David Cameron: “Sei que algumas pessoas nunca me vão perdoar”

The Prime Minister's Office / Flickr

Ex-primeiro-ministro britânico, David Cameron

David Cameron não está arrependido da decisão de realizar o referendo que abriu portas ao Brexit em 2016, mas está profundamente preocupado com o futuro do Reino Unido.

David Cameron, antigo primeiro-ministro britânico, quebrou o silêncio numa recente entrevista concedida ao Times. O antigo governante revelou que o resultado do referendo que abriu portas ao Brexit, em 2016, o deixou deprimido, apontando o dedo a Michael Gove e Boris Johnson pela forma como fizeram campanha pela saída da União Europeia.

Cameron é contra um Brexit sem acordo, e põe em cima da mesa a hipótese de um segundo referendo que, segundo o ex-primeiro-ministro, pode ser necessário para que o Reino Unido quebre o impasse a que chegou.

Sei que algumas pessoas nunca me vão perdoar por ter organizado um referendo. Outras por tê-lo organizado e perdido. Há ainda, claro, pessoas que queriam um referendo e que queriam sair que estão contentes que a promessa feita tenha sido mantida”, disse Cameron durante a entrevista, reconhecendo que não se arrepende da decisão, mas pensa na derrota sofrida “todos os dias”, preocupado pelas suas consequências.

Segundo o Expresso, Cameron está a menos de uma semana de lançar o seu livro For the Record (“Para que fique Registado”). Na obra, é particularmente duro com o ex-amigo Michael Gove, a quem chama “mentiroso”, incluindo nas críticas Boris Johnson. Os dois comportaram-se de “forma terrível”.

O atual Reino Unido preocupa-o, nomeadamente a crise entre conservadores e pela possibilidade de uma saída da União Europeia sem acordo. “Acho que podemos chegar a uma situação em que saímos, mas seremos amigos, vizinhos e parceiros. Podemos chegar lá, mas adoraria poder avançar para esse momento rapidamente, porque estamos perante uma lembrança dolorosa para o país, algo que é doloroso assistir.”

“Organizar um referendo não foi uma decisão que tomei de ânimo leve”, confessou, ao recordar que sofreu uma grande pressão política.

O referendo realizado no Reino Unido terminou com uma votação de 52% a favor da saída da União Europeia, contra os 48% que se manifestaram pela posição contrária. O resultado levou o ex-primeiro-ministro a demitir-se.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Os ingleses estão fraturados .
    Com tantas divisões os desentendimentos vão-se acumulando . Perante o exterior a má imagem revela-se e as negociações não se concluem.
    Se a saída for sem acordo vão pagar bem caro a sua teimosia.

  2. Este “artista” fez o referendo porque queria manter/credibilizar o seu “tacho” e nunca pensou que o Brexit iria ganhar!…
    Como ganhou, ele fez como os outros cobardes pro-Brexit – passou a barata quente e deu de frosques! .

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …