Costa dá guião a deputados do PS sobre bazuca e promete plano nacional

Mário Cruz / Lusa

António Costa reuniu-se com deputados do PS para elucidar sobre a aplicação da bazuca europeia. O primeiro-ministro prometeu um plano nacional para os setores mais afetados.

Com as eleições autárquicas à porta e 16 mil milhões de euros de uma bazuca de Bruxelas, há uma pressão do partido para distribuir fundos de maneira favorável a todos os objetivos. Numa tentativa de tentar controlar os ânimos, António Costa promoveu uma reunião fechada com os deputados socialistas, onde deu um guião sobre a bazuca e tentou travar tentações eleitorais, avança o Observador.

O primeiro-ministro lembrou que a bazuca, por imposição de Bruxelas, não serve para tudo, tendo como principal propósito resolver problemas. Perante as críticas de falta de respostas aos setores da restauração, cultura e turismo, três dos mais afetados durante a pandemia, Costa adiantou que vai haver um plano nacional.

Além do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), há ainda o REACT — o apoio adicional à política de coesão, que vigora até 2022 — e o quadro financeiro plurianual, que vai até 2027.

Nesta reunião, António Costa foi criticado por ter feito vídeos sobre o PRR, mas que foi o único a dar explicações e que já deviam ter sido dadas há mais tempo. “A comunicação foi deficiente por falta de explicação do Governo”, aponta um socialista. “Não se explicou bem”, atira outro dos deputados.

Costa realçou ainda que este “não é mais um pacote financeiro, mas um plano em que não dá para brincar porque tem regras muito restritas”. Medidas para estimular a economia, a transição climática e a transição digital são prioritárias, de acordo com indicações da União Europeia.

O chefe de Governo lembrou a carta aberta do setor da cultura, onde foi acusado de mandar o setor “comer transição digital”, explicando que a aposta na transição digital não invalida os apoios à Cultura e a outros setores afetados severamente pela pandemia de covid-19.

Em declarações ao Observador, o deputado Luís Testa explicou que “o PRR não financia despesa corrente, mas de capital. Na cultura, por exemplo, não é possível usar este plano para financiar programação artística”.

Por sua vez, a líder parlamentar Ana Catarina Mendes, salientou que o PRR “não pode ser visto como um instrumento isolado, mas na conjugação com todos os instrumentos seja o PT2030, sejam todos os apoios dados ao longo do ano”.

É com base no dinheiro que sobre do PT2020 e do novo quadro financeiro plurianual que o Governo vai conseguir financiamento para o plano nacional para os setores mais afetados, prometido por Costa nesta reunião.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo deverá anunciar esta terça-feira a extinção da task force

O Governo deverá anunciar, esta terça-feira, a extinção da task force responsável pelo plano de vacinação contra a covid-19, liderada pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo. De acordo com o jornal online Observador, que soube desta …

Primeiro-ministro dos Países Baixos com segurança reforçada após ameaças de rapto

Aumento das medidas de segurança está relacionado com uma crescente ameaça direta, mas também com a crescente onda de crimes violentos que os Países Baixos está a viver. O primeiro-ministro dos Países Baixos, Mark Rutte, passou, …

Derretimento do gelo polar está a "empenar" o planeta

Não são só os oceanos que saem prejudicados. O derretimento do gelo polar também está a deformar a crosta terrestre. À medida que as temperaturas derretem o gelo polar a um ritmo preocupante, o aumento do …

Superterras "nuas" dão pistas sobre a evolução de atmosferas quentes

TOI-1634b e TOI-1685b, duas superterras rochosas, carecem de atmosferas primordiais espessas, em órbitas muito próximas em torno de duas anãs vermelhas. TOI-1634b e TOI-1685b, dois candidatos a planeta, localizam-se na constelação Perseus, aproximadamente à mesma distância …

Prosecco ou prošek? A batalha da UE entre Itália e Croácia por causa de vinho

Prosecco é provavelmente o vinho italiano mais famoso, mas por trás da efervescência deste néctar, a Itália está numa grande disputa sobre se a Croácia pode vender um vinho de sobremesa com o nome de …

China vai limitar abortos. E nada tem a ver com saúde

A China vai reduzir o número de abortos realizados por motivos que não estejam relacionados com a saúde, anunciou o governo esta segunda-feira, avançando que serão também criadas medidas para evitar a gravidez indesejada. As autoridades …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: SL7, arte e paciência

Líder soma e segue. Leões e dragões vencem à justa. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. Líder reina no castelo Vitória SC 1 (Bruno Duarte 78', g.p.) – SL Benfica …

"Atropelamento e fuga." Terra e Vénus cresceram como planetas rebeldes

Planetas como a Terra e Vénus, que residem dentro de Sistemas Solares, são fruto de repetidas colisões. Esta conclusão desafia os modelos convencionais sobre a formação de planetas. Investigadores do Laboratório Lunar e Planetário (LPL) da …

A origem do "Gigante de Segorbe" pode finalmente ter sido esclarecida

Um novo estudo revela que a origem do "Gigante de Segorbe" pode ser bastante mais complexa daquilo que se pensava. O "Gigante de Segorbe", como é conhecido, foi um indivíduo encontrado por arqueólogos numa necrópole islâmica …

Instagram suspende planos de uma versão da aplicação para crianças

Para já, a empresa ainda não fez se se trata de um abandono temporário ou definitivo. Tempestade mediática em torno da influência das redes sociais na saúde mental dos jovens, sobretudo raparigas, pode ter influenciado …