David Cameron: “Sei que algumas pessoas nunca me vão perdoar”

The Prime Minister's Office / Flickr

Ex-primeiro-ministro britânico, David Cameron

David Cameron não está arrependido da decisão de realizar o referendo que abriu portas ao Brexit em 2016, mas está profundamente preocupado com o futuro do Reino Unido.

David Cameron, antigo primeiro-ministro britânico, quebrou o silêncio numa recente entrevista concedida ao Times. O antigo governante revelou que o resultado do referendo que abriu portas ao Brexit, em 2016, o deixou deprimido, apontando o dedo a Michael Gove e Boris Johnson pela forma como fizeram campanha pela saída da União Europeia.

Cameron é contra um Brexit sem acordo, e põe em cima da mesa a hipótese de um segundo referendo que, segundo o ex-primeiro-ministro, pode ser necessário para que o Reino Unido quebre o impasse a que chegou.

Sei que algumas pessoas nunca me vão perdoar por ter organizado um referendo. Outras por tê-lo organizado e perdido. Há ainda, claro, pessoas que queriam um referendo e que queriam sair que estão contentes que a promessa feita tenha sido mantida”, disse Cameron durante a entrevista, reconhecendo que não se arrepende da decisão, mas pensa na derrota sofrida “todos os dias”, preocupado pelas suas consequências.

Segundo o Expresso, Cameron está a menos de uma semana de lançar o seu livro For the Record (“Para que fique Registado”). Na obra, é particularmente duro com o ex-amigo Michael Gove, a quem chama “mentiroso”, incluindo nas críticas Boris Johnson. Os dois comportaram-se de “forma terrível”.

O atual Reino Unido preocupa-o, nomeadamente a crise entre conservadores e pela possibilidade de uma saída da União Europeia sem acordo. “Acho que podemos chegar a uma situação em que saímos, mas seremos amigos, vizinhos e parceiros. Podemos chegar lá, mas adoraria poder avançar para esse momento rapidamente, porque estamos perante uma lembrança dolorosa para o país, algo que é doloroso assistir.”

“Organizar um referendo não foi uma decisão que tomei de ânimo leve”, confessou, ao recordar que sofreu uma grande pressão política.

O referendo realizado no Reino Unido terminou com uma votação de 52% a favor da saída da União Europeia, contra os 48% que se manifestaram pela posição contrária. O resultado levou o ex-primeiro-ministro a demitir-se.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Os ingleses estão fraturados .
    Com tantas divisões os desentendimentos vão-se acumulando . Perante o exterior a má imagem revela-se e as negociações não se concluem.
    Se a saída for sem acordo vão pagar bem caro a sua teimosia.

  2. Este “artista” fez o referendo porque queria manter/credibilizar o seu “tacho” e nunca pensou que o Brexit iria ganhar!…
    Como ganhou, ele fez como os outros cobardes pro-Brexit – passou a barata quente e deu de frosques! .

Responder a Eu! Cancelar resposta

Turistas podem circular entre concelhos apesar das restrições

Apenas os turistas estão autorizados a circular entre concelhos, apesar das restrições que vigoram entre 30 de outubro e 3 de novembro, indicou a AHRESP, citando um esclarecimento do Executivo. Segundo o esclarecimento enviado pelo gabinete …

É preciso esforço grande agora para salvar o Natal, alerta Santos Silva

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira ser necessário “um esforço muito grande” para travar a propagação do coronavírus ” para salvar o Natal” das famílias dos cerca de 5 milhões …

"É uma treta". Ronaldo publica (e depois apaga) crítica a teste à covid-19

O futebolista Cristiano Ronaldo, capitão da seleção portuguesa, modificou a publicação efetuada esta quinta-feira no Instagram, tendo retirado a frase “PCR é uma treta”, em referência ao teste de despiste à presença do novo coronavírus. Um …

PSD confiante em geringonça, mas Ventura lembra que não tem "duas caras". Carlos César quer PS no poder

Com a solução governativa dos Açores em aberto, André Ventura já disse que está fora de questão integrar uma geringonça com "partidos do sistema", mas admite viabilizar um Governo do PSD na região com algumas …

Lage rasga elogios a João Félix. "Vai ser uma das referências do futebol europeu e mundial"

O antigo técnico do Benfica Bruno Lage teceu rasgados elogios ao internacional português João Félix, que esta terça-feira somou dois golos e fez uma boa exibição no jogo do Atlético de Madrid frente ao RB …

"Sentimo-nos em Itália". Médicos do Tâmega e Sousa contradizem hospital e reiteram situação de rutura

Médicos do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) ouvidos pelo semanário Expresso reiteram que os hospitais que integram o centro, o de Penafiel e o de Amarante, se encontram perto da rutura, contradizendo a …

Vieira reeleito em votação histórica para o sexto (e último) mandato

O presidente do Benfica esta quarta-feira eleito para um sexto mandato, manifestou "orgulho" por vencer o ato eleitoral mais concorrido da história do clube e apelou a que os benfiquistas "respeitem os resultados" do escrutínio. "Vencer …

Bélgica anuncia confinamento parcial. Ministro visita hospital e mostra-se "chocado" com o que viu

O chefe do governo federal na Bélgica anunciou ontem novas medidas de confinamento que entraram em vigor à meia-noite em todo o território. Em causa está uma crescente preocupação com o aumento de infetados que, …

O caso mais antigo de osteopetrose foi descoberto no esqueleto de um homem da Idade do Ferro

Uma equipa de cientistas alemães descobriu o caso mais antigo conhecido de osteopetrose, ou doença dos "ossos da pedra", nos restos mortais de um homem de 20 anos da Idade do Ferro. A osteopetrose é uma …

Orçamento sem favas contadas. Governo depende mais do PCP (que aproveita para apertar o cerco)

A aprovação do Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, que contou com o voto contra do Bloco de Esquerda e a abstenção do PCP, deixou o Governo mais dependente da apreciação final do documento …