Ratko Mladic condenado a prisão perpétua por genocídio e crimes contra a Humanidade

ictyphotos / Flickr

Ratko Mladic, antigo chefe militar sérvio-bósnio

O Tribunal Penal Internacional para-a ex-Jugoslávia (TPI-J) condenou, esta quarta-feira, o antigo chefe militar sérvio-bósnio Ratko Mladic a prisão perpétua pelos crimes cometidos na guerra da Bósnia (1992-1995).

O Tribunal Penal Internacional para-a ex-Jugoslávia (TPI-J) condenou hoje o antigo chefe militar sérvio-bósnio Ratko Mladic a prisão perpétua por genocídio, crimes de guerra e crimes contra a Humanidade cometidos na guerra da Bósnia (1992-1995).

O Tribunal da ONU declarou Mladic culpado de dez das onze acusações de que era alvo – duas de genocídio, quatro de crimes de guerra e cinco de crimes contra a Humanidade.

O alto-comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos classificou como uma “vitória transcendental” da Justiça a condenação do antigo chefe militar sérvio-bósnio.

“Mladic é a personificação do diabo e a sentença contra ele é o paradigma do que representa a Justiça internacional”, disse em comunicado Zeid Ra’ad al Hussein, que serviu na Força de Proteção da ONU na antiga Jugoslávia entre 1994 e 1996.

Segundo a BBC, Mladic não estava na sala de audiências quando a sentença foi lida, tendo sido ordenado que assistisse à leitura do veredicto noutra sala do tribunal, por gritar contra o coletivo de juízes.

O incidente ocorreu quando a defesa do antigo chefe militar pediu o adiamento da audiência porque o arguido estava com a tensão arterial alta, mesmo quando, no início da sessão, aparentava estar relaxado, a sorrir e a fazer gestos para as câmaras.

Mladic negou todas as acusações e o seu advogado disse que vão recorrer da decisão. “É certo que vamos apresentar um recurso e que o recurso terá êxito”, afirmou Dragan Ivetic, citado pela Associated Press.

Ivetic considerou que Mladic tem sido privado dos seus “direitos humanos básicos” ao ser impedido de consultar médicos escolhidos por si.

Também o filho, Darko Mladic, afirmou que o antigo chefe militar irá recorrer, classificando o julgamento como “propaganda de guerra”. “Esta pena é injusta e contrária aos factos e nós iremos combatê-la em recurso para provar que este julgamento é falso“, disse em conferência de imprensa.

O ex-militar de 74 anos, apelidado de “carniceiro dos Balcãs”, liderou as forças militares durante o massacre de Srebrenica, em 1995, onde mais de oito mil muçulmanos bósnios (bosníacos) foram executados, e durante o cerco de três anos a Sarajevo, capital bósnia.

É ainda acusado de violações massivas a raparigas e mulheres bosníacas, de ter mantido os prisioneiros em condições deploráveis (à fome, com sede e sujeitos a várias doenças) e de violência contra eles, bem como a deportação forçada de bosníacos em massa e a destruição das suas casas e mesquitas.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Patético pensar, que a condenação de Ratko Mladic, irá servir de exemplo para futuros casos, de crimes contra a humanidade. Eles são cometidos todos os dias do ano, e na sua esmagadora maioria encobertos, pelo rúido das guerras. Quando chegam a conhecimento público, já é tarde demais. Já nada pode salvar as vítimas ou o seu sofrimento.
    NOVA ORDEM MUNDIAL, É PRECISA URGENTE.

RESPONDER

Lixo espacial cadente iluminou os céus na Austrália

Na sexta-feira passada, pedaços de lixo espacial de um foguetão russo iluminaram os céus na Austrália. Os especialistas dividem-se na possibilidade de bocados dele caírem na Terra. Na sexta-feira passada, num final de tarde como tantos …

Cientistas criaram uma borracha que até rasga (mas concerta-se sozinha)

Investigadores da Universidade Flinders, na Austrália, desenvolveram um novo tipo de borracha que consegue regenerar sozinha. A equipa de investigadores da universidade australiana criou um novo tipo de borracha e um catalisador que, em conjunto, podem …

Dez anos depois, voltou a ser avistado um guepardo do noroeste africano

Naturalistas na Argélia filmaram um guepardo do noroeste africano, uma subespécie listada na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como estando em "perigo crítico", pela primeira vez em dez anos. De acordo …

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …