O coronavírus pode ser a “doença X” temida pelos especialistas

Wu Hong / EPA

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se “rapidamente” no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da “doença X” temida por especialistas.

O alerta é de Marion Koopmans, professora de Ciências Virais e chefe de departamento na Universidade de Erasmus de Roterdão, nos Países Baixos, que é também consultora da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Contido ou não, este surto está a tornar-se rapidamente no primeiro grande desafio de pandemia que se encaixa na categoria de ‘doença X’, elencada na lista de doenças prioritárias da OMS para as quais precisamos de nos preparar na nossa sociedade globalizada”, afirmou a especialista num artigo publicado na revista científica Cell.

Tal como explica o jornal britânico The Independent, “doença X” é uma atribuição destinada pela OMS para qualquer novo patogénico que possa a vir a causar doenças – e até, potencialmente, uma pandemia -, mas que ainda não é conhecido pelos cientistas.

Koopmans acusou ainda especialistas e autoridades de saúde pública de estarem a “desperdiçar tempo precioso” por não estarem devidamente preparados contra doenças que podem escalar para uma pandemia global.

Esta segunda-feira, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que, para já, coronavírus não representa uma pandemia, mas que o mundo se deve preparar para esta eventualidade. O responsável considerou ainda “muito preocupante” o “aumento repentino” de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.

“Devemos concentrar-nos na contenção [da epidemia], enquanto fazemos todo o possível para nos prepararmos para uma possível pandemia”, disse, em conferência de imprensa.

A organização mundial sublinhou também que a epidemia recuou na China, onde o novo coronavírus surgiu no final de dezembro e onde 77.000 pessoas foram infetadas desde então. O surto de Covid-19 já matou 2.705 pessoas e infetou mais de 80 mil, de acordo as autoridades de saúde de cerca de 30 países afetados.

Além de 2.665 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França e Taiwan. Em Portugal, já houve 14 casos suspeitos, que resultaram negativos após análises, estando um novo caso a ser avaliado.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O Partido Comunista Chinês esconde que o número de infectados ascende a cerca de 52X o número divulgado. Pesquisem na internet e vão descobrir uma realidade chocante e deveras preocupante.

    Mas há por aqui quem ache que isto é apenas “histerismo alarmista”. Brevemente irá abrir a pestana para a dura realidade.

    A Europa já deveria ter encerrado as fronteiras todas!!! Incluíndo entre os estados membros.

    Este documentário mostra muito mais que as nossas TVs: https://youtu.be/ycrqXJYf1SU

  2. Vocês fiquem alerta como também avisei o mundo se poderem .
    Eu descobri que estados unidos . Brasil compraram os caixões da fema .
    Procurem a NET isto como outras coisas estou tentar descobrir . querem reduzir , o ser humano mais de metade em toda a parte do planeta .não a 3 guerra para já mas tudo isto do Coronaviris está no lugar da guerra

RESPONDER

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …