Coreia do Sul criou “Unidade de Decapitação” para Kim Jong-un

koreanet / Flickr

O novo Presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in

Com a escalada da tensão militar na península coreana, Seul anunciou que vai entrar em funcionamento uma equipa de elite para assassinar o líder da Coreia do Norte.

Quando a Coreia do Norte realizou a sua sexta prova nuclear no início de setembro, a tensão militar voltou a instalar-se na região. O Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou novas sanções contra o Governo de Pyongyang e a Coreia do Sul anunciou a criação de uma “unidade de decapitação” para matar Kim Jong-un.

A informação foi revelada pelo ministro da Defesa Song Young-moo, no Parlamento.

Segundo o The New York Times, funcionários sul-coreanos disseram que este grupo de forças especiais – que contará com 1.500 a 3 mil soldados – poderia realizar incursões transfronteiriças com helicópteros e aviões de transporte que poderiam penetrar na Coreia de Kim Jong-un durante a noite.

O general sulcoreano Shin Won-sik, já retirado, diz que a “melhor dissuasão” que podem ter, além das “armas nucleares”, é fazer com que Kim tema pela sua própria vida.

Além disso, o general é também de opinião que “num sistema medieval como o da Coreia do Norte, a vida de Kim Jong-un é tão valiosa como a de centenas de milhares de cidadãos comuns, cujas vidas estariam ameaçadas num ataque nuclear”.

Segundo assinala o portal Debate, esta não é a primeira vez que a Coreia do Sul tenta “assassinar” o líder do Norte. No final da década de 1960, a Coreia do Sul tinha já tentado criar um corpo militar encarregado de assassinar líderes da Coreia do Norte.

A decisão foi tomada assim que um comando norte-coreano tentou tomar a posse do palácio presidencial em Seul.

No entanto, a ação foi um fracasso. A unidade ia ser formada por ex presidiários que seriam infiltrados em território norte-coreano para degolar o então presidente Kim Il-sung. Não obstante, quando a missão foi cancelada, os ex-réus formaram um motim e assassinaram os seus “treinadores”, regressando à capital, onde se sacrificaram.

Tendo em conta essa experiência passada, vários analistas acreditam que o anúncio da criação de uma “unidade de decapitação” não tem, na realidade, como objetivo terminar com a vida do mandatário norte-coreano, mas plantar uma ameaça “preventiva” perante o potencial nuclear exibido por Pyongyang.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Acabava-se com o mal pela raiz acabavam-se as ameaças e os testes, agora preparem-se que perante isto ele é bem capaz de se querer vingar

  2. Isto é de loucos. Então estão a criá-la e andam a dizê-lo? Ou então é o próprio “suíno” jong-un que anda a espalhar tal coisa para espetar com uma merda qualquer nos cornos do Trump que, se os tivesse no sitio, como o velho Bush, já tinha acabado com a Corneia do Norte há muito tempo.

RESPONDER

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …

Pandemia assola Irão. EUA com mais 888 mortos. 19 países europeus bateram recorde de casos

Naquele que é o número mais elevado de casos diários desde abril, a Alemanha registou 2.297 novos contágios, 19 países europeus já ultrapassaram o recorde de casos do pico da pandemia. O Irão ultrapassou as …

Rangel "é um turista do carago". SMS atestam que Vieira usou Benfica em "benefício pessoal"

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em "benefício pessoal" para obter uma cunha do juiz Rui Rangel. O …

Farmácias em risco de não ter vacinas da gripe para tantos pedidos

As farmácias privadas receiam não ter doses suficientes de vacina contra a gripe para dar resposta a todos os pedidos. As encomendas da vacina já sãocinco vezes mais do que as registadas em 2019. A preocupação …