Daniel Bessa diz que o responsável da nossa desgraça é um banqueiro central

RTP / Flickr

O economista e ex-ministro Daniel Bessa

O economista e ex-ministro Daniel Bessa

O economista e ex-ministro da Economia Daniel Bessa afirmou no Porto que “o responsável número um da nossa desgraça é um banqueiro central”, cujo nome, porém, omitiu.

“O engenheiro Sócrates é muito responsabilizado, e não há ninguém que o responsabilize mais do que eu, mas eu vejo-o como aquele egípcio que tomou os comandos do Boeing que se precipitou sobre as Torres Gémeas”, continuou Daniel Bessa.

O economista, que fez parte de um governo do primeiro-ministro socialista António Guterres, falava no jantar-debate promovido pela Associação Portuguesa de Gestão e Engenharia Industrial (APGEI), que teve como orador convidado o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa.

Daniel Bessa disse que “já o Boeing ia a caminho das Torres Gémeas e ele (José Sócrates), no cumprimento de um guião qualquer, sentou-se ao comando, acelerou quanto pôde e, connosco lá dentro, enfiou-se contra as Torres Gémeas“.

“É um destino, não tem nada de mal, cada um cumpre a sua função na vida e portanto ficará para a história por isso. Mas essa não é a responsabilidade maior. A responsabilidade maior é do mentor, não é do executante, e o mentor estava no Banco de Portugal“, prosseguiu Daniel Bessa, fazendo rir a assistência.

Segundo concluiu o economista, o mentor “disse que a partir da entrada no Euro, uma pequena economia aberta e financeiramente integrada, no regime de moeda única, não tem restrições financeiras. Endividar até sempre“.

Bessa referiu-se antes a Carlos Costa como sendo “um banqueiro central atípico, que pensa nas questões da economia, do desenvolvimento e do futuro”, referindo que o governador do Banco de Portugal “deu a entender” na sua conferência que “isto com consumo não é sustentável”. “O caminho, é exportar, exportar, exportar”, frisou.

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Já é tempo de deixarmos de olhar para trás, de ficarmos presos lá atrás na penumbra de um passado que o presente oculta permanentemente na multitude de narrativas e procurarmos o futuro como povo e como nação. Há que definir objetivos claros daquilo que queremos, que permitam elevar o nível de bem estar, liberdade e de dignidade humana dos cidadãos deste país e lançarmos-nos a todo o vapor, sem medo, para a realização de um futuro de qualidade que nos distinga e nos orgulhe.

  2. Este anda outra vez a procura de taxo, o que foi que ele fez no Governo antes de ser corrido, nada. Só temos vira casacas neste Portugal, que tristeza

  3. O tal banqueiro,ficamos a saber é central,não é avançado.
    Não espanta porque são todos uns atrasos de vida,incluíndo o senhor Daniel Bessa.

  4. Acredito sem dúvida que cerca de 1500 figuraras públicas que comandaram este país à desgraça que temos hoje, deviam estar presos e condenados, com os “seus bens” confiscados e em alguns casos extensivel à 3ª geração. Mas enquanto houver a cobardia de esconder os nomes dos principais responsaveis e a justiça não atuar sobre estes, vamos pagar cada vez mais caro esta desgraça. Não esquecer que eles comem muito acima das possibilidades e usam a desculpa do sistema social para tentar descartar responsabilidades.

  5. este é mais um comentador que é invejoso e que gostaria de estar no lugar do tal central… é mais um daqueles que tem andado a esfolar as massas dos outros e arma-se em sério e competente e ainda por cima é invejoso!

  6. Iiiiiiiiiiiiiii ahahahah mas quemserá, mas quem será o PAI da CRIANÇAaaaa–O SALGADINHO–O que foi para o BanCO CENTRAL EUROPEU–ooo aiai são tantos.as iiiiiiirissssssssssssss, mamamiaaa isto é que esta uma trafulhiçe, enfizes………….

  7. É do c… qualquer candidato a político na mais indistinta aldeia de Portugal só tem um fim em vista: locupletar-se e enriquecer com os dinheiros públicos e ter estatuto social. Se virem os cartazes que por aí andam de putativos candidatos autarcas é de mijar a rir. E quando eles e as “companheiras” começam a trocar os “v” pelos “b” e vice-versa? – Fujam se puderem; se não puderem vão lá levar um pão-de-ló, pela simples razão de que essa escumalha e arremedo de gente humana tem “bufos” por todos os buracos e vielas e fazem a vida negra a quem não é do sistema e não votar neles, caso ganhem. É a “democratura” à portuguesa, é o que merecemos…

RESPONDER

Israel e Emirados Árabes Unidos alcançam "acordo histórico" mediado pelos Estados Unidos

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira que Israel e os Emirados Árabes Unidos concordaram em estabelecer relações diplomáticas plenas, como parte de um acordo para impedir a anexação israelita de terras ocupadas pelos …

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …