Covid-19: Twitter retira vídeo e mensagens de Trump por serem “falsas”

Stefani Reynolds / EPA

O Twitter retirou na segunda-feira à noite um vídeo publicado pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por considerar que divulgava informações falsas sobre o coronavírus que provoca a covid-19, confirmou aquela rede social.

“Os tweets que acompanham o vídeo violam a nossa política de combate à desinformação sobre a covid-19”, disse um porta-voz da rede social.

O vídeo, que mostrava um grupo de médicos fazendo declarações sobre o novo coronavírus, nomeadamente que as máscaras não são necessárias para travar a doença, já tinha sido removido pelo Facebook na segunda-feira à noite, como avançou um porta-voz da rede social. “Retirámos este vídeo porque partilhava informações falsas sobre curas e tratamentos para a covid-19”, explicou.

Segundo o jornal The Washington Post, o vídeo foi visto por mais de 14 milhões de pessoas via Facebook.

Algumas horas depois, Donald Trump publicou no Twitter vários trechos do vídeo, divulgando-o aos seus 84,2 milhões de seguidores.

Segundo o jornal norte-americano, Trump manteve os excertos do vídeo no Twitter durante meia hora e partilhou 14 tweets defendendo o uso da hidroxicloroquina, um medicamento contra a malária que o Presidente já promoveu em diversas ocasiões, mas que vários estudos científicos mostraram ser ineficaz no tratamento da covid-19.

O Twitter é a principal plataforma de comunicação de Donald Trump, mas, nas últimas semanas, a rede tem sancionado vários dos seus tweets.

No dia 23 de Junho, o Twitter divulgou que um dos tweets do Presidente norte-americano ia deixar de estar visível por violar as regras da rede e constituir “comportamento inadequado”.

Umas semanas antes, a plataforma tinha assinalado como “enganosas” as propostas de Donald Tump sobre votação por correspondência nas presidenciais de Novembro e, numa outra ocasião, censurou um outro tweet de Trump sobre a violência durante as manifestações contra o racismo após a morte de um homem às mãos da polícia.

Numa mensagem em que pedia “desculpas pela violência”, o Presidente dos EUA afirmava que quem aproveitasse as manifestações para fazer pilhagens seria “de imediato” baleado.

Mais recentemente, o Twitter desactivou um vídeo de campanha partilhado pelo Presidente após uma notificação formal da banda Linkin Park, que contestou a utilização não autorizada de uma das suas músicas.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Eis o primeiro enxame de (pequenos) buracos negros num aglomerado globular

Uma equipa de cientistas, que esperava encontrar um buraco negro de massa intermédia no coração do aglomerado globular NGC 6397, encontrou, em vez disso, evidências de uma concentração de buracos negros mais pequenos. Por vezes, na ciência, …

Ruth, a "humana digital" da Nestlé ensina como fazer as bolachas perfeitas

Graças à Inteligência Artificial, nasceu Ruth, um "humano digital" da Nestlé que interage connosco e nos ajuda a fazer as melhores bolachas com pepitas de chocolate. A internet é o maior livro de receitas a que …

“Ditador egoísta e despótico”. Margaret Tatcher comparou Saddam Hussein a Hitler após ataque ao Kuwait

Documentos do início da Guerra do Golfo revelam que a antiga primeira-ministra britânica Margaret Thatcher comparou Saddam Hussein a Adolf Hitler após a invasão do Kuwait pelo ditador iraquiano. De acordo com os documentos anteriormente confidenciais …

Cientistas criam "televisão" ultravioleta para animais (que nos vai ajudar a entendê-los melhor)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, desenvolveu uma "televisão" ultravioleta para ajudar os especialistas a entender melhor a forma como os animais veem o mundo. Os monitores de televisões ou computadores têm …

Watakano, a “ilha da prostituição” que teve o seu auge nos anos 80, está agora vazia

Conhecida como “ilha da prostituição”, Watakano já foi considera um pequeno paraíso sexual. No seu auge, do final dos anos 70 a meados dos anos 80, homens faziam um curta viagem de barco até ao …

Deputado norte-americano quer banir GTA 5 e outros jogos violentos. Tudo para diminuir roubos de carros

O deputado norte-americano Marcus Evans quer proibir a venda de videojogos violentos que promovam atividades criminosas, como o GTA 5, face ao aumento dos roubos de automóveis em Chicago e um pouco por todo o …

Estudante projetou um casaco que se transforma num saco-cama para os sem-abrigo. E deu-lhes um emprego

Nos Estados Unidos, há pelo menos 567.715 pessoas que vivem nas ruas. Embora há quem vire as costas a essas estas, também há quem esteja disposto a fazer tudo para ajudar os necessitados e tirá-los …

Um livro e uma reclusa-mediterrânica. Aranhas venenosas obrigam a encerramento temporário de biblioteca nos EUA

Aranhas venenosas da espécie reclusa-mediterrânica apareceram na cave de uma biblioteca na Universidade do Michigan, nos Estados Unidos. Os funcionários de uma biblioteca da Universidade do Michigan, nos Estados Unidos, foram obrigados a encerrar temporariamente o …

Bolsonaro diz que máscaras causam "efeitos colaterais"

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse que as máscaras causam "efeitos colaterais" e citou um alegado estudo alemão, sem acrescentar mais detalhes. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, causou polémica esta quinta-feira ao dizer que as …

Pilotos aprovam acordo de emergência na TAP

O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou esta sexta-feira o acordo de emergência na TAP, adiantaram vários pilotos à Lusa. O Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC) aprovou o acordo de emergência na …