Devolver garrafas de plástico em supermercados vai dar prémio

O Governo vai lançar um programa de incentivo à devolução de garrafas de plástico não reutilizáveis, bem como de garrafas de vidro, metais ferrosos e alumínio. Em troca, há prémio.

De acordo com uma alteração a um decreto-lei publicada em Diário da República esta quarta-feira, os termos e critérios ainda não foram definidos mas já se deixa a indicação de que o consumidor poderá receber um prémio. Não se sabe, contudo, que prémio será.

O prémio atribuído ao consumidor ainda não está definido. Será “determinado mediante despacho do membro do Governo responsável pela área do ambiente”, ou seja, pelo ministro João Matos Fernandes.

A medida irá entrar em vigor a partir desta quinta-feira, com vista a uma implementação até ao dia 31 de dezembro de 2019. O diploma prevê que cada pessoa que devolva uma garrafa de plástico ou outras embalagens não reutilizáveis aos super e hipermercados deverá receber um prémio, ainda por definir pelo Ministério do Ambiente.

As grandes superfícies que adiram a esta medida terão de criar “nas suas instalações uma área devidamente assinalada e exclusivamente dedicada ao comércio de bebidas em embalagens reutilizáveis ou 100% biodegradáveis identificadas nos termos da lei”, estabelece o diploma, citado pelo Observador.

Até ao final do 3º trimestre de 2021 o Governo apresentará à Assembleia da República um relatório de avaliação do impacto da implementação do sistema de incentivos”, estabelece o artigo 23º do decreto-lei Decreto-Lei nº 152-D/2017.

A lei terá que ser regulamentada nos próximos 180 dias e a partir de 1 de janeiro de 2022 este regime será de carácter obrigatório.

A medida surge depois de Bruxelas ter avisado que Portugal é um dos países que corre risco de não cumprir a meta de reciclagem de 50% dos resíduos domésticos em 2020. Em 2025 esta taxa cresce para 55% e em 2030 para 65%. Os dados da Agência Portuguesa do Ambiente, relativos a 2017, apontam para uma taxa de reciclagem de 38% dos resíduos, valores que as organizações ambientalistas dizem estar errados.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. ao fim de tantos anos a batalhar na reciclagem so agora é que o governo abriu os olhos.
    ainda vai lançar um programa de incentivo, rsssss
    nao seria mais facil criar uma lei para que os supermercados tivessem maquinas destas?
    em vez de encherem os bolsos, tinham maquinas de reciclagem e davam taloes de descontos nas compras. aposto que os consumidores iam reciclar mais.
    antigamente era tudo de vidro e pagava-se o chamado vasilhame, assim obrigava os consumidores a entregarem as garrafas para reaverem a taxa do vasilhame.

    ha paises mais pobres do que nos, mas mais avançados pois que ja têm estas maquinas ha muitos anos

    https://www.youtube.com/watch?v=4UQdgu0e_9I

    • Esta deve ter saído do escritório do Paulinho Azevedo SONAE para pôr mais um negóciozito na sua mão. Já não basta a destruição que provocaram na família dos portugueses (trabalhar aos domingos), no negócio das mercearias de bairro (Continente) no negócio imobiliário (Shoppings), no negócio dos Health Clubs(Solinca), no negócio dos electrodomésticos (Worten), no negócio da roupa (Modalfa), no negócio das farmácias e opticas (Well´s), no negócio das lavandarias self-service (próximo) … detêm 34% da distribuição e ainda lhe vão meter mais uns milhões no bolso com esta … E depois ainda lhe dão condecorações….. Cambada de tristes, vejam se “Monhé” diz que o responsável pelo estado demográfico de Portugal é da grande distribuição… Nahhh, não convém…. Porque não vão pagar por isso, mas talvez os vossos filhos não tenham essa “sorte”..

  2. Este tipo de medidas já existe em muitos outros países. Na Alemanha, por exemplo, paga-se o vasilhame em plástico, e recebe-se de volta o valor ao colocar a garrafa ou o recipiente nos contentores de recepção das embalagens. Penso que o valor é de cerca de 25 a 50 centimos por uma garrafa. É uma medida fácil e prática, que desincentiva o uso de embalagens de plástico, e premeia quem recicla. E não custa nada a implementar.

    • Isso mesmo, usei isso em Amesterdan, tudo que utilizamos na semana de garrafa pet e latinhas devolvemos numa máquina e recebemos um cupom em Euros, para gastar no mercado, onde devolvemos. Devolvem o que pagamos de imposto pelo vasilhame. Deu janta para cinco.kkk

  3. O prémio deve ser igual àquele que as burras ganham em Maio e as gatas em Janeiro. Ainda me lembro muito bem quando se devolvia o vasilhame e se recebia o dinheiro. Houve tempo que quase nem havia taras perdidas e os produtos com essas taras (perdidas) eram sempre mais caros. Esse serviço de troca de vasilhame deveria dar muito trabalho aos supermercados e com o tempo passou tudo a tara perdida. Claro que essa tara é paga pelo consumidor. Os desgovernos que temos tido tudo têm permitido aos poderosos. Agora é que se lembraram desta. Claro que o prémio deve ser à costa ou à Centeno. Nem deve dar para as solas dos sapatos. Quadrilhas do Diabo!!

  4. Na Finlândia há 20 anos atrás já ia devolver as garrafas de plástico às máquinas de vasilhame no supermercado para depois descontar o dinheiro recebido nas compras que fazia a seguir. Se isto chegar a Portugal agora deve estar na média do atraso deste país…

RESPONDER

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …

Hackers expõem na cloud dados que roubaram de utilizadores do Spotify. Foi um acidente

Um grupo de piratas informáticos compilou uma base de dados com cerca de 250.000 palavras-passe do Spotify e armazenaram os dados na cloud. No entanto, esqueceram-se de proteger o armazenamento com uma palavra-passe. De acordo com …

Disney vai colocar em lay-off mais de 30.000 trabalhadores em 2021

A gigante norte-americana Walt Disney Company anunciou esta semana que vai colocar em regime de lay-off 32.000 trabalhadores no primeiro semestre de 2021 devido às quebras financeiras causadas por causada da pandemia de covid-19. A …

Ventura responde a Rodrigues dos Santos (e os ânimos à direita tornam-se cada vez mais ácidos)

Depois de Francisco Rodrigues dos Santos ter afirmado, em entrevista ao Sol, que o CDS "não fará alianças políticas com o partido Chega", André Ventura reagiu em tom irónico: "Como é que o Chega conseguirá …

Portugal com mais 4.093 novos casos e 64 óbitos. Há 536 doentes em cuidados intensivos

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 64 óbitos e 4.093 novos casos de covid-19. O número de internamentos nos cuidados intensivos volta a bater recorde, com 536 doentes. Portugal contabilizou, nas últimas 24 horas, 64 …