Jornal Público avança que Constâncio tinha informação completa para travar Berardo como acionista do BCP

Manuel de Almeida / Lusa

Vítor Constâncio

A administração do Banco de Portugal recebeu a informação de que o crédito da Caixa Geral de Depósitos que Joe Berardo ia usar para financiar o investimento era especulativo, avança o jornal Público.

Ainda no verão de 2007, Vítor Constâncio teve acesso ao documento com a informação completa sobre o pedido de Joe Berardo de compra de uma posição até 9,99% do BCP, onde na altura já possuía 3,88%, avança o Público esta terça-feira.

Apesar de Constâncio ter vindo afirmar que não esteve presente no conselho de administração que autorizou a operação, o documento que lhe foi disponibilizado continha os detalhes e a descrição da forma como Berardo pretendia financiar o investimento no BCP, ou seja, totalmente financiado pela Caixa, em 350 milhões de euros, sem dar garantias reais sólidas, mas com promessa de penhora das ações (títulos especulativos) a adquirir.

No sábado, Constâncio enviou uma nota à agência Lusa onde dá conta de que a entidade agora liderada por Carlos Costa o informara que não estivera presente na reunião do conselho de administração do BdP de 21 de agosto de 2007, a mesma que formalizou a decisão de luz verde ao reforço acionista de Berardo, de 5% até 9,99% no BCP.

Na mesma nota, Vítor Constâncio adianta que foi um dos seus dois ex-vice-governadores, José Matos, que em 2012 saiu do BdP para liderar a CGD, que o substituiu como presidente.

Ainda de acordo com o Público, Vítor Constâncio não terá estado ausente por pedido de escusa, o que o torna solidário com todas as decisões tomadas no encontro.

O processo foi objeto de avaliação detalhada, que demorou mais de dois meses, por parte dos serviços do Banco de Portugal. Rececionado a 18 de junho, o dossiê só ficou fechado em agosto desse ano. A meio, Berardo mudou a estratégia de financiamento: em junho, informou o supervisor de que ia mobilizar recursos próprios, pata além do crédito da CGD. No fim, acabou por abandonar essa decisão, reportando em agosto que seria financiado a 100% pelo banco do Estado.

Os técnicos que estudaram o dossiê foram dando reporte aos administradores da evolução da análise, pelo que se cumpriram os procedimentos habituais do Banco de Portugal, nota o mesmo jornal.

Além de ter acompanhado o dossiê, na primeira reunião do conselho de administração​ em que participou, quando regressou, foi-lhe disponibilizado o documento (que sustentou a luz verde dada a 21 de agosto de 2007) com a descrição completa da operação de financiamento de Berardo: o aumento do poder no BCP seria feito com crédito de 350 milhões de euros da CGD uma promessa de penhora de títulos especulativos.

De acordo com o Público, na próxima ida ao Parlamento, Constâncio terá dificuldade em explicar outra coisa: enquanto supervisor, a sua responsabilidade era garantir que Berardo tinha capacidade financeira para acorrer a um aumento de capital. Contudo, Berardo não só foi autorizado a investir totalmente financiado pela CGD, como também a fazê-lo dando em garantia as ações cotadas.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. E agora, mentiroso? Fica por isso mesmo, infelizmente, com uma reforma de 25000,00Euros e quem tem que pagar a sua inconsciência e falta de profissionalismo para não chamar outra coisa mais feia, será o zé povinho com os seus impostos e os seus salários miseráveis quando comparados com os desta gente que andou a governar-se à custa dos portugueses.
    Inacreditável. Onde está a Justiça, o Procurador do Ministério Público e quem mais tem poder para poder julgar e prender os ladrões deste país???

  2. Justiça para para nós os justos pagadores… condecorações para eles.
    Alguém que ponha a justiça na cadeia … já…

  3. A solução para este problema é simples. Basta envolver a responsabilidade solidária dos decisores.
    Ficam assim responsabilizados pelo ressarcimento da dívida todos os decisores e respectiva tutela concretamente:
    nº 1 – O Presidente da República.
    nº2 – O Primeiro Ministro.
    nº3 – O Ministro das Finanças.
    nº4 – O Governador do Banco de Portugal.
    nº5 – O Presidente e Administradores da CGD que avalizaram a operação.

