Conflito na Coreia do Norte pode “rebentar a todo o momento”

(dp) State Department

O secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, e o ministro dos Negócios Estrangeiros da China, Wang Yi

A China advertiu esta sexta-feira que “um conflito pode rebentar a todo o momento” na Coreia do Norte, depois das novas ameaças dirigidas pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, ao governo de Pyongyang.

O alerta foi feito em conferência de imprensa pelo ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi, depois de Donald Trump ter dito na quinta-feira que a Coreia do Norte é um “problema” que “será tratado”.

O chefe da diplomacia chinesa defendeu que “o diálogo é a única saída possível” para o conflito n península da Coreia, no decorrer de uma conferência de imprensa conjunta com o homólogo francês, Jean-Marc Ayrault.

Wang Yi considerou que quem quer que desencadeie um conflito na península coreana “deverá assumir a responsabilidade histórica e pagar o preço“.

“No dossier nuclear norte-coreano, o vencedor não será aquele que tiver as propostas mais duras ou que mostrar mais os músculos. Se ocorrer uma guerra, o resultado será uma situação em que ninguém sairá vencedor“, alertou o ministro chinês, sem se referir diretamente às ameaças do Presidente norte-americano.

Na quinta-feira, Trump abordou a situação na Coreia do Norte depois de os EUA terem largado no Afeganistão a “mãe de todas as bombas”, a sua maior bomba não-nuclear , aquele que é o mais potente dispositivo convencional do arsenal norte-americano.

A Coreia do Norte é um problema, o problema será tratado”, afirmou Donald Trump, que na semana passada esteve reunido com o Presidente chinês, Xi Jinping. Este domingo, Washington enviou um porta-aviões para águas próximas do país.

China apela ao diálogo

Pequim pediu contenção, enquanto Pyongyang ultima os detalhes para as celebrações do aniversário do nascimento do fundador do país, este fim de semana, quando se teme que possa realizar um teste nuclear.

“A China opõe-se sempre com firmeza a qualquer ação suscetível de aumentar as tensões”, afirmou Wang Yi, assinalando que, nesta crise, “o vencedor não será o que faça afirmações mais duras ou exiba mais músculo”.

Wang Yi recordou o dizer chinês “as oportunidades estão sempre nas crises”, para afirmar que o agravamento da tensão devolve atualidade à proposta chinesa de que todas as partes suspendam os ensaios, manobras e atividades militares, como um passo prévio para retomar o diálogo.

kremlin.ru / Wikimedia

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi

“Esta é a oportunidade que devemos de procurar e aproveitar”, disse Wang, sublinhando que Pequim está disposto a “escutar qualquer proposta útil”.

Geng Shuang, porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros, considerou hoje que um teste nuclear por parte de Pyongyang seria “perigoso e irresponsável”.

A China, o principal aliado internacional do regime norte-coreano, é responsável por 90% do comércio da Coreia do Norte. Pequim teme que a queda do regime desencadeie uma onda de refugiados para a China e um reforço da presença de tropas norte-americanas na sua fronteira.

Rússia pede contenção

Também a Rússia, “muito preocupada” com o ressurgimento de tensões na Coreia do Norte, exortou hoje todas as partes a conterem-se e evitar qualquer ação que possa ser interpretada como uma “provocação”, anunciou o Kremlin.

O apelo da Rússia surge após as novas ameaças dirigidas pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, ao governo de Pyongyang.

