/

Coreia do Norte reitera que continua sem casos de covid-19

2

(dv) KCNA / YONHAP

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

A Coreia do Norte continua a afirmar que não registou ainda qualquer caso de infeção por SARS-CoV-2, o novo coronavírus que causa a covid-19 e já matou pelo menos 1,7 milhões de pessoas em todo o mundo.

Apesar do ceticismo de alguns especialistas, o país reitera que não tem no seu território qualquer caso de covid-19, numa altura em que o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, se prepara para fazer uma grande conferência.

De acordo com a revista norte-americana Newsweek, o encontro, que esta agendado para o próximo mês de janeiro, servirá para Kim Jong-un transmitir diretrizes de política interna e externa aos milhares de membros do seu partido.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) adiantou na passada terça-feira que a Coreia do Norte já realizou 10.960 testes ao novo coronavírus, sem registar nenhum caso de infeção.

Estes números incluem 791 pessoas testadas entre 27 de novembro e 3 de dezembro e outras 766 testadas entre 3 e 10 de dezembro.

A mesma revista recorda que Pyongyang impõe uma quarentena obrigatória a qualquer pessoa suspeita de ter contraído o vírus, tendo também adotado uma série de medidas rigorosas desde janeiro, altura em que começaram a ser relatados surtos na fronteira com a China, epicentro da doença, e a Coreia do Sul.

A fronteira inter-coreana encontra-se fortemente militarizada e é quase intransitável, ao contrário da fronteira com a China, que é mais movimentada e representa uma fonte importante de importações e receitas para o país liderado por Kim Jong-un.

Ainda assim, a Coreia do Norte reduziu as importações da China em até 96% em março deste ano, comparativamente com o mesmo período homólogo.

A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 1.718.209 no mundo desde que a OMS relatou o início da doença em dezembro de 2019, na China, segundo o levantamento realizado esta quarta-feira pela agência de notícias AFP às 11:00.

Mais de 77.992.300 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados desde o início da epidemia, dos quais pelo menos 49.481.100 pessoas já foram consideradas curadas.

  Sara Silva Alves, ZAP //

2 Comments

  1. Nem tem casos de Covid-19, nem tem pessoas a ser torturadas, nem pessoas a morrer à fome… Está tudo feliz e contente…

    • Se o gordo da Koreia diz que não há é porque não há, porque a “verdade da realidade” da Coreia é o que ele disser que é!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.