Descoberto objeto misterioso no coração da galáxia demasiado grande para ser um planeta

Astrónomos anunciaram a descoberta de um corpo celeste que orbita uma estrela à distância de 22 mil anos-luz da Terra e que possui massa 13 vezes maior do que a de Júpiter.

Os especialistas do Instituto Coreano de Astronomia e Ciência Espacial, da Coreia do Sul, anunciaram ter encontrado um gigantesco exoplaneta no coração da nossa galáxia.

A investigação utilizou imagens de alta resolução, registadas pelo Telescópio Espacial Spitzer, da NASA, e pelo Experiência de Lente Ótica Gravitacional, OGLE. A descoberta foi apresentada num artigo submetido ao Astronomical Journal.

O Spitzer também pode registar as deformações do espaço formadas por objetos maciços. Graças a esta tecnologia, foi detetado o exoplaneta OGLE-2016-BLG-1190Lb, que tem uma massa 13,4 vezes maior do que a massa de Júpiter. Segundo a Phys.org, o objeto é tão grande que não há a certeza de que possa ser qualificado como um planeta.

Os cientistas têm duas teorias sobre a natureza deste objeto, mas nenhuma delas é muito convincente. Por um lado, consideram que poderia ser um planeta, mas essa afirmação não parece muito realista, já que o seu tamanho excede várias vezes a destes corpos.

Por outro lado, classificar este objeto como uma estrela anã castanha também não é consistente com as teorias científicas, porque é demasiado pequeno para a formação dos processos que ocorrem dentro de uma estrela.

O corpo celeste encontra-se à distância de 22.000 anos-luz da Terra, e gira em redor da estrela anã G, no centro do bojo galáctico da Via Láctea, o grupo esferóide de estrelas encontrado na região central da maioria das galáxias espirais.

Assim, detetar qualquer corpo celeste localizado nesta área da galáxia representa uma tarefa muito difícil, devido às grandes quantidades de estrelas localizadas e distribuídas de maneira caótica.

Entretanto, os amantes das teorias apocalípticas já começaram a especular que este poderia ser finalmente o famigerado Nibiru, ou o Planeta X, que supostamente causaria a destruição da Terra.

O cataclismo de Nibiru” é o nome dado a um encontro fatal entre a Terra e um planeta gigante, que certos grupos acreditam que ocorrerá no início do século XXI.

Os defensores desta teoria, que acreditam que Nibiru está a voar pelo espaço e pode aparecer no nosso céu a qualquer momento, perguntam agora se a descoberta de OGLE-2016-BLG-1190Lb pode ser a prova de que o fim está próximo.

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. “Os defensores desta teoria, que acreditam que Nibiru está a voar pelo espaço e pode aparecer no nosso céu a qualquer momento,…”
    A 22 mil anos luz de distância, e está prestes a a parecer? Falhou me aqui algum calculo?

  2. O planeta Nibiru é habituado por lagartos mais inteligentes que nós de maneira que aquilo não é um planeta, é uma nave espacial gigante, portanto, aproveitando túneis espaciais e alta tecnologia, põem-se cá mais depressa que um alfacinha no Algarve.

  3. Tava indo bem até meterem nibiru no meio…kkkkk
    Como que a porra de uma hyper terra gigante com 13x o tamanho da terra a 22mil anos luz chegaria aqui?

    • Muito bom… estou mesmo a ver a PENTAX NIBIRU ou a CANON NIBIRU 100 🙂
      Aqui por Portugal não se usa camera mas sim câmara (tanto dá para a autarquia como para o equipamento)

  4. Nibiru ehu ehuaehu hua… Vai ler a bíblia quem acredita nisso. Verá que não temos nenhum corpo com tamanha massa para chegar aqui na terra
    coisa nenhuma.

  5. Uuiii…a conversa está hilariante. Com ou sem nibiru..com ou sem dobras o espaço/tempo. Estou como S.Tomé “é ver para crer”…e estamos cá para isso:)

Responder a Rui Cancelar resposta

Cientistas desenvolvem "corda de guitarra" que toca sozinha

Cientistas da Universidade de Lancaster e da Universidade de Oxford, no Reino Unido, desenvolveram um circuito nanoeletrónico que vibra sem nenhuma força externa. Usando um pequeno cabo suspenso, muito semelhante a uma corda de guitarra, a …

Hubble capta a imagem mais nítida do primeiro cometa interestelar confirmado

O Hubble conseguiu captar uma fotografia de 2I/Borisov, o primeiro cometa interestelar até agora detetado, avançou a NASA, que opera o telescópio espacial. De acordo com a nota divulgada pela agência espacial norte-americana, a fotografia …

Alverca 2-0 Sporting | Leões desinspirados afastados da Taça pelo Alverca

O Alverca surpreendeu hoje o Sporting com uma vitória por 2-0, na terceira eliminatória da Taça de Portugal, tornando-se no primeiro grande «tomba-gigantes» da competição ao afastar o atual detentor do troféu. Alex Apolinário, aos 10 …

A Barbie também arrenda casa no Airbnb

A boneca mais famosa do mundo celebra 60 anos. Agora, a empresa que produz a Barbie, a Matel, tornou a boneca uma anfitriã no Airbnb e vai arrendar uma mansão à beira-mar em Malibu, na …

Os primeiros bebés podem nascer no Espaço daqui a 12 anos

A empresa SpaceBorn United pretende realizar missões espaciais entre 24 e 36 horas para que algumas mulheres dêem à luz em órbita dentro de 12 anos. A notícia é avançada pelo fundador e CEO da empresa, …

Japão importou cinco vírus mortais, incluindo Ebola, por causa de Tóquio 2020

Com os Jogos Olímpicos à porta, um laboratório japonês decidiu importar cinco vírus mortais, nomeadamente Ebola, para fazer frente a um eventual surto durante a competição que vai levar ao país mais de 600 mil …

Empresa anónima quer os direitos do seu rosto para construir robôs (e paga 115 mil euros)

Uma empresa privada anónima está a oferecer 115 mil euros pelos direitos de usar o seu rosto numa nova linha de robôs humanóides. A empresa quer usar a imagem para dar uma cara a um robô …

Empresa está a vender vinho (com flocos de ouro) para celebrar o Brexit

Quando o Reino Unido abandonar a União Europeia, uma saída programada para 31 de outubro, é provável que as pessoas celebrem com um vinho especial com flocos de ouro. Para aqueles que querem celebrar a saída …

Neandertais ocuparam ilhas do Mediterrâneo dezenas de milhares de anos antes do que se pensava

Cientistas descobriram provas de que a ilha de Naxos, na Grécia, já era habitada por neandertais há 200.000 anos, dezenas de milhares de anos antes do que se pensava até agora. Um estudo publicado esta quinta-feira …

Testes "bárbaros" em macacos levam ativistas a pedir encerramento de laboratório alemão

Durante meses, um ativista pelos direitos dos animais trabalhou no Laboratório de Farmacologia e Toxicologia (LPT, na sigla inglesa), em Hamburgo, na Alemanha, onde testemunhou situações de violência contra os animais utilizados em testes e …