Costa rejeita Governo de “Bloco Central” (quer com Rio, quer com Santana)

partidosocialista / Flickr

O primeiro-ministro, António Costa

O primeiro-ministro voltou a falar de estabelecer “um acordo político alargado” com o PSD, mas afastou a ideia de o PS poder firmar com os sociais-democratas um “Bloco Central”, seja com Rio, seja com Santana Lopes na liderança.

António Costa comentou as candidaturas de Rui Rio e de Pedro Santana Lopes à presidência do PSD, após ter estado presente na sessão de lançamento do Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, na Culturgest, em Lisboa.

“Desejo a ambos os candidatos os maiores sucessos nesta disputa que vão travar entre si. Não há nenhuma democracia sem oposições fortes“, apontou o primeiro-ministro.

“Quer o dr. Rui Rio, quer o dr. Pedro Santana Lopes são duas pessoas que conheço bastante bem e com quem tive a oportunidade de trabalhar no passado, um liderando a oposição na Câmara de Lisboa e outro como presidente da Câmara do Porto”, indicou ainda.

Frisando que tem “muita experiência de trabalho com os dois”, o governante acrescentou que está certo de que, “com qualquer nova liderança do PSD”, será possível estabelecer “um acordo político alargado na Assembleia da República”, nomeadamente em termos de “investimentos em infraestruturas” e “de estratégias que transcendem o horizonte das legislaturas, como o Portugal 2020”.

Todavia, António Costa tratou de afastar qualquer cenário de coligação de Governo de “Bloco Central”, entre PS e PSD, vincando que não é defensor dessa ideia, porque entende que o país precisa de escolhas e alternativas.

“Há matéria relativamente às quais é sempre possível chegar a consensos, porque são consensos estruturantes da sociedade portuguesa. Mas isso nada tem a ver com soluções governativas. Os portugueses devem ter diferentes possibilidades de escolha”, sustentou.

O primeiro-ministro apontou depois para as consequências políticas nefastas que se verificaram nos países em que houve grandes coligações de Governo, ou soluções tipo bloco central, casos da Áustria, Alemanha ou Holanda.

“O resultado foi sempre o enfraquecimento dos espaços das forças governativas e a emergência de focos de radicalização. Prefiro que os portugueses tenham sempre escolhas claras em relação aos diferentes caminhos alternativos”, insistiu.

Neste ponto, o primeiro-ministro aproveitou para defender a actual solução política de executivo em Portugal, com um Governo minoritário socialista apoiado por Bloco de Esquerda, PCP e PEV no Parlamento. “Uma solução política original, rompendo velhos tabus de ausência de diálogo”, referiu Costa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Asteróide que passou recentemente pela Terra não estava sozinho

Astrónomos descobriram que o asteróide 2020 BX12, que passou pela Terra na semana passada, era afinal um sistema binário de asteróides. Estamos a falar do asteróide 2020 BX12, que passou a 4,3 milhões de quilómetros de distância da …

"Parasitas" vai ter uma série na HBO. E já são conhecidos dois nomes do elenco

A produção sul-coreana de Bong Joon Ho, especialmente condecorada pela Academia, merece agora uma adaptação para a televisão pelas mãos da HBO. A série televisiva de "Parasitas" foi anunciada em janeiro e a produção está encarregue …

O carregador do seu smartphone é mais potente do que o computador da Apollo 11

Não restam dúvidas de que a informática deu um passo gigante em termos de evolução nos últimos 50 anos. Agora, um engenheiro de software descobriu que até mesmo o carregador do seu smartphone é mais …

Tribunal suspende construção da Gigafactory na Alemanha

Um tribunal alemão ordenou à Tesla, este domingo, a suspensão das obras da sua fábrica "Gigafactory" por questões ambientais. Em novembro do ano passado, Elon Musk, presidente executivo da Tesla, anunciou que a Alemanha tinha sido …

Novos semáforos da Índia ficam vermelhos quando os condutores buzinam

A Polícia de Mumbai, na Índia, instalou detetores de ruído em vários semáforos de cruzamentos importantes da cidade, visando reduzir a poluição sonora. Agora, quanto mais os condutores buzinam, mais tempo a luz se mantém …

Polícia de Hong Kong procura autores de roubo de papel higiénico

Um camião que transportava papel higiénico foi, esta segunda-feira, alvo de um assalto à mão armada em Hong Kong, onde a escassez do produto motivou uma corrida ao comércio local. As autoridades informaram que um motorista …

Centeno considera gravações de Varoufakis "politicamente lamentáveis"

O presidente do Eurogrupo considerou, esta segunda-feira, a atitude do antigo ministro das Finanças grego, que gravou reuniões do fórum de ministros das Finanças da zona euro, "politicamente lamentável". "Honestamente, não tenho comentários a fazer sobre …

Elton John obrigado a interromper concerto devido a crise de pneumonia

O cantor britânico foi obrigado a interromper um concerto, na Nova Zelândia, devido a um diagnóstico de pneumonia atípica. No último domingo, o cantor britânico Elton John interrompeu um concerto no Auckland’s Mount Stadium, na Nova …

Tancos. Coronel da GNR nega pacto de silêncio

O ex-diretor de investigação criminal da GNR disse, esta segunda-feira, desconhecer qualquer pacto de silêncio com a Polícia Judiciária Militar que envolvesse a colaboração na investigação do furto das armas de Tancos. Na sessão desta segunda-feira …

Anel de curso perdido nos EUA encontrado 47 anos depois na Finlândia

Um anel de curso de um liceu nos Estados Unidos, perdido em 1973, foi agora descoberto numa floresta da Finlândia. De acordo com o The Guardian, Debra McKenna perdeu o anel de curso do marido em …