“Uma desgraça completa”. Ex-ministro do PSD arrasa atuação do Ministério da Saúde no combate à pandemia

António Cotrim / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido

O antigo governante do PSD Fernando Leal da Costa acusou esta quarta-feira o Ministério da Saúde de “falta de liderança” na gestão da pandemia de covid-19, e falou até de “uma desgraça completa” do ponto de vista da comunicação.

“Há claramente, e lamento dizê-lo, uma falta de liderança assumida por parte do Ministério da Saúde, fruto da sua má forma de comunicação”, afirmou o antigo secretário de Estado Adjunto do primeiro Governo PSD/CDS-PP de Passos Coelho e que chegou a assumir funções de ministro no segundo executivo da coligação que durou menos de um mês.

No painel de abertura das jornadas parlamentares do PSD, dedicado à resposta de Portugal à crise sanitária, quer à pandemia quer aos doentes não-covid, considerou que “tem havido um enorme desgaste na capacidade de liderança do Ministério da Saúde”.

“Era impossível que os portugueses não se fartassem de ter todos os dias uma conferência de imprensa de imprensa para, na maior parte dos casos, não dizer absolutamente nada de novo. É de facto uma desgraça completa do ponto de vista da capacidade de comunicação”.

O antigo governante acusou ainda o Governo de, desde o início da pandemia, se ter mostrado “totalmente incapaz” de usar todo o sistema de saúde e manter, até hoje, “uma política de antagonismo” entre o setor públicos e os setores social e privado.

Leal da Costa considerou que o período de desconfinamento não foi “suficientemente bem aproveitado” para se criarem respostas na intervenção e tratamento dos doentes, estranhando, por exemplo, que só em outubro se tenha anunciado a construção de uma nova unidade de cuidados intensivos do hospital Fernando da Fonseca, em Lisboa.

“Precisamos de agir”

No mesmo painel, o presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, deixou um apelo aos deputados do PSD, perante o agravamento dos números da pandemia. “Precisamos de agir, precisamos de resolver os problemas no terreno porque a situação está a ter uma evolução bastante negativa que já não se compadece da discussão, é preciso ação”, defendeu.

O médico apontou, tal como Leal da Costa, problemas ao nível da liderança na gestão da pandemia, quer a nível internacional, quer em Portugal.

“Falta coordenação operacional: temos uma liderança técnica, que às vezes parece condicionada por uma liderança política, mas que não operacionaliza – os hospitais, os centros de saúde acabaram por tomar decisões sem essa orientação operacional, o que talvez tenha promovido aqui alguma desorganização”, considerou.

Ricardo Mexia alertou os decisores políticos para a importância de “liderarem pelo exemplo”, considerando que, ao longo do tempo, têm existido nesse campo “diversos equívocos que têm sido contraproducentes na mensagem que se tem passado às pessoas”.

O médico alertou ainda que a magnitude do problema das faltas de resposta aos doentes não covid “é provavelmente maior” do que é possível identificar, e pediu um rápido apuramento das causas da mortalidade aumentada em Portugal.

Na abertura das jornadas, que decorreram na Sala do Senado da Assembleia da República, o líder parlamentar do PSD Adão Silva explicou que alguns dos 79 deputados sociais-democratas estavam a acompanhar os trabalhos através dos seus gabinetes para permitir cumprir as regras de distanciamento impostas da pandemia e apresentou o lema dos trabalhos: “Coragem no presente, esperança no futuro”.

O presidente do PSD e deputado Rui Rio só marcará presença na sessão da tarde, com a direção representada de manhã pelo vice-presidente David Justino e o presidente do Conselho Estratégico Nacional do partido Joaquim Sarmento.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.213 em Portugal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta senhor aponta com um dedo mas desconhece que tem três apontados a ele próprio. Quando lá esteve como ministro não fez melhor…..

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …