Detido um dos principais instigadores do movimento “coletes amarelos”

Etienne Laurent / EPA

Um dos principais instigadores do movimento “coletes amarelos”, Éric Drouet, foi preso perto dos Campos Elísios, em Paris, por organizar um evento esta quarta-feira sem autorização prévia.

De acordo com a mesma fonte, Drouet, um dos iniciadores da primeira mobilização nacional de “coletes amarelos” a 17 de novembro, foi preso quando se dirigia para os Campos Elísios, um momento captado por Rémi Buisine, jornalista de um órgão de comunicação online que ficou conhecido pelas suas transmissões em direto das manifestações dos “coletes amarelos”.

Um pouco antes do meio-dia de quarta-feira, Drouet – por quem o líder do movimento França Insubmissa, Jean-Luc Mélenchon, disse sentir “fascínio” – tinha apelado num vídeo no Facebook para uma “ação”. “Hoje à noite, não vamos fazer uma grande ação, mas queremos chocar a opinião pública. Vamos todos sem casacos” disse Drouet.

Por volta das 19h00, algumas dezenas de pessoas encontravam-se em frente ao restaurante da cadeia internacional McDonald’s dos Campos Elísios, perto do Arco do Triunfo, e esperavam por Eric Drouet, sem, no entanto, vestirem os seus coletes, observou um jornalista da agência noticiosa France-Presse.

Eric Drouet foi preso por “organização de uma manifestação não-declarada“, conforme divulgou a FranceInfo, citando uma fonte policial. A media acrescentou ainda que Drouet e cerca de 50 outras pessoas se reuniram numa praça no centro de Paris para acender velas em homenagem aos feridos nos protestos. Além de Drouet, outras pessoas foram presas para identificação.

Numa publicação no Twitter, Jean-Luc Mélenchon reagiu a esta nova detenção: “Novamente Éric Drouet preso, porquê? Abuso de poder. A polícia política persegue agora os animadores do movimento ‘coletes amarelos'”.

Uma hora depois, o líder do movimento França Insubmissa usou a mesma rede social para exigir a libertação de Éric Drouet.

Drouet já tinha sido preso anteriormente em manifestações em Paris por “carregar uma arma proibida“, crime pelo qual será julgado a 5 de junho. No dia 6 de dezembro, Drouet também teria sugerido aos manifestantes que invadissem o Palácio do Eliseu, a residência presidencial francesa.

Os protestos dos “coletes amarelos”, assim chamados devido ao uso de coletes utilizados pelos motoristas franceses, tiveram início em novembro contra o aumento de impostos nos combustíveis.

Apesar de o governo ter voltado atrás na decisão de aumentar as taxas, os manifestantes continuaram com os protestos contra as políticas económicas do presidente francês Emmanuel Macron. Os protestos foram marcados por confrontos violentos entre manifestantes e forças de segurança.

ZAP // SputnikNews / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …

Rio diz ser preocupante "notória desvalorização" que PS faz do ministro das Finanças

O líder do PSD disse, esta sexta-feira, ser preocupante a "notória desvalorização" que o Governo tem feito do ministro da Finanças, apontando como exemplo as novas regras de contratação nas PPP. "Temos assistido nos últimos dias …

Morreu a indiana que foi queimada quando ia a caminho do tribunal

A suposta vítima de violação, que foi incendiada a caminho de uma audiência de tribunal, morreu, esta sexta-feira, num hospital de Nova Deli. A mulher foi atacada por um grupo de homens na cidade de Unnao, no …

André Ventura avança com castração química para quem abusa de menores

André Ventura, líder e deputado único do partido Chega, entregou esta sexta-feira na Assembleia da República um projeto de lei que cria a pena acessória de castração química, agravando a moldura penal para os abusadores …

Centeno com apoios de peso para recandidatura ao Eurogrupo

Ao que tudo indica, o ministro das Finanças não deverá ter grande oposição em Bruxelas caso queira um segundo mandato como presidente do Eurogrupo. De Bruxelas chegam notícias de que Mário Centeno já terá apoios para …

Bruno Lage: "Respeito as opiniões, mas sou eu o treinador"

O Benfica venceu com uma goleada, esta sexta-feira, no terreno do Boavista (4-1) e aumentou provisoriamente para cinco pontos a vantagem sobre o FC Porto na liderança do campeonato. No final do jogo, o treinador do …

Homem fez-se passar por assessor de Marcelo para roubar donativos para Pedrógão

Um homem fez-se passar por assessor de Marcelo Rebelo de Sousa tentar enganar os donos do Grupo Solverde e da Casa Ermelinda Freitas, pedindo dinheiro para as vítimas de Pedrógão Grande, que foi devorada pelas …

PCP quer referendo à regionalização em 2021

O líder parlamentar comunista anunciou, esta sexta-feira, a entrega no Parlamento de um projeto de resolução com o calendário da criação das regiões administrativas em 2021, incluindo um referendo entre abril e junho daquele ano. "PS, …