Dezenas de passageiros recusaram fazer teste à covid-19 (e SEF não os pôde impedir de entrar em Portugal)

Dezenas de passageiros de dois voos com origem em Moçambique e Angola, que aterraram no aeroporto de Lisboa na passada sexta-feira e sábado, entraram em Portugal sem realizar o teste à covid-19, o qual se recusaram a fazer.

O diploma do conselho de ministros estabelece que todos os nacionais e estrangeiros com residência em Portugal, provenientes destes e de outros países, têm de apresentar o resultado de um teste negativo feito na origem ou, excecionalmente, realizarem o teste no aeroporto de Lisboa. Porém, de acordo com o jornal Público, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) não pôde recusar a entrada dos passageiros por serem cidadãos nacionais ou com residência legal em Portugal.

Os passageiros devem apresentar o resultado de um teste negativo feito na origem ou, em alternativa, fazer o teste à chegada. Quando passageiros se recusam a realizar o teste, os cidadãos são identificados pelo SEF e a lista entregue à Direção-Geral da Saúde (DGS) para que possam ser localizados e avaliada a sua situação.

A resolução coloca a hipótese de “ser recusada a entrada” no país, mas não explica como. O SEF não pode impedir os nacionais e estrangeiros com residência legal de entrar no país.

Segundo o Público, a situação vivida com os dois voos de Maputo e Luanda, em que a maioria dos passageiros recusou fazer o teste, foram uma exceção.

A obrigatoriedade de mostrar um teste negativo ou fazer o teste no aeroporto aplica-se a quem vem do Brasil, Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Estados Unidos. Muitas pessoas juntam-se no local onde estão a ser feitos os testes, o que, segundo uma fonte do SEF, pode fazer com que as pessoas fiquem expostas a eventuais contágios.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Se fossem brancos eram presos!
    Aqui, como em muitos outros locais, a cor da pele ou pertencer a minorias dá muitos direitos, alguns deles quase exclusivos.

  2. Os residentes nas ex-colónias portuguesas fizeram de Portugal a sanita africana. Vem tudo defecar em cima dos portugueses, porque se sentem acima de Portugal. Vergonhoso comportamento de quem devia fazer cumprir a lei!

  3. Estou a ver. O SEF quis fazer o teste mas os visados chamaram-lhe logo racistas e a partir daí já não havia nada a fazer. Qual leis qual carapuça. As leis são para os que sempre viveram em Portugal e estão sobrecarregados de impostos.

RESPONDER

Técnicos de diagnóstico. Depois de mais uma coligação da oposição, Executivo avalia o que fazer

Depois de mais uma coligação da oposição, o Governo "está a avaliar" o que irá fazer em relação à aprovação das mudanças na carreira de Técnico Superior de Diagnóstico e Terapêutica.  De acordo com o semanário …

Diretor de Finanças de Lisboa está em substituição desde 2015. Já ultrapassa tempo de comissão de serviço

Fernando Lopes, a maior estrutura regional da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), é diretor da Direção de Finanças de Lisboa em regime de substituição desde março de 2015. Quando a então diretora regional, Helena Borges, foi …

Portugal regista mais quatro mortes e 636 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais quatro mortes e 636 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 636 …

Luís Correia lança-se a Castelo Branco, num movimento que ainda não tem nome

O movimento ainda não tem nome e a apresentação da candidatura não tem data marcada, mas Luís Correia já assumiu que vai liderar uma candidatura independente à Câmara Municipal de Castelo Branco. Luís Correia vai testar …

Pavilhão de escola de Matosinhos fechado devido a estirpe de legionella

O pavilhão desportivo da Escola Secundária Abel Salazar, em Matosinhos, está fechado devido à presença de uma estirpe de legionella detetada nas canalizações, mas que "não constitui qualquer perigo para a saúde", confirmou a câmara …

TAP regista um prejuízo recorde de 1,2 mil milhões em 2020

Com menos 12,4 milhões de passageiros transportados, a TAP apresentou um resultado líquido negativo de 1,230 mil milhões de euros em 2020, contra um prejuízo de 106 milhões de euros em 2019, segundo dados enviados …

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …