Covid-19. OMS aconselhou Madagáscar a testar chá com alegados efeitos curativos

Jude Morel, Seychelles News Agency / Wikimedia

A diretora regional da OMS África, Matshidiso Moeti

Esta quinta-feira, a diretora regional da OMS África disse que a organização aconselhou Madagáscar a avaliar cientificamente um chá com alegadas propriedades curativas da covid-19.

Numa conferência de imprensa sobre a evolução da covid-19 no continente africano, Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS África, adiantou que a organização aconselhou Madagáscar a avaliar cientificamente um chá com alegadas propriedades curativas da covid-19.

A “Covid-Organics” é uma bebida feita a partir de artemísia, uma planta com eficácia comprovada no tratamento da malária, em Madagáscar. O Presidente  Andry Rajoelina elogiou as virtudes curativas e preventivas deste produto contra o novo coronavírus, que foi, inclusivamente, solicitado pela Guiné-Bissau, Guiné Equatorial e Níger.

A Organização Mundial da Saúde aconselhou os países a não adotarem produtos não testados e aconselhou Madagáscar a avaliar cientificamente o chá.

“Estamos a aconselhar o Governo de Madagáscar a avaliar este produto através de um ensaio clínico e estamos preparados para colaborar com eles”, disse a diretora regional da OMS, aconselhando os países a “não adotarem um produto que não tenha passado por testes clínicos de segurança e eficácia“.

Pico da pandemia dentro de 4 a 6 semanas

A diretora regional da OMS para a África afirmou que o pico da covid-19 no continente africano deverá acontecer dentro de quatro a seis semanas, mostrando-se esperançosa na recuperação da região após a pandemia.

“Olhando para a evolução da pandemia de covid-19 e especialmente agora que estamos a olhar para a propagação comunitária em alguns países, estimamos que a doença atingirá o seu pico dentro de quatro a seis semanas, se nada for feito”, referiu Matshidiso Moeti.

O número de mortos devido à covid-19 em África ultrapassou esta quinta-feira os dois mil (2.012), com mais de 51 mil casos da doença registados em 53 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

“Existem agora cerca de 50 mil casos confirmados e 2 mil perderam a vida em todo o continente africano e é incrivelmente importante que os países utilizem abordagens baseadas em dados e em evidências na resposta”, defendeu.

Sobre o alívio de algumas medidas de confinamento que se registam em vários países, Matshidiso Moeti aconselhou prudência: “Não é uma questão em que simplesmente se passe de uma situação em que hoje tudo está fechado para amanhã estar tudo aberto”.

O desconfinamento “tem de ser gradual, com as partes mais essenciais da economia a serem abertas primeiro”.

Questionada sobre África pós Covid-19, Moeti começou por esclarecer que não pretende ignorar “a severidade e gravidade da situação”.

“Se nada for feito vai ser grave. O impacto económico já começa a sentir-se. Mas também vejo muitos países a tomarem medidas e a fazerem grandes investimentos para que o impacto não seja tão devastador”, disse. E sublinhou: “Tenho uma grande fé na resiliência do povo africano e confio na generosidade e solidariedade internacionais para ajudar” o continente.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Será um plagio do conselho dado por o nosso Secretario de Estado da Saúde ????………já se sabe que não é com “Cházinho e bolos” que se resolvem problemas desta envergadura !

RESPONDER

Governador das Filipinas diz que cantores de karaoke prejudicam combate à pandemia

Um governador de uma província das Filipinas voltou a sua atenção para um grupo de pessoas que, segundo ele, estão a prejudicar a luta contra a pandemia: cantores de karaoke. Numa publicação no Facebook na madrugada …

Histórico: Filipe Albuquerque vence 24 Horas de Le Mans e sagra-se campeão mundial de LMP2

O português Filipe Albuquerque, da United Autosports, venceu este domingo as 24 Horas de Le Mans em automobilismo, na categoria LMP2, a segunda mais importante, e sagrou-se campeão mundial de resistência a uma corrida do …

Convenção do Chega chumba lista de André Ventura para a direção nacional

A proposta do presidente do Chega, André Ventura, para a direção nacional do partido foi hoje chumbada na convenção que decorre em Évora, ao não conseguir reunir os dois terços dos votos dos cerca de …

Portugal com mais 13 mortos e 552 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal contabiliza hoje mais 13 mortos relacionados com a covid-19 e 552 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo os dados a DGS, a região …

TikTok anuncia acordo com Oracle e Walmart e adia proibição nos EUA

A aplicação TikTok, detida pela sociedade chinesa ByteDance e ameaçada de ser proibida nos Estados Unidos, anunciou este domingo um acordo de princípio com a Oracle, como parceiro tecnológico, e com a Walmart, em termos …

As gaivotas são inoportunas? Saiba que as suas fezes podem valer mil milhões de dólares

Afinal, as gaivotas podem ser animais bem mais interessantes do que aquilo que a maioria das pessoas pensa. É que as suas fezes são muito valiosas e os seus nutrientes fertilizam campos agrícolas e recifes …

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …