Criminoso de guerra morre após ingerir veneno em plena sessão do tribunal de Haia

ictyphotos / Flickr

Slobodan Praljak, ex-chefe militar croata condenado por crimes de guerra

O ex-chefe militar dos croatas bósnios morreu, esta quarta-feira, depois de ingerir veneno quando foi confirmada a sua condenação a 20 anos de prisão pelo tribunal e Haia para a ex-Jugoslávia (TPIJ), noticiaram os media croatas.

Slobodan Praljak, de 72 anos, terá presumivelmente tomado veneno após a confirmação da sua condenação a 20 anos de prisão. A informação ainda não foi confirmada pela polícia holandesa ou por responsáveis do tribunal.

Segundos depois de os juízes do Tribunal Penal internacional para a ex-Jugoslávia (TPIJ) confirmarem a pena – por envolvimento numa campanha contra os muçulmanos durante a guerra da Bósnia e de formação de um mini-estado croata nesta ex-república jugoslava – o ex-chefe militar croata gritou “não sou um criminoso de guerra”.

De seguida, tirou uma pequena garrafa do bolso e bebeu o seu conteúdo. A audiência foi suspensa de imediato e o seu advogado afirmou que o seu “cliente tomou veneno”.

O tribunal apresentava hoje o resultado do recurso apresentado por Praljak e por outros cinco ex-dirigentes e chefes militares dos croatas da Bósnia, condenados em 2013 por perseguirem, expulsarem e assassinarem muçulmanos, entre 1992 e 1994.

Dois outros condenados também viram as suas sentenças confirmadas antes de a audiência ter sido interrompida.

Previamente, a televisão croata tinha referido que a Presidente, Kolinda Grabar Kitarovic, tinha decidido abreviar a sua visita oficial à Islândia, enquanto o Governo de Zagreb se preparava para uma reunião de emergência.

Na semana passada, Ratko Mladic, o antigo chefe militar sérvio-bósnio, foi condenado a prisão perpétua. O Tribunal declarou-o culpado de dez das onze acusações de que era alvo – duas de genocídio, quatro de crimes de guerra e cinco de crimes contra a Humanidade.

Exames confirmam substância venenosa tomada por Praljak

Exames preliminares à substância tomada na quarta-feira pelo general croata Slobodan Praljak quando foi confirmada a sua condenação a 20 anos de prisão confirmam tratar-se de um químico letal, disse um procurador holandês.

“Foi feito um exame preliminar à substância contida no frasco e tudo o que posso dizer é que se trata de um químico letal, sendo essa a causa da morte“, afirmou Marilyn Fikenscher, citado pela agência Associated Press (AP).

Também esta quinta-feira, o primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovic, considerou que Praljak pretendeu, com a ingestão do veneno, enviar uma mensagem de protesto ao tribunal das Nações Unidas para denunciar a injustiça do veredicto.

“Praljak estava obviamente abalado pela possibilidade de vir a ser condenado” por crimes de guerra durante o conflito na Bósnia (1992/95), sublinhou Plenkovic, ao intervir esta quinta-feira na abertura de uma sessão no Parlamento croata.

A sessão ficou marcada pelo minuto de silêncio respeitado pelos deputados croatas em memória de Praljak e das vítimas do conflito bósnio.

“Que a morte do general Praljak seja o último ato de guerra”, argumentaram.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …