Coreia do Norte anuncia ter testado bomba H

zennie62 / Flickr

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

A Coreia do Norte garante que realizou com sucesso o primeiro teste com uma bomba de hidrogénio. O anúncio está a causar alarme em todo o mundo, embora a informação não esteja ainda confirmada, podendo tratar-se de mera propaganda.

“O primeiro teste da República com uma bomba de hidrogénio realizou-se com sucesso”, eis o anúncio feito na televisão estatal norte-coreana que está a gerar preocupação em todo o mundo e que já levou o Conselho de Segurança das Nações Unidas a convocar uma reunião de emergência.

A Coreia do Norte nota que com este teste junta-se ao lote dos “estados nucleares desenvolvidos”.

“Vamos começar o ano de 2016 com o som excitante da nossa primeira explosão de uma bomba de hidrogénio para que o mundo inteiro possa olhar para a nossa República socialista nuclearmente armada”, refere o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, numa mensagem escrita, divulgada pela televisão do país, a par do documento que assinou autorizando este alegado teste termonuclear.

A comunidade internacional procura agora confirmar se o teste envolveu mesmo uma bomba de hidrogénio, havendo a ideia generalizada de que a Coreia do Norte ainda não terá capacidade para desenvolver um engenho destes.

De resto, o sismo de 5.1 provocado pelo teste será muito fraco relativamente àquilo que ocorreria numa situação de explosão de facto de uma bomba de hidrogénio, conforme atestam especialistas internacionais.

Uma bomba de hidrogénio usa a fusão numa reacção em cadeia que desencadeia uma explosão muito mais potente do que as geradas pelo urânio ou plutónio apenas.

De qualquer modo, a comunidade internacional condena a Coreia do Norte, nomeadamente o principal aliado do país, a China, que nota que se opõe “firmemente” a esta situação.

Os Estados Unidos prometem “responder apropriadamente a qualquer e todas as provocações da Coreia do Norte”.

Também a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, fala de uma “provocação grave” e apela a uma resposta internacional firme.

No Japão, o primeiro-ministro Shinzo Abe refere que está em causa uma “ameaça séria” ao seu país e uma “confrontação grave” dos esforços internacionais contra a proliferação de armas nucleares.

A confirmar-se, este será o quarto teste nuclear da Coreia do Norte depois de situações semelhantes se terem verificado em 2006, 2009 e 2013.

A bomba de hdrogénio mais potente jamais testada, a “Bomba do Czar” (acima), foi detonada pelo exército da Rússia a 30 de outubro de 1961, a 4km de altitude, por cima do Oceano Ártico.

Foi vista a 1000 km de disatância e a sua onda de choque percorreu 3 vezes a Terra antes de se dissipar.

SV, ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. ahahahahahaha
    Estes norte coreanos são uma fraude!
    Alguém acredita nisto? claro que não…
    juntaram umas toneladas valentes de polvora e fizeram uma explosão para o povo deles realmente perceberem que houve algo lol
    Mas bomba H ???? só rir….

  2. Toda esta gente e responsáveis de Países que fizeram bombas atómicas e estão a planear bombas de hidrogénio deveriam ser pendurados e mortos a vista do resto do Mundo pois estes filhos da p….. a que vão acabar por destruir o que é de todos.

Responder a Joao Cancelar resposta

Nova aplicação deteta insuficiência cardíaca através da voz

Foi desenvolvida uma nova aplicação para smartphones que prevê a insuficiência cardíaca através da voz. A tecnologia baseia-se num dos sintomas mais comuns: a falta de ar. O sintoma mais comum da insuficiência cardíaca é a …

Atividade física ajuda a prevenir a perda de visão

Uma nova investigação sugere que o exercício físico pode ser um componente-chave na prevenção da perda de visão. Os benefícios da atividade física são cada vez mais conhecidos, mas há alguns que devem ser tidos em …

Dubai vai construir uma cidade marciana no deserto

O Dubai tem em mãos um projeto ambicioso: a construção de uma cidade marciana. O projeto foi apresentado por uma empresa sediada em Copenhaga e Nova Iorque e é uma parte do plano dos Emirados …

Coreia do Norte voltou a rejeitar negociações com os Estados Unidos

A Coreia do Norte disse, esta terça-feira, que não tenciona retomar o diálogo com os Estados Unidos, quando o vice-secretário de Estado norte-americano, Stephen Biegun, chegou à Coreia do Sul para discutir diplomacia nuclear. Num comunicado …

Construiu uma cadeira de rodas com bicicletas elétricas para a namorada. Agora, vai produzi-la em massa

Para Zack Nelson, construir esta  peça inovadora de engenharia foi "super divertido e surpreendentemente simples". Há cerca de um ano, Zack Nelson, o youtuber de tecnologia do canal JerryRigEverything, uniu duas bicicletas elétricas para criar uma …

A reeleição de Trump nunca esteve tão ameaçada. A culpa é do pessimismo dos americanos

A gestão do Presidente norte-americano face à pandemia e a perspetiva de uma crise económica ameaçam a reeleição de Donald Trump. Um estudo de opinião da Fundação Peter G Peterson para o The Financial Times indica …

Ministros da Indonésia promovem colar de eucalipto como cura para a covid-19

O ministro da Agricultura da Indonésia foi muito criticado por especialistas por alegar que um colar feito de eucalipto pode ajudar a impedir a transmissão da covid-19. Segundo o The Guardian, o ministro da Agricultura da …

SATA pede auxílio ao Estado no valor de 163 milhões de euros

A SATA, companhia aérea detida a 100% pela Região Autónoma dos Açores, precisa do valor até ao final do ano para pagar dívidas. A SATA pediu um auxílio ao Estado de 163 milhões de euros para …

Cortiça portuguesa usada em foguetões da Space X

A Corticeira Amorim forneceu a Space X, de Elon Musk, para componentes usados nos foguetões espaciais da empresa, adiantou o presidente da empresa, António Rios Amorim. "É o nosso maior cliente [deste segmento] neste momento desde …

Pandemia põe em risco mais de 40% dos empregos no Algarve

Além do Algarve, outros destinos turísticos europeus, como ilhas do sul da Grécia, Canárias e Baleares, estão também em risco. As regiões onde o turismo tem mais peso enfrentam um risco maior de destruição de emprego, …