DGS cedeu aos cientistas dados incompletos, com erros graves e até homens grávidos

António Cotrim / Lusa

A Directora-Geral da Saúde, Graça Freitas, com o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales

Os dados de vigilância epidemiológica da Covid-19 cedidos pela Direção-Geral da Saúde aos cientistas contêm “dados com caráter provisório”, que “poderão ser ainda alvo de validação” e com erros graves – entre os quais falhas na proteção da identidade e “homens grávidos”.

A Direcção-Geral da Saúde cedeu aos cientistas dados incompletos e com erros sobre os doentes com Covid-19, revela esta sexta-feira o Observador. Segundo o jornal, há homens grávidos, falhas graves na proteção da identidade e artigos científicos com dados errados.

Segundo o Observador, o ficheiro recebido pelos investigadores a 4 de agosto tem os dados dos doentes com Covid-19, como idade, sexo, se teve de ser hospitalizado, que cuidados recebeu e se recuperou ou não da doença, até ao dia 30 de junho, mas a base de dados não protege a identidade dos doentes. Mais de 90% dos mortos são potencialmente identificáveis, acusam alguns dos investigadores.

Os investigadores apontam a existência de artigos científicos com dados errados ou com “caráter provisório, que poderão ser ainda alvo de validação e que podem não coincidir com aqueles reportados pelo boletim diário da DGS”, além de falhas graves nos dados, como é o caso de homens grávidos, entre os quais uma criança de 5 anos.

“Uma das maiores preocupações que tenho em relação a isto é que sejam publicados artigos científicos com base nestes dados, por investigadores que vão tirar conclusões com base em dados pouco credíveis, mas que aparentemente têm muita credibilidade, pois são fornecidos pela DGS”, diz ao Observador Cristina Santos, investigadora no Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde.

O ficheiro de agosto é o segundo que os investigadores recebem. O primeiro foi enviado em abril, apesar de os cientistas esperarem atualizações frequentes. Luís Antunes, investigador da Universidade do Porto, diz ao jornal que lhe bastou a primeira versão, ainda que incompleta, para perceber que a DGS tinha cometido erros básicos na anonimização dos dados.

O investigador acrescenta que “a qualidade dos dados é miserável” e põe em causa a credibilidade dos mesmos.

Segundo os cientistas, a gestão das bases de dados ter-se-á mostrado “um trabalho maior do que a DGS podia suportar”, o que poderá justificar a alteração de periodicidade das atualizações de semanais para mensais — “mas nem isso conseguiu cumprir”. E à primeira vista “já deu para perceber que há erros que se mantém“, como é o caso de um dos doentes grávidos, que é um rapaz de cinco anos.

Mas as críticas aos dados da DGS não são unânimes. A Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, por exemplo, já tem um artigo científico publicado com estes dados. “Vamos fazendo o melhor que se consegue”, diz ao jornal Paulo Nogueira, investigador do Instituto de Saúde Baseada na Evidência.

ZAP //

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

    • chama a “isto” Estado?
      Isto da esquerdalhada, não é nada, é uma simulação para ir enganado os tugas, enquanto vao roubando aqui e ali, este e aquele.
      E lá vamos andando nisto, Lavagens de Cerebro a toda a hora e instante e o povo ainda aplaude

        • Vejam lá a cassete deste gajo Hoofman. Houve alguma pandemia durante o governo de direita? Isto é mesmo para rir. Estes gajos da esquerdalhada são uns coitaditos e verdadeira anedota.

          • Fica clara a ignorância dos metecaptos da direita que apenas entendem o que lêem segundo a sua curta mentalidade….
            Eu referia-me a incompetência dos organismos públicos, não á pandemia obviamente… mas claro quando o cérebro não dá para mais apenas se entende o que se consegue…o resultado de um saudosismo bacoco e muita falta de cultura política…

  1. Apenas revela o caráter miserável da ciência feita em Portugal. Após a industrialização da produção científica nas últimas décadas só a quantidade interessa. Nem um mínimo de pudor intelectual prevalece. É o quanto mais melhor!

  2. Deve ser efeitos do sistema, frequentemente somos confrontados com a resposta num serviço público quando algo está mal: resposta, o sistema não está a funcionar! Afinal a Internet veio para complicar nos serviços públicos.

  3. Não se iludam. Por muito mal que a DGS possa ter feito, o caos informativo foi total em quase todo o mundo, com os mídia oficiais todos a mentir, a encobrir e a censurar informação veraz é importantíssima. Ainda hoje em Espanha não há canais de televisão, excepto os conotados com a extrema direita, que encontram no Covid um filão para sair da cova, que dêem cobertura a qualquer informação alternativa. Baseado não se sabe em que teorias, a Espanha impõe, através duma lei anticonstitucional o uso das máscaras na via pública, passando a responsabilidade para as autonomias. Mas afinam todos pelo mesmo lamiré.

  4. No fim da notícia….
    “A Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, por exemplo, já tem um artigo científico publicado com estes dados. “Vamos fazendo o melhor que se consegue”

    E ainda acreditam nos estudos científicos logo à partida só porque é científico?

