Costa admite estado de emergência até ao fim da pandemia (e já deixa avisos para o Natal)

Rodrigo Antunes / Lusa

Numa entrevista concedida à Antena 1 esta manhã, António Costa revelou que o estado de emergência pode prolongar-se até ao fim da pandemia e já deixou alguns avisos em relação ao Natal. O primeiro-ministro garantiu que a confiança que tem na ministra da Saúde saiu “reforçada” com a pandemia.

Depois de ontem ter sido anunciado o estado de emergência, que terá inicio no dia 9 e com término no dia 23, António Costa faz os portugueses respirar de alívio pois garante que “o fundamental deste estado de emergência não vai introduzir grandes alterações”, adiantando que, “no limite”, o estado de exceção pode durar “até ao fim da pandemia”.

A confirmar-se, o cenário não significa medidas permanentes, apenas “cobertura jurídica” para implementá-las.

Os secretários de Estado que fazem a coordenação regional vão reunir com os autarcas dos 121 concelhos onde entrou em vigor um confinamento parcial, para avaliar como aplicar o estado de exceção. Não detalhando se vai ser implementado o recolher obrigatório, Costa não negou que este esteja em cima da mesa.

Questionado sobre o Natal, o primeiro-ministro não responde sobre como funcionará, mas voltou a dizer que as famílias grandes têm de se reorganizar. Realça que no seu caso particular já organizou o Natal com família dividida: “não conseguimos estar todos na mesma casa, por isso vamos dividir-nos”.

Ainda assim, o governante mostra-se confiante e garante que o Governo fará “tudo o que é necessário para controlar a pandemia, mas nada mais do que o necessário”, salientando a necessidade de criar agora condições para controlar a pandemia, de forma a que, no Natal, possa haver segurança. “O nosso Natal depende muito do que façamos hoje”, recordou.

Relativamente à logística do SNS, Costa nega que este esteja apenas “concentrado nos doentes covid”, argumentando que “os hospitais existem para tratar os doentes, seja qual for a patologia” e que “tratar a covid não é deixar de tratar outros doentes mas dar-lhes prioridade”.

Sobre os contratos do Estado com hospitais privados, assegurou que estes têm sido feitos. “Da parte do Estado, não há qualquer objeção a fazer essa contratualização, nunca houve uma questão de dinheiro aqui, já que o SNS tinha tido o maio reforço orçamental há um ano”, disse.

Em relação à “enorme pressão” à qual o sistema de saúde está exposto, António Costa diz que este está preparado, mas não se “se tivermos 10 milhões de infetados”.

Em plena pandemia, o que saiu “reforçada” foi a confiança em Marta Temido. Costa lembra que “nenhum ministro da Saúde foi submetido a uma prova tão grande”.

Depois de ser questionado sobre se Portugal se atrasou na resposta à segunda vaga da pandemia e se há responsabilidade política, o governante disse que “toda a Europa” se atrasou, já que esta segunda onda de casos chegou mais cedo do que o previsto.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Sr. Costa tem que ver ao mencionar o que está a fazer com a sua família no Natal é errado. Se no primeiro dia que se encontra com uma sua família um de vocês tiver infectado vai transmitir o vírus, no dia seguinte a juntar se com outra família vai infectar essa também. Tem que pensar bem quando diz as coisas pois estão milhões de pessoas em Portugal a depender dos seus conselhos. Obrigado

    • Felizmente os contágios não são tão rápidos como argumenta, existe um intervalo que se chama incubação, só depois desse período de replicação e multiplicação do vírus é que essa pessoa se torna potencialmente contagiosa. Sem duvida que ouvir façam o que bem vos apetece seria mais agradável de ouvir, mas não me parece que seria sensato por pior que seja um politico.

  2. Ninguém sabe assertivamente o que fazer…e assim vamos vivendo os nossos dias segundo a vontade de pequenos ditadores (salvadores do mundo e da sua Freguesia)

  3. Um autêntico ignorante em Pandemias ( e em governação … ) aproveita a ocasião para demonstrar os seus dotes autoritários e ditatoriais.
    Ele simplesmente não sabe se as medidas que agora vai tomar surtirão efeito.
    Será que tudo o que fez até agora desde Fevereiro, serviu para evitar termos hoje mais de 5.500 infectados num dia, e um total de 2792 mortos ?!

RESPONDER

Dia com menos mortes desde 28 de outubro. Mais 830 novos infetados

Há mais 830 casos de covid-19 em Portugal. A Direção-Geral da Saúde indica que há agora 1708 doentes com covid-19 internados, menos 119 do que na quarta-feira. O número de doentes nos cuidados intensivos está …

Concelhia do PSD/Sintra tenta contornar Santana (e já aprovou um nome)

Enquanto a direção nacional do PSD tenta convencer Pedro Santana Lopes, a estrutura do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto Pereira como candidato. Esta quarta-feira, a concelhia do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto …

TAP com novo voo do Brasil para Portugal a 11 de março

A Embaixada de Portugal em Brasília anunciou, esta quarta-feira, que se irá realizar, a 11 de março, um novo voo entre São Paulo e Lisboa, em "condições inteiramente idênticas" às da viagem de repatriamento ocorrida …

Campos de reeducação servem para reduzir o número de uigures, diz estudo chinês

Um relatório chinês confirma que os campos de reeducação para onde o Governo envia os uigures da província de Xinjiang têm como objetivo diminuir a população uigur. O documento foi publicado acidentalmente online Depois de uma …

Merkel cede e aceita levantamento progressivo das medidas. França estima que situação melhore em abril

A chanceler alemã, Angela Merkel, aceitou na quarta-feira um levantamento progressivo das restrições contra a pandemia na Alemanha, cedendo a um descontentamento crescente na opinião e no próprio governo a sete meses das eleições legislativas. Ao …

Não tem de "haver culpados" no incêndio que matou cães em Santo Tirso, diz Governo

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, defendeu ontem que “não tem de haver culpados” no incêndio de julho de 2020 que vitimou mais de 70 animais em dois abrigos ilegais em Santo …

Diagnóstico de grupo de peritos confirma cenário negro na Saúde Pública

A Comissão para a Elaboração da Proposta de Reforma da Saúde Pública e Sua Implementação pinta um retrato negro do estado da Saúde Pública em Portugal. Em fevereiro do ano passado, a ministra Marta Temido nomeou …

"Raciocínio Neandertal". Biden critica fim das máscaras obrigatórias no Texas

O Presidente norte-americano criticou, esta quarta-feira, a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara, classificando-a de "raciocínio Neanderthal". "Estamos à beira de ser capazes de mudar fundamentalmente a natureza …

Joacine já exonerou quatro assessores desde que saiu do Livre

Silavnia de Barros e Inês Beleza Barreiros saíram do gabinete de Joacine Katar Moreira. A deputada não-inscrita já exonerou quatro assessores desde que se desvinculou do Livre. Esta quarta-feira, um despacho publicado em Diário da República …

Redução da renda, mais apoio e menos burocracia. As propostas do PCP para ajudar pequenos empresários

O PCP vai entregar quatro propostas e um projeto de lei para que o Governo adote medidas para auxiliar as pequenas e médias empresas após ouvir as queixas dos pequenos e médios empresários. De acordo com …