Detetados outros 11 casos de bebés com malformações em França

A agência pública de Saúde de França anunciou esta quarta-feira que foram detetados 11 novos casos de bebés nascidos com malformações nos membros superiores no país, entre 2000 e 2014, somando-se a sete já registados e que alarmaram alguns especialistas. Os casos ocorreram no este de França.

Segundo este organismo, entre 2000 e 2008 identificaram-se, no departamento de Ain, sete casos suspeitos de bebés aos quais faltava um braço, antebraço, mão ou alguns dedos sem outra malformação destacável associada, anomalias cromossómicas ou comportamentos de risco dos pais, como a ingestão de drogas ou álcool.

Entre 2009 e 2014, houve mais quatro casos, que se somam aos sete de bebés nascidos em Ain no mesmo período e já contabilizados no início deste mês.

Nesta altura também foram conhecidos quatro casos, entre 2011 e 2013, na localidade de Guidel (noroeste) e sete entre 2007 e 2008, em Mouzeil (oeste), pelo que no total foram identificados 29 casos. Numa informação apresentada a 4 de outubro, a agência realçou que nenhum fator ambiental se revelou como causa provável.

No comunicado de hoje, a Saúde Pública de França destacou que estão a ser desenvolvidas novas investigações e sublinhou que as pesquisas efetuadas anos depois do nascimento são complicadas, pelo que é importante dispor de um registo fiável.

Acrescentou que, para garantir uma vigilância efetiva das anomalias congénitas, foi criada uma federação de registos que congregue a recolha de informação numa base de dados comum.

O alerta ocorreu no início do mês, após o aviso da associação Remera, que tem registo de crianças com malformações na região de Ródano-Alpes, na zona este de França.

A diretora, Emmanuelle Amar, apontou uma possível causa ambiental. “Haveria uma substância utilizada na agricultura capaz de impedir o crescimento de um braço de um bebé dentro do ventre da mãe? Será mera casualidade?”, questionou a epidemiologista, cuja hipótese sobre uma eventual contaminação foi desmentida então pelas autoridades.

No fim de outubro, o governo francês, pela voz da sua ministra da Saúde, disse que vai realizar um novo inquérito sobre casos de bebés sem braços nascidos no país nos últimos anos, considerando insuportável que os casos continuem ainda sem explicação

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Com 30% da actual população com origens arabe ou negra, e 15% de judeus, raças inferiores com um grau de cosanguinidade altamente elevado, sem falar dos ciganos, lusodescendentes, e migrantes recém chegados, não ha razão de espantar destes casos de malformação e degenerescência da população Gaulesa, cada vez mais frequentes

RESPONDER

O melhor professor do mundo é queniano e doa 80% do seu salário

Peter Tabichi é queniano, tem 36 anos e doa 80% do salário para desenvolver a sua comunidade local, numa remota vila no Quénia. Este domingo foi eleito, no Dubai, o melhor professor do mundo. Em Pwani, …

Pentágono autoriza mil milhões de dólares para construção de muro de Trump

O secretário da Defesa interino norte-americano, Patrick Shanahan, anunciou na segunda-feira o desbloqueio de mil milhões de dólares para a construção de um muro na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Shanahan “autorizou o …

Advogados de Rui Pinto recorrem da prisão preventiva

Os advogados de Rui Pinto, colaborador do "Football Leaks", confirmaram esta segunda-feira que vão recorrer da medida de prisão preventiva aplicada sexta-feira ao seu cliente pelo Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. A decisão de recorrer …

Se a corrida continuar a três, McLaren ameaça deixar a Fórmula 1

A McLaren, a segunda equipa mais antiga da Fórmula 1, ameaça desistir da modalidade caso os regulamentos elaborados para 2021 não a tornem numa competição justa. A visão da Fórmula 1, a modalidade de automobilismo mais …

México quer que rei da Espanha peça perdão pela conquista colonial

Obrador diz que esta é a única forma possível de obter a reconciliação plena entre os países. O pedido foi feito por carta. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, anunciou ter enviado uma carta ao …

"O Vieira pediu-me para dar uma coça a Francisco J. Marques"

Vítor Catão, diretor desportivo do S. Pedro da Cova, afirmou que o Benfica, através do seu presidente Luís Filipe Vieira, lhe deu 200 mil euros para colocar uma "lapa" no carro de Pinto da Costa, …

"Governo saudita deu a ordem" para matar Khashoggi

Em entrevista ao El Mundo, a namorada do jornalista saudita Jamal Khashoggi afirma que a ordem que determinou a sua morte foi dada pelo Governo da Arábia Saudita. Em entrevista ao diário espanhol El Mundo, a …

Já há água, eletricidade e estradas abertas na cidade da Beira

Começam a ver-se pequenos avanços na Beira, em Moçambique, que inicia o lento caminho da reconstrução, após a passagem do ciclone Idai, que matou pelo menos 446 pessoas e destruiu cerca de 90% dos edifícios …

"Um erro desculpável". Governante sem castigo após violar a Lei no caso dos mirtilos

O Tribunal Constitucional decidiu arquivar o caso das incompatibilidades envolvendo o secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, que, durante dois anos, acumulou o cargo com a função de gerente numa empresa …

Erros em perguntas de exame obrigam a mudar notas de médicos estrangeiros

O exame feito por médicos estrangeiros para ter equivalência ao curso de Medicina em Portugal teve neste ano mais de 700 candidatos, a esmagadora maioria brasileiros. É uma procura histórica, admitem médicos e serviços académicos, por …