Costa pode remodelar Governo após choque eleitoral (com Medina à cabeça)

Manuel de Almeida / Lusa

O ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina

António Costa pode estar a preparar uma remodelação no Governo, com Fernando Medina à cabeça. António Costa já veio negar essa possibilidade.

O primeiro-ministro António Costa está preparado para fazer uma remodelação no Governo, após a aprovação do Orçamento do Estado para 2022 em Conselho de Ministros. Fernando Medina, que perdeu a câmara de Lisboa para Carlos Moedas, deverá ser um dos escolhidos de Costa para assumir um lugar de ministro.

O Correio da Manhã avança que a saída de cinco ministros está a ser equacionada: Eduardo Cabrita, da Administração Interna; Francisca Van Dunem, da Justiça; Manuel Heitor, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Graça Fonseca, da Cultura; e Ricardo Serrão Santos, do Mar.

O matutino refere que vão abandonar pelo próprio pé, seja “por cansaço ou interesse em retomar a sua carreira profissional”.

Entretanto, o primeiro-ministro afastou qualquer cenário de remodelação no Governo. “Ficou ultrapassado em julho, não há remodelação prevista. A única remodelação prevista é a dos autarcas”, disse esta terça-feira.

“Temos um imenso desafio pela frente, quem é que pode acrescentar a isto uma crise política? É um cenário que não se põe”, acrescentou.

A perda da câmara de Lisboa não é vista como causa direta para a remodelação do Governo. Costa vai apenas aproveitar o momento após a aprovação do Orçamento do Estado para 2022 para fazê-lo — da mesma forma que já o fez, em outubro de 2018, quando substituiu três ministros.

Segundo o CM, poderá ser criado o cargo de vice-primeiro-ministro, pois o Governo vai passar a ter menos ministros.

“Costa estará a ponderar criar este cargo, de modo a preparar a sua possível ida para Bruxelas. Costa ambiciona ser presidente do Conselho Europeu”, escreve ainda o jornal.

Marta Temido é a personalidade melhor colocada para suceder a António Costa na liderança do PS, de acordo com uma recente sondagem.

A ministra da Saúde regista um resultado de 25,9%, que a coloca à frente de Fernando Medina (21%), Pedro Nuno Santos (20%), Mariana Vieira da Silva (11,7%) e Ana Catarina Mendes (10,2%). Dos inquiridos, 3,6% respondeu “nenhum destes” e 7,6% disse não saber ou não querer responder.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ele é que devia sair de uma vez por todas. Foi derrotado pelo PSD, em muitos locais. Tenho em crer que as suas promessas não conseguiram tapar os olhos do POVO ATENTO.

RESPONDER

Há cinco jogos sem vencer, Palmeiras cai do pódio. Abel culpa calendário "desumano"

O Palmeiras volta a não conseguir vencer para o Brasileirão e caiu do pódio. Com quatro jogos nos últimos dez dias, Abel Ferreira criticou o calendário "desumano". Na passada madrugada, o Palmeiras visitou o terreno do …

Abbott desafia Biden. Governador do Texas proíbe empresas de exigirem vacinação aos funcionários

A decisão surge numa altura em que vários estados estão a desafiar legalmente o plano de vacinação de Biden. Apenas 66% dos americanos elegíveis para se vacinarem o fizeram. O governador Republicado no Texas, Greg Abbott, …

Sem apoios e com despesas a subir, empresas ficam à beira do precipício

Adivinham-se dificuldades para uma grande parte das pequenas e médias empresas portuguesas, com um Orçamento que poucos apoios prevê para elas. Se o Orçamento do Estado para 2021 — motivado pela crise pandémica que tinha acabado …

Barcelona aperta o cinto e quer contratar a "custo zero" em janeiro

O mercado de inverno vai ter de ser de contenção para o Barcelona, que precisa de reforçar a equipa. A solução passará por jogadores a "custo zero". O FC Barcelona não vive os seus melhores dias, …

Mulher de Rendeiro tentou impedir PJ de levar quadros suspeitos de serem falsos. Juíza mandou apreender

A PJ suspeita que várias as obras que pertencem ao Estado mas estão à guarda da mulher de Rendeiro possam ser réplicas. A juíza já emitiu um mandado de apreensão e Maria de Jesus Rendeiro …

Os primeiros acrobatas profissionais do mundo faziam mortais no Médio Oriente há 4 mil anos

Os primeiros acrobatas profissionais datam de há 4 mil anos, no Médio Oriente. Afiliados à corte real, tinham vários privilégios, mas também preocupações laborais. Os habitantes das antigas cidades-estado do Médio Oriente desfrutavam de uma vida …

Avisos de voto contra complicam xadrez orçamental. Governo tem um dilema em mãos (e até Marcelo está preocupado)

O Governo tem 15 dias para dar o braço a torcer. Com o Bloco de Esquerda, o PAN, os Verdes e o PCP a acenar com o voto contra, as contas complicam-se e nasce assim …

Com contas certas, Leão prometeu um Orçamento de investimento — só possível graças à bazuca

Apesar de falar em contas certas, João Leão prometeu um Orçamento de investimento. No entanto, sem a bazuca de Bruxelas, Leão pouco dá à economia. Sem contar com o dinheiro que vem da bazuca de Bruxelas, …

"Situação dramática" no Hospital de Leiria e nova demissão em bloco. Milhões do OE não chegam para curar o SNS

Depois da demissão em bloco de médicos no Hospital de Setúbal, a equipa da Urgência de Psiquiatria do Porto também bateu com a porta. E no Hospital de Leiria vive-se uma "situação dramática" quando os …

Novo estudo associa desodorizantes a mutações genéticas semelhantes às do cancro da mama

Investigadores suíços apuraram que os sais de alumínio presentes nos desodorizantes anti-transpirantes provocam as mesmas mutações genéticas que são encontradas no cancro da mama, em experiências com hamsters. A eventual influência dos desodorizantes no desenvolvimento do …