Leonardo da Vinci não pára de surpreender. Também era ambidestro

Um novo estudo em profundidade sobre os desenhos de Leonardo da Vinci provou que o artista do Renascimento era ambidestro.

A análise científica e tecnológica também revelou um esboço de paisagem oculto, anteriormente desconhecido, também de Leonardo, no verso do trabalho original. “É uma verdadeira revolução no campo dos estudos de Leonardo”, disse o diretor da Uffizi Gallery, Eike Schmidt, citado pelo The Telegraph.

As descobertas foram anunciadas um mês antes dos 500 anos da morte de Leonardo, com museus em toda a Europa a organizar exposições e eventos para celebrar a vida do homem responsável por obras-primas como Mona Lisa.

O seu primeiro desenho conhecido é datado de 5 de agosto de 1473, quando Leonardo tinha 21 anos, e mostra uma paisagem do vale do rio Arno e do Castelo de Montelupo, nos arredores de Florença.

Conhecido como Landscape 8P do seu número de inventário, o trabalho tem palavras na frente que vão da direita para a esquerda, como Leonardo costumava escrever, onde está escrita a data. Na parte de trás, o breve roteiro vai da esquerda para a direita e faz alusão a um contrato informal.

Um estudo dos dois textos confirmou que ambos foram escritos por Leonardo e mostrou que o artista era capaz de escrever perfeitamente usando a mão esquerda e direita. “Leonardo nasceu canhoto, mas foi ensinado a escrever com a mão direita desde muito jovem”, disse a historiadora de arte Cecilia Frosinini. “Ao olhar para os escritos, incluindo a partir deste desenho, pode-se ver que a sua caligrafia destra é educada e bem feita.”

A ambidestria é a capacidade de se ser igualmente habilidoso com ambas as partes do corpo. Não se limita apenas à capacidade de escrever com as duas mãos ou de chutar com ambos os pés.

Ambidestria de nascença é bastante rara, mas pode ser aprendida. Muitos indivíduos ambidestros executam determinadas tarefas apenas com uma das mãos. O grau de versatilidade com cada uma das mãos é geralmente o fator determinante para a ambidestria. Cada lado do cérebro controla o lado oposto do corpo. O ambidestro hesita perante a decisão de qual mão escolher para realizar determinada tarefa.

Atualmente é mais comum encontrar ambidestros entre as pessoas que nascem canhotas e são ensinadas a executar tarefas utilizando a mão direita, principalmente durante a infância – como aconteceu com Leonardo da Vinci.

Uma paisagem escondida

Usando a luz infravermelha, os especialistas em arte também descobriram duas camadas diferentes de desenho, tanto na parte de trás como na frente, com uma linha de tinta a cobrir o traço de carvão original em certos lugares.

Não há muita tinta visível nas costas, mas o infravermelho revelou que outra paisagem que representa um rio a atravessar uma ponte foi originalmente desenhada, com recurso a um tipo de carvão. Não se sabe se o artista esfregou o papel ou se o carvão simplesmente desvaneceu com o tempo.

“Os elementos que emergiram durante esta investigação abrem novas perspetivas sobre a interpretação da Paisagem 8P de Leonardo da Vinci e sobre como o artista construiu a paisagem, sobre a sua técnica e até sobre os seus hábitos e habilidades na escrita”, afirmou Schmidt.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mais cinco minutos? Adiar o despertador não é uma boa ideia

Mais cinco minutos na cama ou acordar mal toque o despertador? Apesar de esse cochilo parecer inofensivo, a verdade é que adiar o despertador não é uma boa ideia. Se faz parte da equipa dos mais …

Há uma planta na Austrália que é masculina, feminina e bissexual

Cientistas da Bucknell University (Austrália) descobriram uma espécie de planta que pode ser masculina, feminina e bissexual. Os investigadores publicaram a descoberta na revista PhytoKeys e chamaram a amostra, que foi descrita em 1970, mas não …

Astrónomos descobrem a mais antiga colisão de galáxias conhecida

Uma equipa internacional de investigadores descobriram o exemplo mais antigo de uma colisão entre duas galáxias. A luz dessa fusão teve de viajar durante 13 mil milhões de anos para chegar até nós, uma vez …

Asteróide do tamanho da Torre Eiffel vai passar pela Terra. É a segunda maior aproximação em 120 anos

Na segunda-feira, dia de S. João no Porto, um asteróide muito grande - que pode ser tão grande como a Torre Eiffel - vai passar pela Terra a mais de 45 mil quilómetros por hora. O …

As eleições foram repetidas em Istambul. Erdogan voltou a perder (e por mais)

O candidato da oposição Ekrem Imamoglu ganhou hoje de novo as eleições municipais em Istambul, após a anulação de uma primeira votação, infligindo ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, o pior revés eleitoral em 17 …

No Azerbaijão, há chamas que ardem há quatro mil anos

Chamas altas dançam sem descanso num trecho de 10 metros de encosta. É o Yanar Dag - que significa "montanha em chamas" - na Península Absheron, no Azerbaijão. "Este fogo queimou 4.000 anos e nunca parou", …

A lendária Cidade Perdida do Deus Macaco é um refúgio de espécies "extintas"

A Cidade Branca, imponente sítio arqueológico detetado em 2012 nas selvas das Honduras, é também um "ecossistema prístino e próspero, cheio de espécies raras e únicas". A ONG americana Conservation International chegou a essa conclusão depois …

As mulheres têm mais doenças autoimunes do que os homens. A culpa pode ser da placenta

A hipótese da compensação da gravidez mostra que a evolução pode ter tido um papel importante no sistema imunológico das mulheres. Há cerca de 65 milhões de aos, depois da época dos dinossauros, surgiu o primeiro …

Cientistas conseguiram registar canto de uma das baleias mais raras do mundo

Cientistas conseguiram, pela primeira vez, registar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena japonica). Pela primeira vez, investigadores da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) conseguiram gravar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena …

Único racismo português "é contra os ciganos" (e Portugal devia pedir-lhes desculpa)

O antropólogo e investigador José Pereira Bastos defendeu este domingo que Portugal deveria pedir desculpa aos ciganos e resolver o problema da habitação, apontando que não adianta de nada haver um Dia Nacional do Cigano. O …