DGS já definiu regras para o regresso do futebol. Trio do FC Porto contra Código de Conduta

Hugo Delgado / Lusa

A Direção Geral-Geral da Saúde (DGS) já definiu algumas regras para que a I Liga possa regressar no final do mês. As diretivas incluem recolhimento domiciliário para atletas e as suas famílias, avaliação clínica diária e dois testes semanais de diagnóstico ao novo coronavírus (covid-19).

De acordo com um parecer técnico, que conta com 14 pontos e foi este domingo divulgado pela Federação Portuguesa de Futebol, o plano das autoridades de saúde prevê um Código de Conduta que deve de ser assinado por todos os agentes desportivos e estruturas.

Segundo o Tribuna Expresso, este código estabelece medidas de recolher domiciliário, bem como medidas rigorosas de distanciamento entre atletas, técnicos e outros funcionários. Durante as 10 partidas que faltam disputar, estes mesmos elementos devem deslocar-se apenas entre as suas casas e o clube e competição e o domicílio.

As mesmas regras são aplicáveis às suas famílias.

No que respeita à avaliação clínica, as estruturas médicas dos clubes devem garantir uma avaliação diária. Antes de começar a competição, atletas, árbitros e respetivas estruturas terão de fazer dois testes à covid-19 separados por 14 dias. Só com dois resultados negativos é que poderão participar nas competições oficiais.

Já durante as competições, os clubes devem realizar dois testes à covid-19 por semana: “um 48 horas antes do jogo e outro o mais próximo próximo possível da hora do jogo”. Um caso positivo “não torna, por si só, o isolamento coletivo, das equipas, obrigatório”, pode ler-se no mesmo documento da FPF.

O mesmo documento deixa claro que os clubes, bem como a federação e a Liga assumem o risco e as eventuais consequências, em caso de infeção, da covid-19.

Estas condições vigoram não só para o regresso do campeonato, mas também para a final da Taça de Portugal, que será disputada entre FC Porto e Benfica.

Trio do FC Porto contra Código de Conduta

Recorrendo às redes sociais, três jogadores do FC Porto manifestaram-se conta o Codigo de Conduta que consta no parecer da DGS para a FPF.

O internacional português Danilo Pereira destacou negativamente o primeiro ponto do código, segundo escreve o Sapo Desporto. “A FPF, a Liga Portugal, os clubes participantes na Liga NOS e os atletas assumem, em todas as fases das competições e treinos, o risco existente de infeção por SARS-CoV-2 e de COVID-19, bem como a responsabilidade de todas as eventuais consequências clínicas da doença e do risco para a Saúde Pública”.

Soares e Luís também discordaram do código, partilhando o mesmo ponto. “Só pode ser brincadeira”, escreveu o avançado cabo-verdiano na sua rede de Instagram.

O parecer técnico da DGS pode ser lido na íntegra no site da FPF.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Será que alguém me pode explicar, o porquê da Liga ter dado por terminado o campeonato da 2ª Liga e o da 1ª Liga ser para continuar??

    Confesso que não sigo o Futebol com grande atenção e fiquei genuinamente curioso.

      • O campeão se termina-se agora era o Famalicão e não o Porto.
        Se no final da primeira volta em primeiro aparece-se o Porto ou o Benfica o campeonato já tinha acabado.

Responder a AT Cancelar resposta

Prémios e dados pessoais. Worten alerta clientes para falso SMS em circulação

A Worten alerta os clientes para não partilharem dados pessoais em resposta a mensagens publicitárias falsas que estão a circular por SMS em nome da retalhista, a anunciar um prémio. "Alertamos que não devem ser facultados …

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …