Dia do Brexit celebrado com moeda especial (mas sem badaladas do Big Ben)

O dia do Brexit vai ser celebrado, a 31 de janeiro, com a cunhagem de uma moeda especial, bandeiras nacionais içadas e um discurso do primeiro-ministro britânico, mas o emblemático Big Ben deverá ficar mudo.

O Governo britânico indicou, esta sexta-feira, que a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) vai ser marcada porque “é um momento significativo” na história do país, pois “recupera a sua independência”, mas que quer aproveitar a ocasião para “sarar divisões e reunir comunidades”.

Num comunicado, o Executivo adiantou que o Conselho de Ministros vai reunir-se fora de Londres, no norte da Inglaterra, onde a conquista de muitos eleitores ao Partido Trabalhista garantiu a maioria absoluta nas eleições legislativas de 12 de dezembro.

À noite, o primeiro-ministro, Boris Johnson, deverá dirigir-se à nação com um discurso especial. Em termos visuais, o Brexit será celebrado com o içar de bandeiras nacionais em redor da Praça do Parlamento, em Westminster, Londres, enquanto que na residência oficial do primeiro-ministro, em Downing Street, será projetado um relógio com a contagem decrescente até às 23h00 de 31 de janeiro.

O Governo confirmou ainda que uma moeda comemorativa vai entrar em circulação naquele dia, com a inscrição “Paz, prosperidade e amizade com todas as nações”. Do programa das celebrações não constam, porém, as badaladas do Big Ben, o sino da torre do relógio que faz parte dos edifícios do Parlamento, e que muitos eurocéticos estão a fazer campanha para que seja tocado, tal como faz em ocasiões especiais.

Uma campanha de financiamento coletivo lançada pelo deputado Mark Francois para recolher as estimadas 500 mil libras (587 mil euros) necessárias para pagar o custo de interromper as obras a decorrer na torre já recebeu 242 mil euros (284 mil euros).

Porém, apesar de ter sido ele próprio a sugerir, durante uma entrevista na BBC, aos cidadãos para “darem uma moeda para o bong do Big Ben”, Boris Johnson distanciou-se da campanha devido ao custo elevado.

À margem das comemorações oficiais, o movimento “Leave Means Leave”, de Nigel Farage, que fez campanha pelo Brexit, foi autorizado a fazer uma festa junto ao Parlamento entre as 21h00 e 23h15 de 31 de janeiro.

O presidente do Partido do Brexit, Richard Tice, sugeriu o uso de fogo-de-artifício e disse na rádio LBC que, “de uma maneira de outra, o som do Big Ben vai ouvir-se na praça naquela noite”, acrescentando: “Temos um plano B, que será tocar muito alto através de uma aparelhagem de som”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais seis mortes e 232 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, nesta segunda-feira, mais seis mortes por covid-19 e mais 232 novos casos, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo. O boletim epidemiológico desta segunda-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), …

Quebras no turismo triplicam desemprego no Algarve

O desemprego no Algarve aumentou mais de 200% em maio para quase 28 mil desempregados, atingindo sobretudo o setor da hotelaria, que desespera pela chegada de turistas para atenuar o "golpe" de quase três meses …

Marques Mendes elogia "voz independente" de Medina (e diz que a TAP pode ser um crematório político)

Luís Marques Mendes elogiou neste domingo as críticas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fez ao combate à pandemia, considerando ainda que a resolução da TAP, que culminou na saída de David …

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …

Turmas repartidas e aulas ao sábado. O que muda no novo normal do Ensino Superior

Para o regresso às aulas do Ensino Superior no próximo ano letivo, as universidades estão a preparar medidas que permitam cumprir as regras sanitárias e zelar pela aprendizagem dos seus alunos. Se tudo correr como planeado, …