“Devo olhar para a minha finitude”. Eanes ainda não aceitou o convite para os 50 anos do 25 de Abril

Tiago Petinga / Lusa

O antigo presidente da República, António Ramalho Eanes

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, convidou Ramalho Eanes para presidir as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. Porém, o ex-presidente da República ainda não decidiu.

Em declarações ao semanário Expresso, Ramalho Eanes falou dos seus 86 anos, disse que se sente “muito honrado” com o convite de Marcelo e que se fosse mais novo talvez dissesse que sim, mas que precisa de “refletir e de falar com o Presidente da República”.

“Ainda não decidi. Admito não ter tempo”, continuou Eanes.

À TSF, a idade também foi mencionada. “Não porque não me seduza o convite, mas porque tenho 86 anos. Na altura da comemoração terei, se cá estiver, 88. Não era prudente nem realista, devo olhar para a minha finitude, admitir e sentir que está próxima”, explicou.

Eanes imagina-se a celebrar meio século de Abril junto das gerações mais jovens.

“Desejo que os 50 anos do 25 de Abril sejam um momento de encontro da nossa comunidade”, explica o general, acrescentando que gostaria que a data fosse uma oportunidade “para refletirmos o que fizemos bem e o que fizemos mal e para garantir que os nossos filhos queiram ficar num país onde sintam que os seus filhos podem ter um futuro”.

O ex-presidente considerou ainda que a escolha do nome de Pedro Adão e Silva para a comissão organizadora é uma boa notícia e seria uma parceria desafiante.

“É uma parceria provocante porque vivi toda esta situação e, portanto, tenho uma certa dificuldade em afastar-me dela o suficiente. O Adão e Silva é um indivíduo que prezo de uma maneira muito especial porque é um homem que tem formação, competência, tem facilidade de expressão e é, sobretudo, um homem que diz as coisas tal como as pensa. Não está com subterfúgios“, disse.

A ideia de antecipar as comemorações de 2024 para 2022 foi articulada entre Marcelo e António Costa, com o argumento de ser já no próximo ano – a 24 de março – que se somam mais dias de democracia do que os que houve de ditadura.

A ditadura durou precisamente 47 anos, dez meses e 28 dias, num total de 17.499 dias. No dia 24 de março de 2022, a democracia terá já 17.500 dias, ultrapassando por um dia o tempo que durou a ditadura e sendo, por isso, o dia escolhido para dar início às comemorações dos 50 anos do 25 de Abril.

Maria Campos, ZAP //

 

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. … é uma pena já não se fazerem destes.
    O Marcelo trouxe alguma esperança mas é outro campeonato.
    Que tenha uma vida longa e com saúde General Ramalho Eanes.

  2. O General Ramalho Eanes tem mais sabedoria que os outros todos juntos…
    Muito se fala dos capitães de abril… Mas se não fosse este homem, estaríamos hoje a viver o mesmo que se vive no Myanmar!! Se existe alguma democracia hoje, isso deve-se ao General Ramalho Eanes. Portugal ainda não lhe fez a devida homenagem. E é uma pena ver que caminhamos para um novo PREC… E quem vai tomar conta disto??

RESPONDER

"Europa sem barreiras". Costa assina certificado digital que começa a ser emitido já esta semana

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que o certificado covid-19 da União Europeia (UE) para facilitar a circulação cria uma “oportunidade de viajar em liberdade e em segurança”, avisando que se devem manter algumas “normas …

Debandada de ingleses não fez baixar os preços no Algarve (que até podem subir)

Os preços dos alojamentos no Algarve não baixaram, apesar da debandada de turistas ingleses após Portugal ter saído da lista verde do Reino Unido. Ainda assim, a taxa de ocupação chegou mesmo aos 85% em vários …

Segurança Social transferiu 788 mil euros por engano. Conta de desempregado bloqueada

A Segurança Social enganou-se e transferiu 788 mil euros para a conta de um beneficiário de subsídio de desemprego. A transferência fez disparar alerta no sistema bancário, dando origem a processo por abuso de confiança …

Djokovic vence em Roland Garros, mas Tsitsipas teve uma palavra a dizer

O tenista sérvio Novak Djokovic impôs-se ao grego Stefanos Tsitsipas na final de Roland Garros e conquistou, pela segunda vez na carreira, o título do segundo 'major' da temporada, que terminou hoje em Paris. O número …

Boris Johnson deverá anunciar hoje adiamento do desconfinamento em Inglaterra

A última fase de desconfinamento estava prevista para 21 de junho, mas deverá ser adiada para 19 de julho em Inglaterra. O primeiro-ministro britânico deverá anunciar a decisão oficial em conferência de imprensa. O desconfinamento em …

Variante Delta deverá tornar-se dominante em Portugal (mas “não há razões para alarme")

A variante Delta está a crescer exponencialmente no Reino Unido. Em Portugal também já há "transmissão comunitária" e devido à elevada capacidade de transmissão é provável que este número cresça. Conhecida como Delta, a nova variante …

Sporting vence na Luz e sagra-se campeão português de futsal

O Sporting sagrou-se hoje campeão português de futsal pela 16.ª vez, ao vencer em casa do Benfica, que defendia o título, por 6-2, no quarto jogo da final. Pauleta (10 minutos), Tomás Paço (10), Pany Varela …

Centro-esquerda vence eleições regionais no Chile e conquista capital

O centro-esquerda chileno foi o grande vencedor da segunda volta das eleições regionais de domingo, conquistando a maioria dos cargos de governador, incluindo o de Santiago do Chile, quando estão contados 99,9% dos votos. A coligação …

Benfica perto de fechar contratação de Nzonzi pela mão de Rui Pedro Braz

O Benfica está muito perto de garantir a contratação de Steven Nzonzi à AS Roma. O campeão do mundo pertence aos quadros do emblema italiano, embora esta época tenha estado emprestado ao Rennes. Rui Pedro Braz …

"Vacinação dos 30 aos 39 anos começa na próxima semana"

Em mais um comentário semanal no Jornal da Noite da SIC, Luís Marques Mendes voltou a colocar em cima da mesa os assuntos que tiveram maior destaque ao longo da última semana. O ex-deputado voltou a …