Coronavírus: Centro europeu apela a “medidas rigorosas” na UE após casos detetados em França

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças pediu hoje aos Estados-membros da União Europeia (UE) que adotem “medidas rigorosas e oportunas” para controlo do novo coronavírus chinês na região, após a confirmação de casos em França.

“Os países da UE e do Espaço Económico Europeu devem garantir a aplicação de medidas rigorosas e oportunas de prevenção e controlo de infeções em torno dos casos detetados […], a fim de evitar uma maior disseminação na comunidade e nos serviços de saúde”, vinca o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC, sigla em inglês) numa comunicação feita esta manhã na sua página na Internet.

De acordo com este organismo da UE, se os Estados-membros adotarem tais medidas, “a probabilidade de uma maior disseminação […] é considerada baixa”.

Por esta razão, o ECDC manteve na categoria de ‘moderado’ o risco de contágio deste coronavírus na UE, após uma nova avaliação feita no domingo, que se seguia a duas outras feitas, respetivamente, há uma e há duas semanas.

Nessa avaliação, este centro europeu considerou, então, ser ‘moderada’ a possibilidade de importação de casos adicionais para os países da UE e do Espaço Económico Europeu, bem como de contágio de cidadãos europeus que residem ou visitam Wuhan, na China, onde o surto terá começado.

Falando sobre a situação na conferência de imprensa diária da instituição, em Bruxelas, o porta-voz do executivo comunitário Stefan de Keersmaecker indicou que, “hoje à tarde, haverá uma reunião do comité de saúde e segurança, também no seguimento da avaliação de risco feita pelo ECDC, e nessa reunião serão discutidos os últimos desenvolvimentos, tendo em conta os primeiros casos confirmados na UE, em França, no fim de semana”.

De acordo com este responsável, “um importante tópico que será discutido nesta reunião diz respeito às medidas preventivas adotadas pelos Estados-membros, incluindo a nível hospitalar, para lidar com possíveis novos casos, formas de comunicar à população conselhos de viagem e de prevenção e ainda a coordenação das respostas”. Stefan de Keersmaecker não adiantou se, desta reunião, sairá algum aviso adicional.

Já questionado na ocasião sobre a possível retirada de cidadãos europeus das províncias chinesas mais afetadas pelo coronavírus, o porta-voz disse que essa é uma decisão que cabe aos Estados-membros. “Se houver uma decisão nesse sentido, a Comissão está pronta para apoiar”, concluiu.

A China elevou hoje para 80 mortos e mais de 2.700 infetados o balanço do novo coronavírus detetado no final do ano em Wuhan, capital da província de Hubei (centro).

As autoridades anunciaram 24 novas mortes desde domingo na região de Hubei, mas não registaram óbitos provocados pelo vírus fora daquela província.

Além do território continental da China, também foram reportados casos de infeção em Macau, Hong Kong, Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul, Estados Unidos, Singapura, Vietname, Nepal, Malásia, França, Austrália e Canadá.

As autoridades chinesas admitiram que a capacidade de propagação do vírus se reforçou. As pessoas infetadas podem transmitir a doença durante o período de incubação, que demora entre um dia e duas semanas, sem que o vírus seja detetado.

O Governo decidiu prolongar o período de férias do Ano Novo Lunar, que deveria terminar na quinta-feira, para tentar limitar a movimentação da população. O diretor da Organização Mundial de Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, é esperado em Pequim para discutir a situação com as autoridades chinesas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Surtos em lar e infantário fazem 38 infetados nas Caldas da Rainha

Dois surtos de covid-19 foram detetados num lar e num infantário nas Caldas da Rainha, com um total de 38 pessoas infetadas, cinco das quais crianças, confirmou este domingo à agência Lusa o presidente da …

Mais seis mortes e 232 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, nesta segunda-feira, mais seis mortes por covid-19 e mais 232 novos casos, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo. O boletim epidemiológico desta segunda-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), …

Quebras no turismo triplicam desemprego no Algarve

O desemprego no Algarve aumentou mais de 200% em maio para quase 28 mil desempregados, atingindo sobretudo o setor da hotelaria, que desespera pela chegada de turistas para atenuar o "golpe" de quase três meses …

Marques Mendes elogia "voz independente" de Medina (e diz que a TAP pode ser um crematório político)

Luís Marques Mendes elogiou neste domingo as críticas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fez ao combate à pandemia, considerando ainda que a resolução da TAP, que culminou na saída de David …

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …