Dois mortos, um desaparecido e 70 desalojados. Depois da Elsa, chega o Fabien

Rui Manuel Farinha / Lusa

Inundações na Maia, consequência do mau tempo provocado pela depressão Elsa

Duas pessoas morreram, uma está desaparecida e 70 ficaram desalojadas devido à depressão Elsa, de acordo com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Num balanço feito à agência Lusa, cerca das 09h00, o comandante Paulo Santos, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), explicou que foram registadas 6.237 ocorrências desde quarta-feira, com os distritos do Porto, Viseu e Lisboa a serem os mais afetados.

O responsável destacou como ocorrências principais as quedas de árvores, movimentos de terras, inundações e quedas de estruturas. Foram ainda ativados o plano municipal de emergência da Mealhada e o plano distrital especial de cheias de Coimbra.

“Há um ligeiro desagravamento, porém as ocorrências irão aumentar durante o dia pois naquelas estradas onde as quedas de árvores não afetaram ninguém, de manhã, quando as pessoas começarem a sair de casa, vão encontrar obstruções”, afirmou.

A queda de uma árvore, no Montijo, no distrito de Setúbal, e o desabamento de uma casa, em Castro Daire, no distrito de Viseu, fizeram dois mortos. Há ainda o condutor de uma retroescavadora que está desaparecido em Ribolhos, também em Castro Daire, onde ocorreu um aluimento de terras cerca das 21h30.

70 pessoas ficaram desalojadas. Segundo o comandante Pedro Nunes, da ANEPC, os desalojados passaram para o atendimento dos respetivos serviços municipais de proteção civil e da Segurança Social, regressando às suas casas assim que possível.

117 linhas da EDP fora de serviço

Segundo fonte da empresa, depois do pico de avarias, que ocorreu até cerca das 00h00, a situação melhorou, mas milhares de pessoas ainda estão sem energia elétrica, uma vez que a rede ficou “bastante danificada” por causa da passagem da depressão Elsa.

A EDP Distribuição ainda tem 117 linhas de média e alta tensão fora de serviço. A mesma fonte acrescentou que na região Norte a situação tem vindo a ser normalizada e que a região Centro é a mais afetada, sobretudo os distritos de Viseu, Coimbra, Guarda, Castelo Branco e parte do Porto.

Para responder às falhas no serviço, a empresa está a instalar geradores de emergência, em particular em estações elevatórias, onde o restabelecimento é mais difícil.

A empresa não tem ainda uma previsão para a total reposição da rede, mas, com o desagravamento do estado do tempo, está otimista quanto à recuperação.

Devido a falhas de energia elétrica, a Vodafone também teve o serviço de rede móvel condicionado em algumas regiões do Norte e Centro do país.

Transportes estão a ser restabelecidos

A circulação do Metro do Porto, que esteve cortada entre as estações da Levada e de Fânzeres, em Gondomar, na sequência da queda de uma árvore, foi restabelecida às 22h50, anunciou a empresa.

Mais a sul, as ligações fluviais entre Lisboa e a margem sul do Tejo foram restabelecidas cerca das 06h00, depois de terem sido suspensas por causa do mau tempo, segundo a Transtejo/Soflusa.

A Transtejo assegura as ligações fluviais entre o Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão a Lisboa, enquanto a Soflusa garante a travessia entre o Barreiro e o Terreiro do Paço (Lisboa).

Na aviação, segundo informação publicada no site da ANA – Aeroportos de Portugal, foi cancelado um voo da companhia aérea Easyjet, esta quinta-feira, com partida prevista para as 17h00, com destino a Paris, e um voo com partida prevista para as 18h30 com destino a Kiev, na Ucrânia, da companhia aérea Wizz Air Hungary.

A depressão Elsa obrigou ainda ao cancelamento de oito voos da companhia aérea açoriana SATA, sendo quatro ligações inter-ilhas e quatro do arquipélago com o exterior, afetando cerca de mil passageiros.

MAAT e Casa da Arquitetura fechados

O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa, foi afetado pela depressão Elsa e vai estar fechado “nos próximos tempos”, disse fonte oficial da Fundação EDP.

Relativamente aos danos, a mesma fonte referiu que a estrutura da entrada do museu foi afetada, sem adiantar mais detalhes.

A Casa da Arquitetura, em Matosinhos, também está encerrada até ao dia 26 para “reparações e manutenção”, depois dos estragos causados pelo mau tempo. Durante o mesmo período, o acesso ao quarteirão encontra-se condicionado.

Ainda no mesmo concelho, a Câmara Municipal decidiu encerrar os equipamentos desportivos municipais, nomeadamente os campos de futebol e pista de atletismo devido à chuva intensa, refere a Matosinhos Sport – Empresa Municipal de Desporto.

Depois da depressão Elsa, vem aí a Fabien

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) tem hoje sob aviso laranja (o segundo mais grave) doze distritos de Portugal continental e a costa norte da Madeira devido sobretudo à agitação marítima.

Leiria, Santarém e Portalegre estão sob aviso laranja também devido às previsões de precipitação forte entre as 12h00 e as 15h00 nos dois primeiros casos e entre as 12h00 e as 18h00 no caso de Portalegre.

O IPMA colocou também Guarda, Castelo Branco e Évora sob aviso amarelo — o terceiro da escala — por causa do vento, e até às 12h00 nos distritos mais a norte e, em Évora, devido ao vento (até às 18h00) e à chuva (até às 6h00).

O mapa do instituto mostra apenas três distritos a verde, ou seja, sem avisos relativos às condições do tempo: Viseu, Vila Real e Bragança.

Entretanto, o IPMA alertou também para os efeitos da nova depressão, Fabien, que atingirá Portugal no sábado. Segundo o instituto, o Norte e o Centro serão as zonas mais afetadas, estando previstos intensos períodos de chuva e fortes rajadas de vento.

Contudo, prevê-se que os efeitos desta nova depressão não apresentem a mesma intensidade do que os da tempestade Elsa, “em particular em termos de vento e com mais significado em termos de precipitação”.

O IPMA prevê uma melhoria gradual do estado do tempo a partir de domingo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E depois de tudo isto ficarão as barragens a sul do Tejo meias vazias e toda esta água que fez estragos em vários sítios depositada no oceano sem qualquer proveito, porque será?

RESPONDER

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …

Biblioteca virtual no Minecraft dá voz a jornalistas censurados de todo o mundo

Enquanto governos de todo o mundo reprimem a liberdade jornalística e censuram a sua imprensa nacional, a Reporters Without Borders está a trabalhar para chegar ao público através de um canal improvável: uma enorme biblioteca …

Há mais 19 mortos em Portugal. Número de casos confirmados perto dos 6.000

Portugal registou, este domingo, mais 19 mortes devido ao surto de covid-19. O número de casos confirmados é de 5.962, mais 792 em relação aos números de sábado. A Direção-Geral de Saúde revelou este domingo o …

Criança de 14 anos morre com covid-19 no Hospital da Feira

Uma criança de 14 anos morreu, este domingo, no Hospital de São Sebastião, na Feira, vítima de covid-19. Sofria de psoríase, doença que pode debilitar o sistema imunitário. O rapaz era morador em Ovar e tinha …

A Estação Matternet é um "portal seguro de drones" para hospitais

O sistema é simples: a equipa médica do hospital coloca as amostras que precisam de ser testadas no interior da estação, e esta encarrega-se automaticamente de as colocar num drone. Depois, o topo da torre …

Espanha atinge recorde: Morreram 838 pessoas nas últimas 24 horas

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 838 mortos com o novo coronavírus, voltando a aumentar o número de falecidos num só dia e elevando o balanço total para 6.528, de acordo com a última atualização …