//

Depois da Bélgica, Alemanha coloca Lisboa na lista de regiões de risco

1

Mário Oliveira / SEMCOM

A Alemanha acrescentou a Área Metropolitana de Lisboa à lista de regiões de risco devido ao aumento de infeções por covid-19, revelou o Ministério dos Negócios Estrangeiros germânico.

Portugal figura na lista alemã para viajantes que regressem da região da Área Metropolitana de Lisboa. Além da Área Metropolitana de Lisboa, capital de Portugal, o ministério incluiu na sua “lista vermelha” regiões de países como França, Dinamarca, Irlanda, Croácia, Países Baixos, Áustria, Roménia, Eslovénia, Hungria e República Checa, noticia a agência AFP.

Isto significa que os turistas que regressam destes territórios são obrigados a realizar teste à covid-19 e permanecer em quarentena enquanto aguardam o resultado.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros, em informação publicada no seu sítio na internet, desaconselha ainda “viagens turísticas não essenciais” àquelas regiões, onde o número de novas infeções ultrapassa o limite de 50 casos por 100 mil habitantes em sete dias.

As autoridades alemãs multiplicaram nas últimas semanas os avisos sobre viagens para países europeus, devido a esse aumento de casos.

Espanha, um dos destinos preferido dos turistas alemães, também está na lista de países a serem evitados.

Considerada um modelo na gestão da pandemia de covid-19 na Europa, a Alemanha também está em alerta devido ao ressurgimento de novas infeções nas últimas semanas, que estão a ser ligadas ao regresso de turistas.

A região da Baviera está a ser particularmente afetada e já foram anunciadas restrições em Munique, onde o uso de máscara em parte do centro da cidade passa a ser obrigatório na quinta-feira.

O Instituto Robert Koch relatou esta quarta-feira 1.769 novos casos nas últimas 24 horas e mais 13 mortes, registando-se agora um total de 9.409 vítimas mortais na Alemanha desde o início da pandemia.

A Bélgica também recolocou a área metropolitana de Lisboa e a região centro de Portugal no “vermelho” esta quarta-feira. Com a reinclusão da área metropolitana de Lisboa e da região centro na nova “lista vermelha”, que entrará em vigor já na sexta-feira, 25 de setembro, quem chegue a território belga oriundo destas regiões – e tencione permanecer mais de 48 horas –, terá de realizar um teste e submeter-se a quarentena.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 971.677 mortos e mais de 31,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (41.882 mortos, mais de 409 mil casos), seguindo-se Itália (35.758 mortos, mais de 302 mil casos), França (31.338 mortos, mais de 458 mil casos) e Espanha (31.034 mortos, mais de 693 mil casos).

Em Portugal, morreram 1.928 pessoas dos 70.465 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

  ZAP // Lusa

1 Comment

  1. Bélgica, Alemanha, Inglaterra, devem estar mal informados em relação a Lisboa senão vejamos.
    Festa do Avante, Fátima, foi para enganar o Coronavírus 19, Somos os Maiores. BIBA PORTUGAL

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.