Todos os deputados da Comissão terão acesso à informação sobre devedores

Os deputados da comissão de Orçamento e Finanças vão ter acesso a “toda a informação” que o Banco de Portugal fez chegar ao parlamento sobre os grandes devedores da banca.

Contudo, o acesso será definido sob critérios que vão ser determinados numa reunião de coordenadores na próxima sexta-feira. A garantia foi deixada esta quarta-feira pela presidente da comissão, Teresa Leal Coelho (PSD).

“Houve consenso na reunião de mesa e coordenadores da Comissão de Orçamento e Finanças relativamente aos termos em que vamos desenvolver este processo. Vamos sobretudo dar garantias de transparência, da máxima transparência nos termos da lei e, por isso, porque os deputados da comissão de Orçamento e Finanças ainda não conhecem o relatório, o relatório seria distribuído quinta-feira aos coordenadores dos grupos parlamentares com assento na COFMA”, disse a presidente da comissão após uma reunião da mesa e coordenadores.

Só na sexta-feira, pelas 14h, haverá “uma nova reunião para estabelecer os critérios que presidirão à divulgação pública da informação. Naturalmente, com enorme respeito pelo principio da transparência, esse é o nosso objetivo, mas dentro naturalmente dos limites da lei”.

Será a partir dessa data que os restantes deputados da Comissão terão acesso à informação que o Banco de Portugal compilou nos últimos cem dias sobre os grandes devedores à banca.

Teresa Leal Coelho garantiu que todos os deputados terão acesso, ainda que sob medidas de segurança. “Naturalmente que todos os deputados da COFMA terão que ter acesso a esta informação. A toda a informação. Sem prejuízo de estarem ao abrigo de sigilo nalgumas matérias e até de responsabilidade criminal noutras matérias”, advertiu.

“Vamos ter precauções. Vamos criar um sistema que monitorize quem teve acesso. Os relatórios distribuídos, naturalmente, estarão marcados com marca d’água”, disse a presidente da COFMA, sublinhando, porém, que “nenhum deputado está sob suspeita”.

A deputada do PSD ressalvou, porém, que — apesar de a transparência ser o maior critério da comissão neste processo — os grupos parlamentares terão “naturalmente de salvaguardar a recuperação de créditos pelo sistema financeiro”. “É este equilibro, sendo que a nossa preocupação primeira será para com a máxima transparência dentro dos limites da lei”, disse.

Confrontada com a interpretação do BdP sobre a lei, Teresa Leal Coelho considera que o que vale é a interpretação do parlamento, a “interpretação autêntica”. “Essa questão está já ultrapassada. Já seguiu hoje mesmo uma carta para o Banco de Portugal fixando a interpretação que o Parlamento faz da lei e da importância da apresentação do relatório nos termos exatos que a lei estabelece, com informação agregada”, disse.

O que o Banco de Portugal diz na informação que prestou aos deputados “é que fez uma interpretação distinta da lei”, num ponto em concreto, o número 3 do artigo 4º. “Houve uma interpretação distinta feita pelo BdP, mas na sequência da interpretação autêntica feita pelo Parlamento à lei, seguiu uma carta para o BdP e essa informação será prestada ao Parlamento. O argumento do BdP, além dessa interpretação divergente da nossa, é que há uma agregação de informação que não produz um resultado lógico. Veremos quando chegar essa informação”, sublinhou Teresa Leal Coelho.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Ucrânia quer aderir à NATO. Rússia opõe-se, mas EUA apoiam

O ministro da Defesa da Ucrânia anunciou esta terça-feira que pretende iniciar o processo de adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês) no próximo ano, apesar da oposição de …

Abstenção do PCP no OE serve para "evitar" crescimento das forças "antidemocráticas", diz João Oliveira

O líder parlamentar dos comunistas, João Oliveira, indiciou que a "arrumação" da direita, com o aparecimento do Chega e da Iniciativa Liberal (IL), pesou na definição da estratégia política do PCP, embora não "condicione" o partido. Na …

"Bolhas domésticas" e celebrações online. As sugestões de Bruxelas para o Natal

A Comissão Europeia pediu esta quarta-feira aos países da União Europeia (UE) para definirem “critérios claros” relativamente ao Natal, devendo estipular um número máximo de pessoas por ajuntamento, incentivar “bolhas domésticas” para passar as festividades …

PSD ouviu empresários em greve de fome e apela a Governo que os receba

O líder do grupo parlamentar do PSD apelou esta quarta-feira ao Governo para que receba os empresários da restauração e da animação noturna em greve de fome em frente ao Parlamento, depois de se ter …

China acusada de violar sanções à Coreia do Norte. EUA oferecem recompensa de 5 milhões

A China está a ser acusação de uma “violação flagrante” da obrigação de aplicar sanções internacionais à Coreia do Norte. Os Estados Unidos estão a oferecer uma recompensa de cinco milhões de dólares por informações. De …

Fabricante de aeronaves Embraer revela ter sido vítima de ataque informático

A fabricante aeronáutica brasileira Embraer informou esta terça-feira, em comunicado, que sofreu um ataque informático aos seus sistemas. A Embraer frisou, em comunicado divulgado aos acionistas, que o ataque “resultou na divulgação de dados supostamente atribuídos …

Filho de Michael Schumacher ascende à Fórmula 1 em 2021

O alemão Mick Schumacher, filho do antigo piloto Michael Schumacher, ascende à Fórmula 1 na próxima temporada, para pilotar um dos carros da escuderia Haas, anunciou esta quarta-feira a equipa norte-americana. Atual líder do campeonato de …

Costa diz que ilegalização do Chega não é resposta, mas sim solucionar problemas

O primeiro-ministro considerou esta terça-feira que a resposta política mais eficaz ao Chega não passa pela sua ilegalização, mas por solucionar os problemas sociais que alimentam o populismo e explicam a existência do partido. António Costa …

Após atropelamento que fez 5 mortos na Alemanha, polícia exclui hipótese de terrorismo

O condutor que ontem provocou cinco mortes ao atropelar várias pessoas numa zona pedonal, em Trier, mostra sinais de "distúrbios psiquiátricos", afirmou o procurador dessa cidade do oeste da Alemanha, com a polícia a descartar …

Sonangol admite sair do Millennium BCP se surgir uma "boa oportunidade"

A petrolífera angolana Sonangol, segundo maior acionista do Millennium BCP com cerca de 20%, admitiu aproveitar alguma “boa oportunidade” que surja para vender a sua participação. A informação foi transmitida pela Sonangol de Sebastião Gaspar Martins, …