Ameaçado de morte em 2018, deputado holandês retoma concurso de caricaturas do profeta Maomé

Rijksoverheid / Phil Nijhuis / Wikimedia

Geert Wilders, líder da extrema-direita na Holanda

O político de extrema direita holandês Geert Wilders anunciou este domingo o que chamou de “o vencedor” de um concurso, criado por ele, de caricaturas do profeta Maomé.

O anúncio é feito cerca de um ano depois de o próprio Wilders, conhecido pelo discurso anti-islão, ter cancelado um concurso semelhante, no meio da indignação de muçulmanos e ameaças de morte.

A imagem que Wilders chamou de “vencedora” é um desenho escuro de um homem barbudo com a sobrancelha franzida, com um lenço preto na cabeça e camisa preta.

https://twitter.com/geertwilderspvv/status/1211141394309533697

“A liberdade de expressão deve prevalecer sobre a violência e as fátuas islâmicas”, disse Wilders, que dirige o maior partido da oposição no Parlamento holandês, citado pelo Deutsche Welle.

Em agosto de 2018, Wilders cancelou um concurso semelhante depois de a polícia holandesa ter detido um homem de 26 anos que o tinha ameaçado com a morte. O potencial assassino, um paquistanês, foi condenado a dez anos de prisão. Wilders vive desde então numa casa cercada por amplo aparato de segurança e tem direito a 24 horas por dia de proteção por parte do Estado holandês.

Wilders é um crítico aberto do islamismo como religião e já fez comentários controversos sobre o profeta Maomé. O político recebe regularmente ameaças de morte de radicais muçulmanos. O plano anterior de Wilder de realizar o concurso de caricaturas de Maomé já tinha provocado grandes manifestações em países de maioria muçulmana, incluindo o Paquistão.

Imagens do profeta Maomé são tradicionalmente proibidas no Islão e muitos muçulmanos consideram as caricaturas como altamente ofensivas e como blasfémia.

Em 2005, uma caricatura do profeta Maomé no jornal dinamarquês Jyllands-Posten provocou violentos protestos em todo o mundo islâmico. Foram feitas várias tentativas de assassinar o editor do jornal, assim como Kurt Westergaard, que fez a caricatuta.

Em 2015, terroristas mataram a tiro 12 pessoas na redação da revista satírica Charlie Hebdo, sediada em Paris, que publica frequentemente artigos e caricaturas a ironizar várias religiões, incluindo o islamismo.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “Liberdade de expressão”, muito embora se trate de um direito fundamental, previsto na maioria das Constituições Democráticas, não pode ser confundida com desrespeito a fé, crença e religião. Os grandes patriarcas e mestres do passado, devem e merecem ser respeitados. A forma de vida da minoria, como os indios, a maneira de pensar e de viver, devem ser incentivados e cultivados, jamais ridicularizados ou reduzidos a discursos baixos de conteúdo discriminatório. Ja disse um grande sábio do passado “honre seu pai e sua mãe e ame seu proximo como a si mesmo”.

    • qual fé qual quê… cada um tem o direito de dizer o que acha!
      Eu acho que não existem deuses nem seres míticos. Até pode ter existido um maomé ou um jesus mas eram homens de carne e osso sem qualquer tipo de poder especial…
      a religião é uma falácia e esta é a minha opinião, não respeitar a minha opinião então é também uma falta de respeito!

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …