DGS já definiu regras para o regresso do futebol. Trio do FC Porto contra Código de Conduta

Hugo Delgado / Lusa

A Direção Geral-Geral da Saúde (DGS) já definiu algumas regras para que a I Liga possa regressar no final do mês. As diretivas incluem recolhimento domiciliário para atletas e as suas famílias, avaliação clínica diária e dois testes semanais de diagnóstico ao novo coronavírus (covid-19).

De acordo com um parecer técnico, que conta com 14 pontos e foi este domingo divulgado pela Federação Portuguesa de Futebol, o plano das autoridades de saúde prevê um Código de Conduta que deve de ser assinado por todos os agentes desportivos e estruturas.

Segundo o Tribuna Expresso, este código estabelece medidas de recolher domiciliário, bem como medidas rigorosas de distanciamento entre atletas, técnicos e outros funcionários. Durante as 10 partidas que faltam disputar, estes mesmos elementos devem deslocar-se apenas entre as suas casas e o clube e competição e o domicílio.

As mesmas regras são aplicáveis às suas famílias.

No que respeita à avaliação clínica, as estruturas médicas dos clubes devem garantir uma avaliação diária. Antes de começar a competição, atletas, árbitros e respetivas estruturas terão de fazer dois testes à covid-19 separados por 14 dias. Só com dois resultados negativos é que poderão participar nas competições oficiais.

Já durante as competições, os clubes devem realizar dois testes à covid-19 por semana: “um 48 horas antes do jogo e outro o mais próximo próximo possível da hora do jogo”. Um caso positivo “não torna, por si só, o isolamento coletivo, das equipas, obrigatório”, pode ler-se no mesmo documento da FPF.

O mesmo documento deixa claro que os clubes, bem como a federação e a Liga assumem o risco e as eventuais consequências, em caso de infeção, da covid-19.

Estas condições vigoram não só para o regresso do campeonato, mas também para a final da Taça de Portugal, que será disputada entre FC Porto e Benfica.

Trio do FC Porto contra Código de Conduta

Recorrendo às redes sociais, três jogadores do FC Porto manifestaram-se conta o Codigo de Conduta que consta no parecer da DGS para a FPF.

O internacional português Danilo Pereira destacou negativamente o primeiro ponto do código, segundo escreve o Sapo Desporto. “A FPF, a Liga Portugal, os clubes participantes na Liga NOS e os atletas assumem, em todas as fases das competições e treinos, o risco existente de infeção por SARS-CoV-2 e de COVID-19, bem como a responsabilidade de todas as eventuais consequências clínicas da doença e do risco para a Saúde Pública”.

Soares e Luís também discordaram do código, partilhando o mesmo ponto. “Só pode ser brincadeira”, escreveu o avançado cabo-verdiano na sua rede de Instagram.

O parecer técnico da DGS pode ser lido na íntegra no site da FPF.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Será que alguém me pode explicar, o porquê da Liga ter dado por terminado o campeonato da 2ª Liga e o da 1ª Liga ser para continuar??

    Confesso que não sigo o Futebol com grande atenção e fiquei genuinamente curioso.

      • O campeão se termina-se agora era o Famalicão e não o Porto.
        Se no final da primeira volta em primeiro aparece-se o Porto ou o Benfica o campeonato já tinha acabado.

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …

Rio pede "coerência" na lotação do Avante e faz comparação com estádios

O líder do PSD pronunciou-se sobre a lotação da festa do Avante, lembrando que, se for reduzida para metade, isso é o mesmo que os estádios do FC Porto ou do Sporting estarem cheios. Na sua …

Juiz Carlos Alexandre desiste de queixa contra Rui Pinto

A proposta do Ministério Público (MP) para que o pirata informático não continuasse a ser investigado dependia da autorização do "super-juiz", avança o Correio da Manhã. De acordo com o Correio da Manhã, o juiz Carlos …

Surto na Nova Zelândia faz 17 novas infeções (e não se sabe de onde veio)

Após 102 dias sem casos de covid-19, a Nova Zelândia registou um novo surto na sua maior cidade, Auckland. O número de infeções subiu para 17, mas não se sabe de onde veio. De acordo com …

Ameaças de morte a deputadas. Bloco vai fazer queixa ao Ministério Público

O Bloco de Esquerda vai apresentar duas queixas ao Ministério Público, uma por cada deputada ameaçada no e-mail enviado à SOS Racismo. A Polícia Judiciária está a investigar um e-mail enviado a um grupo de dez …

Siza Vieira garante que subida do salário mínimo não foi discutida à Esquerda

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, garantiu, em entrevista ao Observador, que uma eventual subida do Salário Mínimo Nacional (SMN) não foi discutida com os partidos de Esquerda. "O …

Governo pode rever (e adiar) fim dos plásticos de utilização única nos restaurantes

O Governo admite rever e suspender a entrada em vigor da proibição de uso de plásticos de utilização única em retaurantes devido à pandemia de covid-19. O Jornal de Negócios avança esta quinta-feira que a pandemia …