Pena agravada para 12 anos. Provocação tão grande que Lula agora quer mesmo ser candidato

Ricardo Stuckert / Instituto Lula

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva

Um coletivo de juízes confirmou esta quarta-feira a condenação do ex-Presidente Lula da Silva, por corrupção e branqueamento de capitais, no julgamento que decorreu no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), em Porto Alegre.

O segundo magistrado a votar pela condenação do ex-Presidente Lula da Silva foi o juiz Leandro Paulsen, o revisor do processo, e que também deu como comprovado o pagamento de suborno a Lula da Silva, em forma de um apartamento triplex no Guarujá, em troca do favorecimento da OAS em contratos na Petrobras.

O desembargador João Pedro Gebran Neto, o primeiro dos três juízes a pronunciarem-se sobre o recurso apresentado pela defesa do ex-Presidente, tinha já confirmando a condenação de Lula da Silva.

O juiz federal Sérgio Moro, em 1.ª instância, deu como provado que a construtora brasileira OAS entregou a Lula da Silva um apartamento no Guarujá, em São Paulo, em troca de favorecimento em contratos com a Petrobras, condenando o ex-Presidente a nove anos e meio de prisão em julho de 2017.

Leandro Paulsen considerou que o esquema de corrupção na Petrobras foi instalado no início do Governo de Lula da Silva, referindo ainda o esquema de subornos utilizado pelas construtoras, como a Odebrecht, para obter favorecimentos e que posteriormente se viram envolvidas nas investigações da Operação Lava Jato.

Para Paulsen, a Operação Lava Jato “desbaratou” o esquema de corrupção na Petrobras, “mas se dirigiu indistintamente” a quem cometeu os crimes de corrupção, para além do PT, como políticos e agentes ligados a outros partidos como o PMDB, o PP e PTB.

A atuação de Lula da Silva no esquema de corrupção da Petrobras “é inequívoca” e Lula da Silva agiu “por ação e por omissão” para a realização dos atos de corrupção na Petrobras, considerou ainda o mesmo juiz.

O revisor indicou que o ex-Presidente foi o “garante do funcionamento do esquema de corrupção” na Petrobras, através dos diretores da companhia, para o financiamento dos partidos da coligação governamental e em “benefício pessoal e direto” do ex-Presidente.

O desembargador e relator do processo, João Gerban Neto, confirmou a sentença de corrupção e branqueamento de capitais e aumentou para 12 anos e um mês a pena ao ex-presidente, e ainda 280 dias de multa. O juiz determinou ainda que a pena só seja cumprida após esgotados os recursos.

Gerban, ao aumentar a pena, disse que a culpa de Lula é “extremamente elevada” pelo cargo que ocupava.

Lula era “um dos articuladores, se não o principal articulador” do esquema de corrupção na Petrobras, disse Gebran Neto, que apresentou vários depoimentos de pessoas ligadas ao caso do apartamento, referindo que há prova de que o tríplex da OAS foi destinado a para Lula da Silva, como suborno, em troca de favorecimentos na Petrobras.

Devido à Lei da Ficha Limpa, Lula da Silva poderá não conseguir candidatar-se às presidenciais de outubro, com a confirmação da sentença em 2.ª instância. No entanto, o ex-Presidente pode usar falhas legais para se candidatar e continua a liderar as sondagens de intenção de voto realizadas. Em março de 2016, um novo capítulo começou na vida do ex-Presidente, quando foi preso pela Polícia Federal.

Lula da Silva foi levado da sua casa, na periferia de São Paulo, para depor na polícia, na altura suspeito de ter enriquecido ilegalmente com a corrupção na Petrobras, num esquema de fraude e lavagem de dinheiro que atravessa a elite política brasileira e que está a ser investigado no âmbito da Operação Lava Jato.

“A provocação é tão grande que agora quero ser candidato à Presidência”. E Dilma apoia

“Agora quero ser candidato à presidência”, disse Lula da Silva. O antigo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinha avisado que se iria bater até ao fim, qualquer que fosse a decisão dos juízes, para ser elegível na próxima eleição de outubro, para as quais tem sido considerado o grande favorito.

Ao discursar para os apoiantes, Lula insistiu na inocência, depois de a Justiça ter aumentado a sua condenação por corrupção para 12 anos, assegurando: “A provocação é tão grande, que agora quero ser candidato à Presidência”.

Em tom desafiante, perante uma praça a abarrotar com milhares de apoiantes, Lula acusou: “Fazem tudo para evitar que possa ser candidato, não é ganhar, apenas ser candidato. Mas a provocação é tão grande que agora quero ser candidato a Presidente da República”.

O político disse que, se cometeu um crime, “que lho apresentem” e que caso o façam “desiste da candidatura”.

Dilma Rousseff, que lhe sucedeu na presidência, também já reagiu, através de uma nota de imprensa que colocou na sua página na rede social Facebook.

Aí, Rousseff afirmou: “Vamos garantir o direito de Lula concorrer à Presidência da República, nas ruas e em todos os recantos e cidades do Brasil. Mesmo quando nos golpeiem, como hoje, vamos lutar ainda mais”.

No seu texto, a ex-Presidente apelou a uma reação contra a “decisão injusta tomada pelo Tribunal Regional Federal da 4.ª região, em Porto Alegre, ao confirmar a sentença absurda e facciosa que condenou o antigo Presidente Lula”.