    Os salários ou reformas destes senhores serão penhorados nos termos da lei (que serve também para outros cidadãos), até ao completo ressarcimento do montante em falta.

  4. Que grande quadrilha de FDP. Lembro-me muito bem quando o berardo ia à TV vender postas de pescada e dizer mal do Jardim. Isto é uma teia em que estão todos envolvidos, todos têm telhados de vidro e todos têm medo uns dos outros. Para o Zé pagante e Zé votante dizem que agora há liberdade e que o Povo é quem mais ordena. A abrilada de 74 não podia dar noutra coisa. O Zé vai votar numa sigla e numa cor e eles lá por cima amanham-se de toda a maneira. Já na 1ª. república, de má memória, assim foi. Cadeia com eles!!

Responder a Jo Cancelar resposta

Tancos. Azeredo Lopes teve "exercício perverso" de funções públicas, diz Ministério Público

O Ministério Público (MP) já terá terminado a acusação do caso de Tancos, na qual sustenta que o antigo ministro da Defesa Azeredo Lopes soube de toda a encenação, tendo ainda tentado tirar louros políticos …

Salário de 273 mil euros brutos anuais para Varandas revolta accionistas do Sporting

Um grupo de acionistas do Sporting fez chegar ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) da Sporting SAD, Bernardo Ayala, um pedido em que exige a retirada da proposta de aumento salarial para o …

Eleições na Madeira. A noite em que quem perdeu ganhou e quem ganhou perdeu

Depois de 43 anos de poder absoluto, o PSD perdeu este domingo pela primeira vez a maioria do parlamento da Madeira. O PS, que atingiu um valor histórico na região, também reclamou louros de vitória. …

Jesus "nunca treinou um grande clube da Europa" e "nunca conquistou nada"

O treinador do Grémio, Renato Gaúcho, voltou a criticar Jorge Jesus, dizendo que o técnico português, aos 65 anos, nunca treinou um grande clube na Europa. "O Jorge Jesus ganhou 2/3 títulos portugueses. Saiu de Portugal …

Governo promove 5.000 militares antes das eleições

Quase 5.000 militares dos três ramos das Forças Armadas, Exército, Marinha e Força Aérea vão ser promovidos este ano. De acordo com o Correio da Manhã, o Ministério da Defesa enviou a lista dos 4.945 nomes …

Mourinho confessa que mereceu ser despedido do Manchester United

Depois de ter sido despedido do Manchester United, em dezembro, Mourinho continua sem clube. Contudo, admite que mereceu ser despedido após uma série de maus resultados. Atualmente comentador desportivo na Sky Sports, José Mourinho foi questionado …

PSD dá um salto nas sondagens e Rio é o único com avaliação positiva

O PS subiu nas intenções de voto, mas é o PSD que dá o maior salto. Depois da polémica das golas antifumo, Costa tem avaliação negativa, deixando Rio como único líder com avaliação positiva. A duas …

O que era uma brincadeira de amigos, leva Bernardo Silva a ser investigado por racismo

A Federação Inglesa de futebol está a investigar um tweet do português Bernardo Silva sobre o seu colega de equipa Benjamin Mendy, por alegado racismo. Amigos e parceiros da bola há vários anos, Bernardo Silva e …

Clientes do Espírito Santo no Dubai lesados em 630 milhões de euros

O Espírito Santo Bankers Dubai terá retirado milhões de euros das contas dos clientes para investir na compra de papel comercial da Rioforte e do Espírito Santo Bank Panamá. O Espírito Santo Bankers Dubai, antigo banco …

Indonésia diz que falhas em modelo da Boeing contribuíram para queda de avião da Lion Air

As autoridades indonésias apontaram que problemas no projeto e supervisão do Boeing 737 MAX desempenharam um papel importante no acidente da aeronave Lion Air na Indonésia em 2018. De acordo com as conclusões preliminares de um …