Detidos capitão e adjunto do petroleiro que provocou derrame nas Maurícias

Pierre Dalais / EPA

As autoridades das Maurícias anunciaram, esta terça-feira, a detenção do capitão e do adjunto do navio japonês que encalhou num recife, no final de julho, e que originou a pior catástrofe ambiental destas ilhas.

“O capitão e o seu adjunto foram detidos hoje e levados a julgamento com base numa acusação provisória”, anunciou o porta-voz da polícia das Ilhas Maurícias, Shiva Coothen, à agência France-Presse.

“A investigação continua amanhã com o interrogatório de outros membros da tripulação”, acrescentou o responsável.

Os trabalhos de remoção das duas partes do navio japonês, que se partiu em dois e derramou toneladas de petróleo na costa das Ilhas Maurícias, começaram esta segunda-feira.

Estima-se que mil toneladas de petróleo da carga do navio japonês de quatro mil toneladas já tenha escapado para o mar, segundo as autoridades.

O primeiro-ministro, Pravind Jugnauth, declarou, na semana passada, o estado de emergência e apelou à ajuda internacional, adiantando que o derrame “representa um perigo” para o país de 1,3 milhões de pessoas que depende fortemente do turismo e foi já fortemente prejudicado pelas restrições de viagem causadas pela pandemia de covid-19.

Imagens de satélite mostravam uma mancha escura a alastrar nas águas turquesa perto de zonas húmidas classificadas de “muito sensíveis” do ponto de vista ambiental.

O Governo das Maurícias fechou a zona costeira da parte oriental da ilha, onde milhares de voluntários civis trabalharam durante dias para tentar minimizar os danos na lagoa de Mahebourg e proteger as zonas húmidas marinhas poluídas pelo combustível derramado.

O navio “Wakasio” encalhou num recife de coral, a 25 de julho, na sequência da existência de fortes ondas no local, que fizeram o navio estalar e começar a derramar óleo a 6 de agosto.

Uma das questões que se procura esclarecer é a razão pela qual o navio navegava tão perto da costa das Maurícias. Agora, as atenções estão focadas no que os investigadores conseguirem extrair da caixa negra do navio.

O Governo está a ser pressionado para explicar porque é que não tomou medidas para esvaziar o navio quando este encalhou e anunciou que pedirá uma indemnização ao armador e à seguradora pelos danos ambientais e pelos custos despesa na limpeza.

Depois de o Governo ter declarado uma emergência ambiental, milhares de voluntários acorreram à costa para criar barreiras improvisadas a partir de túneis de tecido recheados com folhas de cana de açúcar e até cabelo humano, com garrafas de plástico vazias enfiadas para as manter a flutuar.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rio Ave 0 - 2 Sporting | Leão invicto com uma garra no “caneco”

O Sporting registou o 31º jogo consecutivo sem perder na Liga NOS. Na visita ao Rio Ave, os “leões” venceram o Rio Ave por 2-0 e estão muito perto de conquistar o ceptro de campeões …

Taylor's lança vinho do Porto produzido na vindima de 1896 (e custa uma pequena fortuna)

A Taylor's vai lançar um "raro" vinho do Porto produzido na vindima de 1896, na Região Demarcada do Douro, e que tem uma edição limitada de 1.700 decantadores de cristal, embalados numa luxuosa caixa de …

"Este calendário pode ser muito mais perigoso do que finalizar o campeonato"

Dois treinadores de equipas femininas de andebol analisaram a sucessão de jornadas duplas em fins-de-semana consecutivos. Diogo Guerra avisa: "Este calendário é uma irresponsabilidade enorme. Só espero que ninguém se aleije". A primeira divisão nacional feminina …

Mulher dá à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as ecografias

Uma mulher de 25 anos deu à luz nove bebés, mais dois do que mostraram as várias ecografias realizadas ao longo da gravidez. O caso aconteceu no Mali. Este está a ser considerado um recorde mundial …

Andrea Bocelli dá dois concertos em Coimbra em 25 e 26 de junho

O tenor italiano Andrea Bocelli vai atuar no Estádio Cidade de Coimbra em 25 e 26 de junho, em dois concertos que contam com a participação da fadista Mariza. "Em cumprimento das normas de segurança e …

Califórnia vai ter o maior sistema de armazenamento de energia não hidrelétrica do mundo

A empresa canadiana Hydrostor, que fornece soluções de armazenamento de energia de longa duração, revelou esta semana que irá desenvolver 1.000 MW de CAES na Califórnia, de acordo com um comunicado. O CAES é um tipo …

Seis anos e mil milhões de links depois, cientistas concluem que a Internet está a crescer (e a encolher)

Uma equipa de investigadores analisou mil milhões de links ao longo de seis anos e concluiu que a Internet está tanto a crescer como a encolher. O mundo online está em constante expansão — sempre agregando …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Dinheiro e refeições grátis. A Sérvia vai recompensar os cidadãos que forem vacinados

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou esta quarta-feira que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa original no …

Ivã, o (não tão) Terrível. Aliado de Putin reescreve história para reabilitar reputação do primeiro czar da Rússia

Segundo um alto funcionário russo, Ivã, o Terrível, não era terrível e a sua reputação de tirano cruel é o resultado de uma campanha de difamação realizada pelo Ocidente no século XVI. Nikolai Patrushev, o poderoso …