Rousseff considerou ainda que “a inocência do ex-Presidente Lula e a perseguição política expressa na sua condenação impedem o restabelecimento da normalidade democrática e a pacificação do país”.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É pratica rotineira dos comunistas se defender trocando a causa pelo efeito.. Isso explica os pronunciamentos “obtusos” de pessoas com lula dilma

    • esqueceu de falar em gleisi, essa nazista de foice e martelo, que numa reuniao do pt…pediu sangue nas ruas … para evitar a destituiçao de dilma!!!!

    • esqueceu de falar em gleisi, essa nazista de foice e martelo, que numa reuniao do pt…pediu sangue nas ruas … para evitar a destituiçao de dilma!!!!

  2. todos sabemos que a unica maneira da america latina sair debaixo da pata dos amaricanos sera seguir democratica e unida e conseguir na unificaçao da mercosol e do pacto andino, para recrear a america rica e prospera sonhada por tantos…e sempre destruida pelo poder do dolar e da influencia do EU. todos sabemos que uma das formas que a cia descobriu para desunir os povos da america foi favorecer o aparecmento de corruptos populistas de esquerda no seio dos povos latinos. … lula foi a principal lança de discordia na mercosul, e a sua subserviencia a america que lhe deu a presidencia do brasil levou a que sua aliada marina silva se distanciasse e saisse ate do governo .
    veja se a venezuela que passou todos os limites do toleravel no campo democratico e ate humano e veja se o assobiar para o lado dos americanos trumps ou nao trumps…. neste caso… esfregando as maos de contentes pela destabilizaçao de uma america do sul que precisa de unidade e democracia. sabemos que os comunistas no brasl estao contando com o apoio de trump para tentarem colocar de novo na presidencia um seu fantoche….e claro os midia internacionais , fazendo uma campanha rasca para enaltecer a posiçao do seu fantoche condenado pela justiça por crimes de lavagem de dinheiro e corrupçao.no dia em que a america do sul se unir… o dolar vai virar papel de confeti!!!! e o mundo vai respirar melhor.
    lula para a prisao ja!!!! a naçao mais rica e mais poderosa da america do sul nao pode ficar nas maos de comunistas mais a mais refens do poder do dolar. lula e dilma e gleisi…. para guantanamo!!!!

RESPONDER

Bruno de Carvalho suspeito de tirar meio milhão de euros ao Sporting

Duas avultadas transferências de dinheiro, que saíram do Sporting a 24 de junho, estão sob suspeita. Estão em causa cerca de meio milhão de euros que terão sido pagos a duas construtoras. Não se sabe exatamente …

Bombeiros não informaram Proteção Civil de 50% das ocorrências

O corte de relações entre os bombeiros voluntários e a Proteção Civil está a fazer-se sentir. Os bombeiros não informaram a Proteção Civil de 50% das ocorrências no país. A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) …

Funcionários públicos que continuem no ativo depois dos 70 não vão perder dinheiro

Os trabalhadores da Função Pública com mais de 70 anos que queiram continuar a trabalhar e, que para isso tenham a autorização do Estado, vão passar a receber, além do salário a que têm direito, …

Viagens podem obrigar deputados a entregar novas declarações de rendimentos

Os deputados podem ter de alterar as declarações de rendimentos para incluírem o reembolso das despesas de transporte como “rendimentos do trabalho”. A notícia foi avançada esta manhã pelo Diário de Notícias e surge depois de, …

Portugal já não deve ao FMI. Pagamento antecipado poupa 100 milhões de euros

O ministro das Finanças, Mário Centeno, anunciou que Portugal concretiza esta segunda-feira o pagamento do total da dívida ao Fundo Monetário Internacional (FMI), com a liquidação de 4,7 mil milhões de euros. Numa conferência de imprensa …

37% dos portugueses rezam diariamente. Somos o 9º país mais religioso da Europa

Portugal é um dos países mais religiosos da Europa, ocupando a nona posição, à frente de Itália (13.º) e de Espanha (16.º), com 44% da população a afirmar a sua crença absoluta em Deus. Estes dados …

Rui Rio acusa Governo de discriminação salarial

O presidente do PSD, Rui Rio, disse esta segunda-feira não compreender a proposta do Governo, que determina um salário mínimo diferente para o público e para o privado, defendendo que não deve haver discriminações. "Não compreendo. …

China e EUA discutem calendário de negociações para acabar com guerra comercial

O breve comunicado de Pequim indica que foi discutido "o calendário das próximas consultas económicas e comerciais", sem precisar, no entanto, onde e quando terão lugar. Negociadores chineses e norte-americanos discutiram por telefone um calendário de …

Sindicatos voltam ao Ministério das Finanças para discutir aumentos salariais

Os aumentos salariais na função Pública são esta terça-feira de novo discutidos entre as estruturas sindicais do sector e a secretária de Estado da Administração Pública, Maria de Fátima Fonseca. A Frente Comum de Sindicatos da …

Brexit. Juncker garante que "não há qualquer espaço" para renegociação

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, garantiu esta terça-feira no Parlamento Europeu que o texto do acordo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE) não vai ser renegociado. "Estou espantado, porque chegámos a …