Moscovo está a acompanhar com grande preocupação as tensões crescentes na península coreana. Apelamos a todos os países para mostrar moderação e evitar qualquer ação que possa ser interpretada como uma provocação”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, aos jornalistas.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Duma forma ou de outra os Estados Unidos saem sempre a ganhar.
    Se não houver guerra, os Estados Unidos saem fortalecidos pois baixaram a bola a este imbecil da Coreia do Norte e ganharam projecção Politica e incremento de influência nos seus aliados daquela região. Se houver guerra ganham na mesma com a diferença que, neste caso, capitalizam economicamente, senão vejamos, a Coreia do maluco gordo (Norte) jä disse que ataca com armas nucleares a Coreia do Sul ora, a Coreia do Sul é um forte concorrente americano nas areas das tecnologias de ponta ( computadores, telemóveis, componentes eletrónicos, etc), se de facto a Coreia do Norte atacar e provocar um arraso na Coreia do Sul, quem ganhará com essa destruição? Na minha perspectiva ganham os Estados Unidos e, na zona, o Japão e a China ( a China já percebeu o “furo” aliás, e apesar de aliada da C do Norte, já tem aquele discurso do pooliticamente correcto, sem grandes entusiasmos ou tons de ameaça contra os EUA ). Depois de arrasada a C. do Norte, lá virá a China, grande amiga, dar-lhes o ombro e “ajudar” na reconstrução. Saca mercado á Coreia do sul e ainda suga a Coreia do Norte. É de mestre…e já perceberam isso.
    Em suma, acredito que vai mesmo haver confusão, pois todos ganham, excepto o imbecil da Coreia do Norte que agora está prisioneiro da sua própria estupidez. Armou-se em carapau e, como é quase um “Deus” por aquelas bandas, agora seria dificil explicar aquele povo imbecilizado e absolutamente cego pelo seu “Querido lider” , uma “marcha atrás” nas provocações. Seria um sinal de fraqueza perante o seu povo e isso, além de ser mal aceite pelo seu povo, fragilizaria o bicho e o seu regime.

RESPONDER

NASA apresenta rover "transformer" que vai explorar os penhascos íngremes de Marte

A NASA acaba de apresentar um rover de quatro rodas, denominado DuAxel, que se pode dividir em dois rovers de duas rodas separados. O robô foi projetado para, um dia, explorar alguns dos terrenos mais …

Veneno de vespa pode ter muito "potencial" na composição de antibióticos

Com o passar dos anos, a população começa a ficar mais resistente a certos medicamentos e estes deixam de fazer efeito. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu novas moléculas anti-microbianas a partir do veneno de …

"Ou és infetado ou morres de fome". Trabalhadores da Amazon nas Filipinas denunciam condições precárias

Trabalhadores contratados pela empresa de segurança Ring da Amazon que trabalham em call centers nas Filipinas denunciam condições de trabalho que dizem ser precárias, mostrando-se ainda mais preocupados com a situação por causa da pandemia …

"Momento muito duro". André Almeida sofreu rotura de ligamentos e arrisca paragem longa

O futebolista internacional português André Almeida sofreu uma entorse do joelho direito, que resultou numa “rotura do ligamento cruzado anterior e do ligamento lateral interno”, informou esta segunda-feira o Benfica. O lateral dos encarnados saiu aos …

Apoio à retoma. Empresas com perdas de 25% podem reduzir horário até 33% já esta terça-feira

Empregadores com quebra de faturação igual ou superior a 25% vão poder reduzir até 33% o horário dos trabalhadores, entre outubro e dezembro, segundo a alteração ao regime de retoma progressiva de empresas em crise. O …

Chega quer tornar voto obrigatório e sanções para quem não cumprir

O deputado único do Chega entregou uma nova proposta no âmbito do projeto de revisão constitucional do partido para tornar o voto obrigatório para todos os cidadãos que o possam exercer e sanções para quem …

A Alemanha quer tornar o teletrabalho um direito legal

O Governo alemão prepara-se para publicar um projeto de lei que dará aos trabalhadores do país o direito legar de trabalhar a partir de casa. A medida aplicar-se-á a todos as atividades laborais que possam …

Novo surto em lar de Beja e 90 alunos em isolamento em Famalicão

Um surto de covid-19 identificado no Lar de Idosos do Centro Paroquial e Social do Salvador, em Beja, já infetou 31 pessoas, sendo 24 utentes e sete funcionários, divulgou a Unidade Local de Saúde do …

Mais de 600 anos depois, encontram-se (várias) semelhanças entre a covid-19 e a peste negra

Numa altura em que o vírus da covid-19 se tem espalhado por todo o mundo, as comparações com outras doenças pandémicas são inevitáveis. Um exemplo disso foi a peste negra que em 1348 fez com …

Nacionalista apoiado pela Turquia eleito Presidente de Chipre do Norte

O nacionalista Ersin Tatar, apoiado pela Turquia, foi no domingo eleito "Presidente" da autoproclamada República Turca de Chipre do Norte (RTCN), numa vitória surpreendente face ao dirigente cessante, Mustafa Akinci, anunciou o conselho eleitoral. Com 51,74% …