Diplomacia da vacina. Índia doa milhões de doses a nações vizinhas do sul da Ásia

A Índia começou a vacinar a população no dia 16 de janeiro, mas está a usar a sua capacidade de fabrico para doar vacinas aos vizinhos. O Governo indiano concluiu que tem doses suficientes para partilhar e o resultado é a chamada “diplomacia da vacina”, uma forma de intensificar relações com as nações vizinhas do sul da Ásia.

Segundo o The Washington Post, o Governo enviou desde quarta-feira milhões de doses gratuitas da vacina AstraZeneca para Bangladesh, Nepal, Butão e Maldivas. As nações que se seguem são as Maurícias, Myanmar, Seychelles, Sri Lanka e Afeganistão.

Estas doações têm por trás um dos pontos fortes do país: uma robusta indústria de vacinas, incluindo o Serum Institute of India, um dos maiores fabricantes de vacinas do mundo.

Apesar de vários países estarem a usar a produção de vacinas para aumentar a sua influência global, o Governo indiano parece ser o primeiro a entregar “presentes” aos países vizinhos. Uma espécie de “diplomacia da vacina”.

A iniciativa diplomática da Índia tem a sua própria hashtag – #VaccineMaitri. No Twitter, o primeiro-ministro, Narendra Modi, escreveu que a Índia está “profundamente honrada por ser um parceiro de longa data para atender às necessidades de saúde da comunidade global”.

Os países que receberam as doses gratuitas da vacina expressaram os seus agradecimentos. Na quarta-feira, um avião de transporte militar indiano aterrou no único aeroporto internacional no Butão, com 150.000 doses da vacina AstraZeneca. Este número é suficiente para vacinar mais de um décimo da população.

Em comunicado, Lotay Tshering, primeiro-ministro do Butão, disse que o povo estava “imensamente grato” pelas doses. “É de valor inimaginável quando mercadorias preciosas são partilhadas antes mesmo de atender às suas necessidades.”

Com 10,6 milhões de casos e mais de 152 mil mortes, a Índia é um dos países mais afetados pela pandemia. Apesar de ser o segundo com mais infetados, ficando atrás dos Estados Unidos (24,4 milhões), os casos diários caíram significativamente desde o outono.

O país iniciou a 16 de janeiro a “maior campanha de vacinação do mundo“, assim caracterizada pelo Governo de Narendra Modi, com o objetivo de imunizar 300 milhões de cidadãos até julho.

Num discurso transmitido pela televisão, o governante apelou à população para não acreditar nos “rumores sobre a segurança das vacinas”. “Por favor, não sejam descuidados depois de serem vacinados. Não tirem a máscara e não se esqueçam do distanciamento social.”

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cumbre Vieja deixou de expelir lava, mas os sismos voltaram

O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, nas Canárias, parou de emitir lava. Apesar de a atividade ter sido a mais baixa da última semana, as autoridades alertam que a situação pode mudar rapidamente. A atividade …

Portugal continental tem 83,89% da população com vacinação completa

Cerca de 8,27 milhões de pessoas em Portugal continental tinham a vacinação completa contra a covid-19 até às 19h00 deste domingo, revelou à agência Lusa fonte oficial da task force que coordena o processo de …

Mulheres ganham 9% das câmaras, menos do que em 2017

Das 308 câmaras do país, 28 foram ganhas por uma mulher, o que corresponde a aproximadamente 9% do total e menos do que as 32 autarcas eleitas em 2017, segundo o portal de dados estatísticos …

Turismo só usou um terço das linhas de crédito criadas para o setor

A utilização das linhas de crédito destinadas especificamente ao turismo ficou aquém do esperado. Até agora, as empresas só utilizaram cerca de 30% destas linhas, que disponibilizam um valor conjunto de 400 milhões de euros. Rita …

Carla Tavares reeleita na Amadora. Suzana Garcia assume responsabilidade da derrota

 A socialista Carla Tavares foi reeleita, este domingo, com maioria absoluta, como presidente da Câmara Municipal da Amadora, no distrito de Lisboa. Os resultados da noite eleitoral deram o triunfo à candidatura liderada pela socialista Carla …

Corrida aos combustíveis. A antecipar um "inverno difícil", Reino Unido vai dar vistos temporários a camionistas

A falta de camionistas tem levado a filas nas bombas de combustíveis e entre 50% e 90% já estão vazias em algumas zonas do país. O governo vai dar vistos temporários a camionistas e está …

Vencedores e vencidos, numa noite eleitoral de perder o fôlego

A noite eleitoral foi longa e de perder o fôlego até ao último minuto. Entre alguns imprevistos, surpresas e validações, Lisboa foi o palco dos maiores holofotes: Carlos Moedas foi o grande e surpreendente vencedor …

Isaltino Morais reeleito em Oeiras. CDU perdeu vereador

O candidato independente Isaltino Morais foi reeleito presidente da Câmara de Oeiras nas eleições autárquicas deste domingo, tendo dedicado a vitória à juventude. “Não importa a percentagem. O que importa é que crescemos muito, aumentámos a …

Ganhar os jogos todos: quem consegue fazer o que o Benfica faz?

Ainda ninguém conseguiu travar o líder do campeonato português. Mas há outras equipas europeias a conseguir o mesmo. O Benfica está a construir um percurso inicial no campeonato português que não se via há quase 40 …

Tribunal admite que testemunha de Jeová menor recuse transfusão que lhe pode salvar a vida

Jovem de 16 anos que tem leucemia aguda recusou transfusões de sangue durante internamento no IPO. Caso consiga provar em tribunal capacidade de discernimento e maturidade justiça terá de desistir de lhe impor tratamento. O Instituto …