Coreia do Sul confirma que satélite norte-coreano entrou em órbita

johnmcnab / Flickr

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

O satélite lançado no domingo passado pela Coreia do Norte entrou em órbita corretamente, confirmou esta terça-feira o Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

A Coreia do Norte anunciou no domingo passado o lançamento de um foguetão de longo alcance para colocar em órbita um satélite espacial de observação terrestre.

Esta terça-feira as autoridades da Coreia do Sul confirmaram que o satélite entrou em órbita, embora não saibam dizer se está a funcionar corretamente, revela a agência Lusa.

Na altura, esta atitude da Coreia do Norte foi bastante criticada pela comunidade internacional, nomeadamente Coreia do Sul, Japão e Estados Unidos, por considerarem que se tratava, de facto, de um teste encoberto de mísseis balísticos.

Em resposta, a Coreia do Norte reclamou, através de um comunicado lido na televisão estatal, que tem o “direito legítimo” de “usar o espaço com fins pacíficos e independentes”.

O comunicado revelava ainda a intenção de “lançar mais satélites no futuro”, no seguimento da política de “dar prioridade à ciência e à tecnologia”.

A Coreia do Sul estima que, depois deste lançamento, o seu país vizinho tenha em sua posse mísseis capazes de percorrer 12 mil quilómetros, uma distância superior à que separa a península coreana do território continental dos EUA.

No entanto, as informações recolhidas por Seul indicam que a Coreia do Norte ainda não conseguiu obter a chamada tecnologia de reentrada, necessária para um míssil voltar à atmosfera.

O Conselho da Organização das Nações Unidas reuniu-se no mesmo dia para uma reunião de emergência por causa do lançamento deste foguetão.

Segundo a Lusa, um porta-voz do Pentágono disse que os Estados Unidos vão colocar o “mais depressa possível” um sistema anti-míssil na Coreia do Sul.

A China opõe-se à colocação deste sistema, uma vez que pode ser usado para monitorizar os seus próprios disparos de mísseis.

Produção de plutónio para breve

Em setembro passado, a Coreia do Norte anunciou que começou novamente a operar o reator nuclear de Yongbyon, considerado a principal fonte de plutónio para abastecer o programa de desenvolvimento de armas nucleares de Kim Jong-un.

De acordo com um comunicado divulgado pelo diretor do Instituto de Energia Atómica norte-coreano, citado pela Lusa, “todas as instalações nucleares em Yongbyon, incluindo a central de enriquecimento de urânio e o reator moderado a grafite de cinco megawatts, foram reorganizadas, alteradas ou reajustadas e já começaram a operar com normalidade”.

Face a esta situação, os Estados Unidos também reagiram e apelaram aos dirigentes da Coreia do Norte para que evitem “provocações irresponsáveis”.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Quando foi difundido que a Coreia do Norte teria chegado com sucesso ao fabrico de uma bomba de hidrogénio, muitos analistas consideraram um bluf por via da detonação ter sido registada como de baixa potência. O regime de Pyongyang logo rematou afirmando ter alcançado com êxito o teste de uma bomba miniaturizada dessa qualidade, de hidrogénio, entenda-se. Como devem saber uma detonação de um engenho com essas características em zona de orbitação de satelítes, causaria a “fritura” da maioria dos componentes electrónicos desses por via das ondas electromagnéticas causadas pela explosão. Agora imaginem se o satélite colocado em órbita transporta uma outra bomba miniaturizada…!!!

  2. A arrogância dos gringos exterminadores de índios, quase que me leva a desejar que todo o mundo disponha de armas nucleares e mísseis capazes de alcançar o seu território, para ver se definitivamente temos paz perpétua no mundo.

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …