Costa mantém “toda a confiança” na ministra e recusa “polémicas artificiais”

Stephanie Lecocq / EPA

O primeiro-ministro manifestou, esta terça-feira, “toda a confiança política” na ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Em declarações aos jornalistas, após presidir à reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional (CCON), da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), na sede de Carnaxide, António Costa recusou “alimentar polémicas artificiais”.

“Não vale a pena pedirem a demissão. Quando não tiver confiança, eu resolvo o problema. Tenho toda a confiança na senhora ministra Ana Mendes Godinho e no trabalho excecional que tem vindo a fazer”, disse o primeiro-ministro.

“Não gosto de alimentar polémicas, e sobretudo numa fase de crise como esta, onde há tanta gente a sofrer, não devemos alimentar polémicas, por isso o que faço é alargar o estômago para ter maior capacidade de digestão de muitas das coisas que vou ouvindo. Porque não é de polémicas que o país precisa, o país precisa é de soluções para os problemas”, declarou ainda, citado pelo jornal online Observador.

“Não houve das palavras da ministra nenhuma tentativa de desvalorização da gravidade, se se tratasse de desvalorizar não tínhamos feito todo este trabalho com as entidades que gerem os lares, que não são do Estado”, afirmou o chefe do Executivo.

“Não podemos confundir a árvore com a floresta, senão as famílias que têm entes queridos em lares não ficariam descansadas. Não podemos criar uma situação de alarme que não se justifica. O número de lares e o número de pessoas afetadas é diminuta em percentagem. Isto não é desvalorizar. Temos de nos preocupar, mas não há razões para alarme”.

Em causa estão as declarações da ministra, em entrevista ao semanário Expresso, no sábado, que admitiu não ter lido o relatório da Ordem dos Médicos sobre o lar de idosos de Reguengos de Monsaraz, onde 18 pessoas morreram infetadas de covid-19.

Na oposição, o PSD pediu a audiência urgente da responsável governativa no Parlamento, enquanto CDS-PP e Chega exigiram mesmo a sua demissão.

Ministra diz que vai continuar a “proteger quem precisa”

Momentos antes das declarações do chefe do Governo, Ana Mendes Godinho respondeu a perguntas dos jornalistas, em Alcanena, no distrito de Santarém, depois da apresentação de um projeto sobre recuperação de casas degradadas.

“O meu trabalho é garantir que estamos a implementar diariamente todas as medidas para responder e fazer face ao momento completamente extraordinário que todos vivemos.”

Questionada se se sente fragilizada e capaz de continuar no cargo, a ministra reiterou que a sua missão é “proteger quem precisa” e que “é nesse sentido” que continuará “a trabalhar sempre”.

A governante revelou ainda que a Segurança Social enviou ao Ministério Público um relatório sobre o lar de Reguengos a 16 de julho, um mês depois do surto de covid-19 que provocou 18 mortos.

“No dia 14 de julho, a Segurança Social fez um relatório de toda a situação e no dia 16 este relatório foi enviado para o Ministério Público”, disse, acrescentando que “é nessa sede de processo que devem ser analisadas” todas as “matérias que constam dos vários relatórios que foram produzidos por várias entidades, alguns deles com elementos contraditórios”.

Esta segunda-feira, na conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, afirmou que existem, atualmente, 70 lares de idosos com casos de covid-19, sendo que 542 utentes e 2017 funcionários têm testes positivos.

O governante adiantou que este número equivale a menos de 3% do universo total de lares, acrescentando que a situação continua a ser acompanhada pelo Ministério da Saúde e que se regista “alguma estabilidade”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Já conhecemos a sobranceria do Costa para aceitar como derrota o erro de “casting” desta ministra e não tardará a despachá-la, aliás como já o fez com outros. Entretanto, vai atirando areia aos olhos dos portugueses. Até quando???

  2. O maior problema é que este primeiro ministro da extrema esquerda, está a tentar recuperar terreno do Afetos e agora não sai da televisão. O que vale é que vai aparecer tanta vez que vai enjoar a maioria dos portugueses. Pode ser que, entretanto, vá ajudar o Jerónimo na montagem da Festa do Avante.

  3. Eles andam a namorar a esquerdalhada para a geringonça II. Esse asqueroso açoreano anda com medo que lhe roubem o tacho. A ele e à família. É só para isso que eles lá estão.

RESPONDER

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …

Simone Biles: "Deveria ter desistido muito antes dos Jogos Olímpicos"

"Uma mulher preta tem que ser a melhor, as pessoas tentam menosprezar", lamentou a multi-campeã olímpica de ginástica. Simone Biles não conquistou qualquer medalha de ouro nos Jogos Olímpicos deste ano mas foi a atleta mais …

Mãe e filho de 2 anos morrem à porta do estádio. Jogo decorreu normalmente

Queda aconteceu pouco antes de começar um jogo da Major League Baseball, em San Diego. O desporto passou para segundo plano na tarde deste domingo, pouco antes de um jogo de beisebol, nos Estados Unidos da …

"Blá blá blá". Greta Thunberg acusa líderes mundiais de não cumprirem com as promessas climáticas

Ativista considera que os anúncios feitos pelos líderes mundiais não passam de bonitas intenções que, na prática, não se traduzem em ações com verdadeiro impacto na luta contra as alterações climáticas. Greta Thunberg acusou os líderes …

Mulher com síndrome de Down perde ação judicial contra a lei do aborto no Reino Unido

Na semana passada, uma mulher com síndrome de Down perdeu uma ação judicial contra o governo britânico por causa de uma lei que permite o aborto até ao fim da gestação de fetos que poderão …

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …