Em Cuba, a Internet é entregue porta a porta semanalmente

Cuba tem um tipo de Internet muito especial. Poucas pessoas têm acesso à Internet, por ser demasiado cara. Por isso, semanalmente, é entregue em mão uma coleção de sites e programas de entretenimento através de pen drives e discos rígidos portáteis.

Até recentemente, apenas 5% da população cubana tinha acesso à World Wide Web. Nos últimos dois anos, o acesso tem aumentado, mas não da forma mais usual e que todos nós estaríamos à espera. Apesar do acesso caro, há uma proliferação cada vez maior do conteúdo multimédia, adquirido de várias (e originais) maneiras em todo o país.

Uma internet informal e omnipresente. Assim podemos caracterizar o El Paquete Semanal, uma coleção de conteúdo digital de um terabyte, compilada por indivíduos que lançam semanalmente este conteúdo e o distribuem manualmente pelo país, através de pen drives ou discos rígidos.

O El Paquete Semanal inclui uma enorme variedade de conteúdo, desde programas de televisão locais e internacionais a filmes, vídeos do YouTube ou revistas e notícias. Segundo o site Medium, um terabyte com toda esta quantidade de material é vendido por 5 euros.

Num ambiente tecnologicamente restrito, este sistema é fortemente dependente de uma estrutura humana que garante que a Internet offline é entregue às pessoas que estão interessadas em aceder aos conteúdos.

Assim, há três grupos de pessoas que mantêm este sistema operacional, facilitando o acesso offline de forma regular e acessível sem a sanção do Governo. Los Maestros, ou mestres, compilam o terabyte de conteúdo todas as semanas; Los Paqueteros distribuem, editam e produzem conteúdo adicional e La Gente, ou o povo, consome, partilha e cria também o seu próprio conteúdo.

Esta divisão de tarefas mostra que a infraestrutura humana desempenha um papel fundamental na sustentação e no crescimento do El Paquete, oferecendo uma versão única da Internet onde, de outra forma, ela não existiria.

O El Paquete é, além disso, personalizado a cada tipo de cidadão, com as suas preferências e gostos a ocuparem o terabyte de informação e entretenimento. É, por isso, um serviço completamente personalizado – um fator de diferenciação que a tecnologia nem sempre consegue substituir.

Além de entretenimento, a informação e o conteúdo educacional também ocupam um importante lugar no El Paquete. E, para nossa surpresa, este sistema revelou-se também como uma Internet participativa, dado que é uma rede de informações disseminada e localmente relevante em termos de conteúdo e entrega.

Acresce ainda o facto de muito do conteúdo do El Paquete ser único, já que os consumidores podem também disseminar o seu próprio conteúdo no El Paquete Semanal – como é o caso de Maria, que publica a sua própria revista nesta Internet revolucionária do país, conta o Medium.

Mas nem tudo é um mar de rosas, e no que toca à Internet esse cenário é cada vez mais afastado. O El Paquete Semanal enfrenta também as suas próprias limitações, como o facto de necessitar de uma mão de obra significativa para poder sustentar a rede.

Além disso, e à semelhança do que acontece com a maioria dos sistemas sociotécnicos, há estruturas de poder em jogo dentro do EP, e estruturas de poder em jogo que atuam sobre o EP. O conteúdo é moldado, por exemplo, por regulamentações governamentais, como o facto de não poder ser disseminada pornografia ou discursos contra o Governo.

Isto significa que, apesar de “livre” aos nossos olhos, o El Paquete Semanal não deixa de ser sujeito à política de informação. Este tipo de Internet também não fornece aos cubanos tudo o que querem, como a capacidade de poder comunicar em tempo real com pessoas de todo o mundo.

Não é perfeito, mas existe e funciona. No fundo, o El Paquete oferece-nos a capacidade de olhar para a Internet com outros olhos, como um sistema que também precisa de pessoas para resultar. De pessoas, para pessoas (mesmo que a tecnologia surja pelo meio).

LM, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Os cubanos aprenderam com as dificuldades a ser muito originais e criativos. Duvido que haja um povo que possa dar aulas de sobrevivência ao mundo como o cubano. E o mais interessante é que não são deprimidos nem magoados, levam a vida com alegria. Talvez porque têm das melhores assistências médicas e escolas do mundo e sentem-se seguros.

    • Deve ser por isso que há Cubanos em barda há 40 anos a fugir para os EUA! Não me consta de Americanos a fugir para Cuba!

      Ao que isto chegou, onde há quem acredite que Cuba é algum paraíso…

      Cuba é, como muitos outros casos, a prova provada que o Comunismo não funciona.

  2. Melhores assistências médicas do mundo? É óbvio que não conhece a realidade cubana.
    Nem uma simples aspirina arranja. Nas farmácias os remédios existentes, são mezinhas caseiras em frascos vulgares, sobre as escolas é semelhante, matrial didático é uma desgraça…

  3. Na prática uma Internet faz de conta para entreter cubano limitado como está quer na liberdade de expressão quer no poder económico, mas como diz o povo mais vale pouco do que nada!.

Responder a Vasco Cancelar resposta

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …

Em Berlim, Marta Temido defende reforma e reforço de poder da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ser alvo de uma reforma substancial que leve ao reforço do seu poder internacional na sequência da pandemia de Covid-19, defendeu esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta …

PJ faz buscas à Fiscalização e Contratação da Câmara de Barcelos

A investigação, relacionada com contractos efetuados no pelouro da vereadora Anabela Real, estão a ser investigados pela Polícia Judiciária. A Polícia Judiciária (PJ) fez hoje buscas na Câmara de Barcelos, tendo como alvo principal os serviços …

Governo ordena "encerramento compulsivo" do Instituto Superior de Gestão e Administração de Leiria

O Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, determinou o "encerramento compulsivo" do Instituto Superior de Gestão e Administração de Leiria, instituição privada detida pelo grupo Lusófona, que deverá fechar portas até ao fim …