Coreia do Norte anuncia ter testado bomba H

zennie62 / Flickr

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

A Coreia do Norte garante que realizou com sucesso o primeiro teste com uma bomba de hidrogénio. O anúncio está a causar alarme em todo o mundo, embora a informação não esteja ainda confirmada, podendo tratar-se de mera propaganda.

“O primeiro teste da República com uma bomba de hidrogénio realizou-se com sucesso”, eis o anúncio feito na televisão estatal norte-coreana que está a gerar preocupação em todo o mundo e que já levou o Conselho de Segurança das Nações Unidas a convocar uma reunião de emergência.

A Coreia do Norte nota que com este teste junta-se ao lote dos “estados nucleares desenvolvidos”.

“Vamos começar o ano de 2016 com o som excitante da nossa primeira explosão de uma bomba de hidrogénio para que o mundo inteiro possa olhar para a nossa República socialista nuclearmente armada”, refere o líder norte-coreano, Kim Jong-Un, numa mensagem escrita, divulgada pela televisão do país, a par do documento que assinou autorizando este alegado teste termonuclear.

A comunidade internacional procura agora confirmar se o teste envolveu mesmo uma bomba de hidrogénio, havendo a ideia generalizada de que a Coreia do Norte ainda não terá capacidade para desenvolver um engenho destes.

De resto, o sismo de 5.1 provocado pelo teste será muito fraco relativamente àquilo que ocorreria numa situação de explosão de facto de uma bomba de hidrogénio, conforme atestam especialistas internacionais.

Uma bomba de hidrogénio usa a fusão numa reacção em cadeia que desencadeia uma explosão muito mais potente do que as geradas pelo urânio ou plutónio apenas.

De qualquer modo, a comunidade internacional condena a Coreia do Norte, nomeadamente o principal aliado do país, a China, que nota que se opõe “firmemente” a esta situação.

Os Estados Unidos prometem “responder apropriadamente a qualquer e todas as provocações da Coreia do Norte”.

Também a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, fala de uma “provocação grave” e apela a uma resposta internacional firme.

No Japão, o primeiro-ministro Shinzo Abe refere que está em causa uma “ameaça séria” ao seu país e uma “confrontação grave” dos esforços internacionais contra a proliferação de armas nucleares.

A confirmar-se, este será o quarto teste nuclear da Coreia do Norte depois de situações semelhantes se terem verificado em 2006, 2009 e 2013.

A bomba de hdrogénio mais potente jamais testada, a “Bomba do Czar” (acima), foi detonada pelo exército da Rússia a 30 de outubro de 1961, a 4km de altitude, por cima do Oceano Ártico.

Foi vista a 1000 km de disatância e a sua onda de choque percorreu 3 vezes a Terra antes de se dissipar.

SV, ZAP

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. ahahahahahaha
    Estes norte coreanos são uma fraude!
    Alguém acredita nisto? claro que não…
    juntaram umas toneladas valentes de polvora e fizeram uma explosão para o povo deles realmente perceberem que houve algo lol
    Mas bomba H ???? só rir….

  2. Toda esta gente e responsáveis de Países que fizeram bombas atómicas e estão a planear bombas de hidrogénio deveriam ser pendurados e mortos a vista do resto do Mundo pois estes filhos da p….. a que vão acabar por destruir o que é de todos.

Elon Musk lança concurso para ver quem consegue bater um caracol

O multimilionário, através da sua empresa especializada em construção de túneis, lançou um concurso mundial para ver quem é capaz de bater um caracol. De acordo com o jornal Daily Mail, Elon Musk lançou um concurso …

Covid-19. Tóquio quer pagar até quatro mil euros a bares que fiquem fechados

As autoridades de Tóquio, no Japão, estão a ponderar pagar um subsídio, que pode chegar aos quatro mil euros, aos bares que se mantenham fechados para conter a propagação da covid-19 na cidade. De acordo com …

Médicos franceses detetaram primeiro caso de bebé infetado no útero

Médicos em França pensam ter identificado aquele que será o primeiro caso confirmado de um bebé infetado com covid-19 no útero materno. De acordo com o site Business Insider, a equipa médica conta que a …

17 anos depois, Estados Unidos voltam a aplicar a pena capital a nível federal

Os Estados Unidos procederam, esta terça-feira, à primeira execução federal de um prisioneiro no "corredor da morte" em 17 anos, através de uma injeção letal. Daniel Lewis Lee, 47 anos, natural de Yukon (Oklahoma), foi executado …

Com o pretexto de paz, "senhor da guerra" vai ganhando poder na República Centro-Africana

O "senhor da guerra" Ali Darassa foi pago pelo presidente da República Centro-Africana e já influenciou a demissão de um ministro numa tentativa de manter a paz no país. A República Centro-Africana é um país atormentado …

Ministério Público acusa 25 arguidos pela queda do BES

O Ministério Público deduziu acusação, esta terça-feira, contra 25 arguidos, 18 pessoas singulares e sete pessoas coletivas, no âmbito do processo sobre a queda do Universo Espírito Santo. "O Ministério Público do Departamento Central de Investigação …

Agora, até o Toyota Corolla é um crossover

O Toyota Corolla Cross é o mais recente SUV da marca japonesa. Apesar de a marca estar a reforçar a sua gama de SUV, Portugal terá de esperar mais um pouco. Na semana passada, a Toyota …

Da Escócia à Grécia, Kleon pedalou durante 48 dias para regressar a casa

Um jovem grego, "preso" na Escócia devido ao cancelamento dos voos por causa da pandemia de covid-19, decidiu pedalar durante 48 dias consecutivos para conseguir regressar a casa. De acordo com a CNN, Kleon Papadimitriou, de …

Após fugirem da Venezuela, milhares foram obrigados a regressar por causa da pandemia (mas não é assim tão fácil)

Desde 2016, quase cinco milhões de venezuelanos deixaram o país, fugindo da pobreza e dos serviços sociais e de saúde em colapso. Agora, a pandemia de covid-19 forçou-os a regressar à Venezuela - se o …

Costa defende na Hungria que Estado de direito não deve ser associado à recuperação

O primeiro-ministro defendeu, esta terça-feira, à saída de uma reunião com o seu homólogo húngaro que a questão do Estado de direito, embora "central" para Portugal, não deve ser relacionada com as negociações sobre o …