Desempregados têm nova plataforma de emprego

SXC

foto: sxc

foto: sxc

O Banco de Inovação Social (BIS), promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML), lançou hoje o projecto UAW — United At Work, de criação de empresas e promoção de emprego entre jovens e seniores desempregados.

Com a duração de dois anos, o programa é financiado pela União Europeia em 850 mil euros e destina-se a jovens até aos 35 anos, desempregados e com qualificação superior e seniores entre os 55 e os 64 anos, também desempregados e com experiência profissional.

Uma das condições do programa, que se assume como “promoção de empreendedorismo intergeracional”, é que jovens e seniores trabalhem em conjunto.

O objectivo é a criação e sustentabilidade de novas empresas e, simultaneamente, acelerar a aprendizagem entre as gerações.

O BIS vai promover nos próximos três meses um período de debate público e, a partir de Janeiro, os interessados podem candidatar-se ao programa.

“Lançamos um apelo aos jovens que, antes de emigrarem, olhem para isto”, disse a directora do BIS, Maria do Carmo Marques Pinto.

Afirmando que nunca foi lançado um projecto semelhante em Portugal, a responsável disse que o UAW oferece “as condições e os instrumentos” e que cabe aos jovens e seniores serem empreendedores.

Parceira neste projecto, a Câmara Municipal de Lisboa (CML) fez-se representar na cerimónia de apresentação do UAW pelo presidente António Costa, para quem este projecto ajuda a enfrentar a “crise social que vivemos e, em particular, o desemprego”.

Referindo que a Europa é o continente mais envelhecido e que mais dificuldade tem em encontrar um futuro para as jovens gerações, o autarca frisou que este projecto tem o “paradoxo de encontrar boas respostas” para duas gerações diferentes.

António Costa disse ainda que a CML disponibiliza espaços de incubação para os projectos se desenvolverem.

Por seu lado, o provedor da SCML defendeu que se está “num tempo em que são importantes as start-up, o voluntarismo e a capacidade de ser determinante”.

Pedro Santana Lopes espera que, até final de 2015, este projecto tenha ajudado à criação de 600 a 800 postos de trabalho, mas frisou que “depende de capacidade de desenvolvimento” dos jovens e dos seniores.

“Não há super instituições”, disse o provedor, admitindo que a SCML e a CML possam desenvolver novas parcerias no futuro porque “os tempos exigem outros projectos e instituições como a SCML e a CML têm de desenvolver mais”.

“Os grandes projectos têm de ser em partilha, em rede”, defendeu.

Além da CML, são também parceiros a Fundação Calouste Gulbenkian, Beta-i, Inatel, ACIDI, ISCTE e Instituto de Emprego e Formação Profissional, entre outros.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E continua o sistema de eleição de descriminação em relação a idade. Os que tem entre 35 e 55 podem continuar no desemprego, pois não tem direito a “merda nenhuma”. Quando será que os que estão entre os 35 e os 55 terão os mesmos direitos que os restantes cidadãos? São estes considerados os novos cidadãos de segunda, para não falar em terceira categoria? Não tem o mesmo direito que os restantes?
    Onde esta a igualdade de direitos para todos? Para que o resto do mundo saiba Portugal não existe direito de igualdade. E aqui esta mais uma prova de tal… Tal como nos Centros de Emprego espalhados por todo o pais, onde apenas podem ter acesso a formação os mesmos que possuem as idades acima mencionadas. Não deveriam tb impedir os cidadãos entre os 35 e os 55 anos de votar? E que apenas falta isso!!!!

RESPONDER

Museu de Nova Iorque devolve ao Egito "caixão dourado" roubado em 2011

O Museu Metropolitan (MET) de Nova Iorque vai devolver ao Egito um sarcófago roubado em 2011, durante as manifestações da chamada "Primavera Árabe", anunciou este domingo a instituição nova-iorquina. Construído em ouro para o sacerdote Nedjemankh, …

Quase um terço da população chinesa terá mais de 65 anos em 2050

Trinta por cento da população chinesa terá mais de 65 anos, dentro de três décadas, informou hoje um jornal chinês, ilustrando o rápido envelhecimento do país, apesar de ter abolido a política de filho único. “O …

Trump pede à Europa que julgue os seus "jihadistas" (ou os EUA terão de os libertar)

O presidente dos Estados Unidos apelou aos países europeus, nomeadamente o Reino Unido, a França e a Alemanha, para repatriarem e julgarem os seus combatentes do Estado Islâmico feitos prisioneiros na Síria. Caso contrário, aponta …

Depois de 11 mortes e 1800 condenações, franceses querem o fim dos Coletes Amarelos

A maioria dos franceses defende que devem parar os protestos nas ruas dos “coletes amarelos”, três meses após o início das primeiras manifestações que fizeram 11 vítimas mortais, noticia esta segunda-feira a agência France Presse. Uma …

Uma tese de doutoramento levou Marcelo à capa do El País

A tese de doutoramento sobre Marcelo Rebelo de Sousa é de autoria de uma professora universitária e jornalista da RTP. O tema já chegou ao jornal espanhol El País. O jornal percorre as provas de popularidade …

Seguros de saúde sobem para 2,6 milhões com crise no SNS

No primeiro semestre de 2018 o número de contratos de seguros de saúde aumentou 3%, em termos homólogos, para 2,6 milhões, escreve esta segunda-feira o Jornal de Notícias na sua edição impressa. Os dados, da Autoridade …

PSP usa critérios étnicos para avaliar risco de bairros problemáticos

Apesar de a recolha de dados étnico-raciais não ser permitida em Portugal, a PSP utiliza ainda critérios étnicos na avaliação do grau de risco de zonas urbanas sensíveis (ZUS), avança o jornal Público esta segunda-feira. Segundo …

Pyongyang fala em “momento decisivo” em vésperas de nova cimeira com Washington

O principal diário norte-coreano, Rodong Sinmun, escreve esta segunda-feira que o país enfrenta "um momento decisivo", em termos de desenvolvimento económico, a pouco mais de uma semana da cimeira entre o líder norte-coreano e dos …

OCDE quer tribunais especiais para julgar a corrupção

Portugal precisa de fortalecer os mecanismos de prevenção da corrupção, defende a OCDE, que sugere a criação de tribunais especializados e a redução das possibilidades de recurso dos arguidos.  O retrato da análise da corrupção …

Costa "está a colocar todos os potenciais sucessores no palco”

No seu habitual espaço de comentário político semanal na SIC, Luís Marques Mendes falou sobre as recentes alterações no Governo, a moção de censura do CDS que "não faz sentido" e a "crise anunciada" da …