“Condições desumanas.” Consulado em Angola criticado pela comunidade portuguesa

José Sena Goulão / Lusa

Panorâmica da baía de Luanda, Angola.

Numa carta enviada a várias entidades, um empresário português que vive em Angola há mais de 15 anos denuncia “as inúmeras condições desumanas” a que a comunidade portuguesa no país tem sido sujeita “pelo Consulado Geral de Portugal em Angola”.

De acordo com o Expresso, a missiva foi enviada a várias entidades, incluindo o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

“Ao invés de proteger os seus cidadãos, [o consulado] insta-os desumanamente a sujeitarem-se a terem de saber se são escolhidos por via de uma lista, lida por vigilantes em plena rua pública [à porta das instalações da TAP em Luanda], no estrangeiro, sujeitando a população portuguesa a ter de ser amontoar e ser contaminada”, escreveu.

Depois deste email, vários portugueses a residir em Angola descreveram o caos em que se tornou o processo de conseguir lugar num voo para Portugal.

O semanário conta que “centenas de pessoas aguardaram amontoadas e desprotegidas” durante horas até saberem que não conseguiriam embarcar no voo que a TAP realizou para Lisboa na madrugada de quarta-feira. Segundo o empresário, “apenas 5% das pessoas que constavam na lista” conseguiram entrar nas instalações da TAP para formalizar a reserva.

“Os despojados 95% dos cidadãos, a mando do consulado, depararam-se que ao estar a partir das 7 da manhã, para garantir uma senha, só dada pelas 9 horas, foi-lhes dito pelas 12 horas que a senha já não servia de nada, não iriam ser atendidos. Depois de arriscarem a vida a poderem ser contagiados pela Covid-19, foi este o tratamento que tiveram”, lê-se.

Para o empresário, os critérios usados para a elaboração das listas de prioridades para os voos são “muito duvidosos”. “Constatamos claras evidências de tráfico de influência para garantir prioridade”, disse, acrescentando que há muitos portugueses em Angola com “medo” do consulado.

Ao Expresso, o cidadão referiu ainda que “é uma enorme humilhação do nosso Governo apenas ter conseguido enviar um único avião da TAP. Até a Deloitte conseguiu fazer um charter para cuidar dos seus funcionários. Nós estamos aqui retidos a ser gozados e tratados como animais pelo nosso consulado. É dramático, mas é a verdade.”

Contactada pelo matutino, a TAP garantiu que está previsto um novo voo para trazer portugueses de Angola no sábado, a que se junta um voo charter que será operado pela companhia EuroAtlantic.

O voo da TAP transportará clientes “que já tinham voo marcado e que decidiram antecipar o seu regresso”. Contudo, como ainda não se encontra cheio, a companhia vai colocar os restantes lugares à venda no site “assim que receber autorização [do governo de Angola] para operar” a ligação.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. … estes feudais nunca mudam, o paladar de comer os mais pequenos. Portugal em nada difere em relação a Angola, ou melhor Angola aprendeu a ser corrupto por Portugal saber isso de cor e salteado, Angola foi o melhor aluno de Portugal.

RESPONDER

Igreja não divulga números sobre abusos sexuais de menores

Embora a Igreja Católica refira que se tem empenhado na prevenção e combate das situações de abuso sexual de menores pelos membros, continua a não haver uma sistematização em Portugal dos casos denunciados juntos das …

Odemira. Problema não está nos contentores, mas sim "nas aldeias"

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, considera que o problema de Odemira reside "nas aldeias, onde são alugadas casas sem condições". Em entrevista à Visão, Maria do Céu Albuquerque, ministra da Agricultura, falou do …

19 anos depois, Ellen Degeneres diz adeus ao seu programa de televisão

O The Ellen DeGeneres Show vai terminar em 2022. O anúncio foi feito pela própria apresentadora, Ellen DeGeneres, na quarta-feira. A 19.ª temporada do talk show será a última do programa, que está no ar desde …

Calamidade até 30 de maio. Champions com lugares marcados, teletrabalho até ao final do mês

Após a reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou que o país continuará em situação de calamidade até 30 de maio. Acompanhada pelo secretário de Estado das …

Greve da Função Pública "não interfere" com negociações, diz Governo

A Frente Comum marcou para o dia 20 uma greve dos trabalhadores da Administração Pública para exigir um aumento dos salários, a valorização das carreiras e a revogação do sistema de avaliação de desempenho dos …

Estado recebeu 671 milhões do Banco de Portugal em 2020

Em ano de pandemia, o Banco de Portugal (BdP) deu 671 milhões de euros em dividendos ao Estado, segundo os dados divulgados, esta quinta-feira, pelo supervisor da banca. No Relatório do Conselho de Administração de 2020, …

Pedrógão Grande. Testemunha afirma que Câmara a aconselhou a mudar a morada fiscal

A proprietária de uma segunda habitação reconstruída após o incêndio de 2017, em Pedrógão Grande, disse esta quinta-feira que alterou a sua morada fiscal a conselho de um "senhor Bruno", da Câmara Municipal. O julgamento das …

Corrida aos combustíveis. Ciberataque a oleoduto provoca pânico nos EUA

Quase dois terços dos postos de gasolina do sudeste dos Estados Unidos registam escassez de combustível, depois de um ciberataque à maior rede de oleodutos do país ter obrigado a suspender as operações desde sexta-feira. A …

Cecília Meireles sente "enorme tristeza" por ver CDS com 1% nas sondagens

A deputada centrista abordou vários temas numa entrevista, publicada esta quinta-feira, desde a queda do CDS nas sondagens ao seu lugar de deputada na Assembleia da República. Numa entrevista à rádio Renascença e ao jornal Público, …

"Chernobyl do século XXI." Pandemia de covid-19 poderia ter sido evitada, dizem especialistas

A pandemia de covid-19 podia ter sido evitada e o mundo deve aprender com os erros que não permitiram travar a disseminação do vírus, conclui um novo relatório, divulgado esta quarta-feira. A pandemia de covid-19 poderia …