-19 …

Máscara inteligente traduz até oito línguas (mas não protege do coronavírus)

Esta máscara inteligente, criada por uma empresa japonesa, consegue traduzir o discurso do seu utilizador em várias línguas (mas, por si só, não o protege do novo coronavírus). Quando a pandemia de covid-19 transformou as máscaras …

Empresa fica com excedente de 40 mil quilos de frutos secos devido à covid-19

A GNS Foods, a empresa que nos últimos 30 anos forneceu os frutos secos à American Airlines, ficou com um excedente de 40 mil quilos por causa de restrições impostas devido à covid-19. Servir frutos secos …

Astronautas da NASA fizeram partidas por telefone para "matar" tempo durante o regresso à Terra

Os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley fizeram algumas partidas por telefone durante o regresso à Terra a bordo cápsula Dragon, da empresa SpaceX de Elon Musk, num voo que foi duplamente histórico. …

Em plena pandemia, há um venezuelano que assegura os funerais no Peru

Ronald Marín é a última esperança para os habitantes de Comas, em Lima. O venezuelano é o único que realiza funerais católicos num cemitério longe do centro da capital, em plena pandemia. Vestido com uma túnica …

Covid-19 pôs mais de um milhão de portugueses em teletrabalho no 2.º trimestre

Um milhão de pessoas esteve em teletrabalho no segundo trimestre, sobretudo devido à covid-19, o equivalente a 23,1% da população empregada, enquanto mais de 600 mil não trabalharam nem no emprego nem em casa. De acordo …

Dia da Defesa Nacional regressa ao formato presencial a 2 de setembro

O Dia da Defesa Nacional, que está suspenso desde o dia 9 de março devido à pandemia de covid-19, irá regressar ao formato presencial a 2 de setembro, anunciou o Governo esta quarta-feira. Em comunicado, o …