Dezenas de burros estão a ser mortos no deserto de Mojave. E há um prémio para quem souber porquê

Burros selvagens estão a aparecer mortos com ferimentos de bala no deserto de Mojave. Desde maio, os corpos de 42 burros foram descobertos na área de Clark Mountain Herd, perto da fronteira Califórnia-Nevada.

O Escritório de Gestão de Terras dos EUA (BLM) não descobriu quem está a cometer estes crimes nem porque razão, por isso estão a pedir a ajuda do público.

A agência está a oferecer uma recompensa de até 10 dólares (9 euros) por qualquer dica ou informação que levem à detenção e condenação dos responsáveis pelos assassinatos de animais. A American Wild Horse Campaign, Return to Freedom e The Cloud Foundation também ofereceram as suas próprias recompensas monetárias, elevando o total geral para 18.500 dólares (16.700 euros).

“As pessoas que mataram estes inocentes e amados burros merecem ser levadas à justiça”, disse Suzanne Roy, diretora executiva da American Wild Horse Campaign, em comunicado, citado pelo All That’s Interesting. “Esperamos que um aumento na recompensa leve à prisão e condenação por estes atos cruéis.”

Os burros mortos foram encontrados ao longo da Interstate 15 entre a Califórnia e Nevada, em vários estados de decomposição. De acordo com o Los Angeles Times, as autoridades disseram que alguns dos burros foram mortos enquanto bebiam água de nascentes próximas e muitos deles eram jovens.

O BLM está a trabalhar com várias agências locais para que o perpetrador ou perpetradores possam em breve ser levados à justiça. Embora as investigações até agora tenham dado pouca informação, uma coisa é clara: estes assassinatos não são só cruéis, são ilegais.

O Wild Wild-Roaming Horses e o Burros Act protegem os animais como “símbolos vivos do espírito histórico e pioneiro do Ocidente”. Os burros são animais selvagens protegidos e é ilegal matá-los, assediá-los, capturá-los ou marcá-los em qualquer dos dez estados ocidentais controlados pelo Departamento do Interior dos EUA ou pelo Serviço Florestal dos EUA.

O não cumprimento desta lei federal pode significar uma multa de até dois mil dólares (1.800 euros) ou tempo de prisão por menos de um ano – ou ambos.

“Cavalos selvagens e burros são uma parte icónica do oeste americano e parte da nossa herança nacional. Seguiremos todas as pistas até que tenhamos detido e processado os responsáveis por estas mortes cruéis e selvagens e damos as boas vindas à ajuda do público para levar o autor ou agressores à justiça”, declarou o vice-diretor de Políticas e Programas da BLM, William Perry Pendley.

Os burros eram extremamente populares como animais de trabalho durante a corrida do ouro de meados do século XIX. Originalmente da África, foram trazidos para as Américas pelos espanhóis nos anos 1500. É por isso que muitas áreas nos EUA com grandes populações destes animais frequentemente se referem a eles como burros, que é derivado da palavra espanhola borrico, que significa burro.

No auge da indústria de mineração no Ocidente, os burros eram usados ​​para transportar suprimentos pesados ​​e minérios entre as minas e os campos e carregavam outros itens essenciais, como comida e água.

Depois de a corrida do ouro chegar ao fim, muitos dos burros foram soltos, deixados a vagar livremente pelos desertos do oeste. Como têm uma alta propensão para sobreviver em ambientes hostis – uma vez que foram originalmente domesticados nos desertos da África e do Oriente Médio – os burros começaram a reproduzir-se.

No entanto, isso levou a conflitos entre os burros selvagens e os agricultores porque os animais estavam a comer a sua vegetação e plantações. Os agricultores começaram a caçar estas “pragas”, o que causou a queda da sua população. Os esforços de recuperação para proteger os burros levaram à lei de proteção que foi aprovada em 1971.

Atualmente, existem cerca de 44 milhões de burros em todo o mundo, com apenas cerca de 600 ainda habitando em alguns países da África.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …

Governo britânico vai continuar a pagar 80% dos salários durante mais três meses

O Governo britânico vai continuar a pagar durante mais três meses 80% do salário de trabalhadores em lay-off devido à pandemia de covid-19, e reduzir gradualmente o valor até ao fim do sistema, em outubro. O …

Resgate à TAP deverá ser feito através de empréstimo obrigacionista

A ajuda do Estado à TAP deverá chegar através de um empréstimo obrigacionista convertível em ações, avança o jornal Expresso neste sábado. Este é o cenário mais provável para a TAP, apurou o semanário, que …

Lisboa pode receber a final deste ano da Liga dos Campeões

Istambul não está agradada com a ideia de receber a final da Liga dos Campeões sem adeptos no estádio. Por isso, outras hipóteses estão a ser consideradas, nomeadamente Lisboa. A final da Liga dos Campeões está …