  5. Meus amigos, vou explicar: O problema está na informação da (OMS) Organização Mundial de Saúde, fizeram uma cagada referente ao encobrimento do vírus que não é vírus mas sim uma bactéria, uma virose é sazonal e passageira, uma bactéria é transportada por alguém, quer seja pessoal ou deixada em locais para contaminação.
    Depois deste encobrimento todo quem paga a fatura é o Zé POVINHO, que tem de ir trabalhar nem que tenha de morrer infetado com covid- 19, no final disto tudo são negócios do gel e das mascaras.
    Volta Salazar que estás perdoado, tu punhas esta gaijada na linha.

  6. “…um dos doentes grávidos, que é um rapaz de cinco anos.”
    “Vamos fazendo o melhor que se consegue”

    Perante isto, retiro tudo o que afirmei antes. Agora sim, finalmente acredito que a coVIdGARICE é mesmo uma doença real, provocada por um vírus real e, que estamos a enfrentar uma PLANDEMIA de proporções épicas, que se não for controlada a tempo vai dizimar completamente a população mundial.

    Felizmente temos a OMS, a DGS, o Kill Gates, a Graça Freitas, a Marta Temido, verdadeiros super-heróis, que nos irão salvar. Bem-hajam.

  7. “Há vários tipos de estado entre os quais o estado a chegámos!” sic.. Este estado de calamidade pública
    reiterada e recorrente que já dura à 46 anos, vai continuar se nos demitirmos das nossos deveres como cidadãos e neste preciso momento o nosso dever é impedir que a adimistração do estado roube o estado como também tem sido recorrente nestes últimos anos do tal “Estado a que chegámos”.

  8. Na opinião de alguns comentadores, este erro, deve-se a pressões políticas do Bloco de Esquerda por causa do princípio de igualdade de género que tem de nortear todas as actividades do estado. Assim os dados oficiais passaram a incluir todos os géneros em todas as situações. Nâo obstante, segundo os mesmos comentadores,o Sr. Presidente da República já terá telefonado, em nome do governo, a pedir desculpa àqueles a quem este erro possa causar algum algum incómodo pessoal ou profissional.

RESPONDER

Detetado fator climático determinante para a propagação do coronavírus

Altas temperaturas combinadas com baixa humidade propiciam que as gotículas contaminadas com o novo coronavírus evaporem mais rapidamente, reduzindo a sua capacidade de infetar pessoas. De acordo com os cientistas, citados pelo canal estatal russo RT, …

Bayern Munique vence Sevilha e conquista a Supertaça Europeia

O Bayern Munique conquistou, esta quinta-feira, a Supertaça Europeia, ao derrotar o Sevilha por 2-1, em Budapeste, na Hungria. Os alemães do Bayern Munique conquistaram a Supertaça Europeia pela segunda vez ao derrotarem os espanhóis do …

Sporting 1-0 Aberdeen | "Leão" eficaz segue para o play-off

O Sporting foi eficaz e assegurou uma vaga no “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga Europa. Na noite desta quinta-feira, num embate relativo à 3ª pré-eliminatória da competição, os “leões” bateram o Aberdeen …

A NASA descobriu uma nova forma de aterrar em segurança na Lua

A NASA construiu um sistema totalmente novo que pode tornar a aterragem na Lua e em Marte muito menos arriscada - e já tem planos de testá-lo numa missão futura. De acordo com o TechCrunch, o …

Rio Ave elimina Besiktas e está no play-off da Liga Europa

O Rio Ave venceu os turcos do Besiktas, esta quinta-feira, no desempate por grandes penalidades (4-2), após o 1-1 no tempo regulamentar, em jogo da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, seguindo em frente na competição. Em …

Dois dinossauros morreram como as vítimas de Pompeia. Foi há 125 milhões de anos, na China

Um grupo de arqueólogos na China acabou de descobrir dois fósseis de uma nova espécie de dinossauro, que estiveram presos no subsolo por 125 milhões de anos devido a uma erupção vulcânica pré-histórica. Os investigadores …

Batalhas de feiticeiros e círculos de demónios. Revelados textos cristãos que não foram incluídos na Bíblia

Os textos da Bíblia como a conhecemos hoje foram "canonizados" pela primeira vez pela Igreja no final do século IV. No entanto, antes disso, centenas de outros textos religiosos circularam por toda a Cristandade. Há mais …

Autoeuropa confirma que não irá renovar contrato a 120 trabalhadores

A administração da fábrica de automóveis Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, confirmou, esta quinta-feira, que não vai renovar os contratos a termo de 120 trabalhadores ligados à produção dos veículos MPV (Multi-Purpose Vehicle). "A Autoeuropa reafirmou a …

Glaciar na Islândia "escondia" bombardeiro norte-americano da 2ª Guerra Mundial

Os destroços de um bombardeiro norte-americano B-17 Flying Fortress que colidiu com o glaciar Eyjafjallajökull durante a II Guerra Mundial estão gradualmente a aparecer à medida que a geleira recua devido às alterações climáticas. De acordo …

40 anos depois, assassino de John Lennon pede desculpa pelo crime "desprezível"

Mark David Chapman, o homem que assassinou John Lennon, diz que matou o ex-Beatle por "raiva e ciúmes" e pediu desculpa a Yoko Ono, 40 anos depois. Em 1980, Chapman atingiu John Lennon com quatro tiros …