“Condições desumanas.” Consulado em Angola criticado pela comunidade portuguesa

José Sena Goulão / Lusa

Panorâmica da baía de Luanda, Angola.

Numa carta enviada a várias entidades, um empresário português que vive em Angola há mais de 15 anos denuncia “as inúmeras condições desumanas” a que a comunidade portuguesa no país tem sido sujeita “pelo Consulado Geral de Portugal em Angola”.

De acordo com o Expresso, a missiva foi enviada a várias entidades, incluindo o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

“Ao invés de proteger os seus cidadãos, [o consulado] insta-os desumanamente a sujeitarem-se a terem de saber se são escolhidos por via de uma lista, lida por vigilantes em plena rua pública [à porta das instalações da TAP em Luanda], no estrangeiro, sujeitando a população portuguesa a ter de ser amontoar e ser contaminada”, escreveu.

Depois deste email, vários portugueses a residir em Angola descreveram o caos em que se tornou o processo de conseguir lugar num voo para Portugal.

O semanário conta que “centenas de pessoas aguardaram amontoadas e desprotegidas” durante horas até saberem que não conseguiriam embarcar no voo que a TAP realizou para Lisboa na madrugada de quarta-feira. Segundo o empresário, “apenas 5% das pessoas que constavam na lista” conseguiram entrar nas instalações da TAP para formalizar a reserva.

“Os despojados 95% dos cidadãos, a mando do consulado, depararam-se que ao estar a partir das 7 da manhã, para garantir uma senha, só dada pelas 9 horas, foi-lhes dito pelas 12 horas que a senha já não servia de nada, não iriam ser atendidos. Depois de arriscarem a vida a poderem ser contagiados pela Covid-19, foi este o tratamento que tiveram”, lê-se.

Para o empresário, os critérios usados para a elaboração das listas de prioridades para os voos são “muito duvidosos”. “Constatamos claras evidências de tráfico de influência para garantir prioridade”, disse, acrescentando que há muitos portugueses em Angola com “medo” do consulado.

Ao Expresso, o cidadão referiu ainda que “é uma enorme humilhação do nosso Governo apenas ter conseguido enviar um único avião da TAP. Até a Deloitte conseguiu fazer um charter para cuidar dos seus funcionários. Nós estamos aqui retidos a ser gozados e tratados como animais pelo nosso consulado. É dramático, mas é a verdade.”

Contactada pelo matutino, a TAP garantiu que está previsto um novo voo para trazer portugueses de Angola no sábado, a que se junta um voo charter que será operado pela companhia EuroAtlantic.

O voo da TAP transportará clientes “que já tinham voo marcado e que decidiram antecipar o seu regresso”. Contudo, como ainda não se encontra cheio, a companhia vai colocar os restantes lugares à venda no site “assim que receber autorização [do governo de Angola] para operar” a ligação.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. … estes feudais nunca mudam, o paladar de comer os mais pequenos. Portugal em nada difere em relação a Angola, ou melhor Angola aprendeu a ser corrupto por Portugal saber isso de cor e salteado, Angola foi o melhor aluno de Portugal.

RESPONDER

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …

Biblioteca virtual no Minecraft dá voz a jornalistas censurados de todo o mundo

Enquanto governos de todo o mundo reprimem a liberdade jornalística e censuram a sua imprensa nacional, a Reporters Without Borders está a trabalhar para chegar ao público através de um canal improvável: uma enorme biblioteca …

Há mais 19 mortos em Portugal. Número de casos confirmados perto dos 6.000

Portugal registou, este domingo, mais 19 mortes devido ao surto de covid-19. O número de casos confirmados é de 5.962, mais 792 em relação aos números de sábado. A Direção-Geral de Saúde revelou este domingo o …