Como é que ninguém se tinha lembrado de construir coisas reais com Legos gigantes?

Os adultos que já brincaram com Legos (e quem é que nunca o fez?), inevitavelmente olharam para os pequenos pedaços de plástico na sua mão e pensaram: “Caramba, estas coisas são pequenas”. Foi o que pensou Arnon Rosan, um “empreendedor em série” com sonhos de criança.

“Nós vamos ficando mais velhos”, diz Arnon Rosan, “pegamos naquelas peçazinhas, e vamos ficando com a sensação de que gostaríamos de ter uma versão em tamanho real daquilo”.

A maioria das pessoas fica-se pela fantasia – mas não Rosan, empreendedor nova-iorquino, fundador de start-ups e investidor especializado nas indústrias criativas.

Rosan desenhou blocos de construção em tamanho real, semelhantes a peças de Lego gigantes – um sistema modular de blocos de plástico em grande escala que, como as peças originais, são colocados em cima uns dos outros, encaixados para ganhar solidez – e fundou a EverBlock.

Mas a EverBlock é mais uma ferramenta do que um brinquedo.

Os blocos, fabricados em polipropileno, um termoplástico reciclável derivado do propileno, podem ser usados para construir móveis e estruturas plenamente funcionais.

Os blocos vêm em 14 cores e três tamanhos: inteiro (30cm de comprimento), metade (15 centímetros) e um quarto (7.6 centímetros). O seu peso varia entre as 100 e as 900 gramas.

Mais difícil do que parece

Os Everblocks são montados mais ou menos como quaisquer outros blocos de construção modulares, mas numa escala maior.

everblocksystems.com

 Arnon Rosan, empreeendedor em série, investidor em start-ups, criança em ponto grande, junto aos seus Everblocks

Arnon Rosan, empreeendedor em série, investidor em start-ups, criança em ponto grande, junto aos seus Everblocks

À medida que os blocos aumentam de tamanho, construir com eles fica mais complicado.

“Quando começámos, pensávamos que as pessoas saberiam instintivamente como construir com eles”, explica Rosan à Wired.

Não foi o caso. Em miniatura, é fácil ter uma perspectiva de como os blocos se encaixam. Mas em tamanho natural, o processo torna-se um desafio.

“As pessoas começam a preocupar-se com a estabilidade”, diz Rosen.

Não é um grande problema se a sua parede de 5 centímetros cai, mas não é bem assim quando ela tem 5 metros.

O segredo está em tirar lições das brincadeiras com os Legos, e empilhar os blocos como tijolos, para que eles se equilibrem.

Além dos característicos encaixes semelhantes aos dos Legos, cada Everblock tem também pelo menos uma entrada para cabos de força, cavilhas de madeira ou luzes LED, para ajudar a estabilizar ou iluminar estruturas maiores.

Rosan concebeu os EverBlocks como uma forma de construir facilmente móveis como sofás e mesas de café, mas rapidamente percebeu que os grandes blocos têm aplicações muito para lá da sala de estar.

Quando começaram a experimentar os Everblocks, as pessoas começaram a experimentar(são Legos, não é?) e construíram estruturas parecidas com casas, divisórias, e até arte.

No site da Everblock está disponível uma aplicação de “construção virtual” que as pessoas podem usar para criar desenhos e saber quantos tijolos vão ser necessários.

Uma nova indústria a nascer

Quando Rosan descreve o seu desejo de expandir o conceito do EverBlock para incluir janelas e portas, é fácil adivinhar que podemos estar perante um novo tipo de construção.

Como todos os sistemas modulares, o benefício real das peças de Lego gigantes está na sua eficiência.

Mas com apenas três versões de blocos, há para já grandes limitações para o que se pode construir.

Ainda assim, quando precisamos de construir alguma coisa rapidamente, esta pode ser já uma solução inteligente e muito rápida.

Por exemplo, em situações de emergência em zonas de calamidade.

“Enviamos um par de helicópteros com paletes de blocos para uma zona de catástrofe – e de repente, temos abrigos de emergência montados, com uma estrutura sólida, a ajudar as pessoas”, diz Rosan.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A noticia está errada. Nos anos 60 uma criança teve essa ideia quando visitava a fábrica “LEGO”. Os donos acharam a ideia interessante e a nova fábrica Lego foi construída com “LEGOS” gigantes…

RESPONDER

Pedro Soares não acredita em nova geringonça. "Não há condições"

De acordo com Pedro Soares, "não há condições para uma nova geringonça." O deputado não se recandidatará e acredita que o BE deve voltar a aproximar-se dos valores da sua génese. Apesar de ressalvar que esta …

BCP começa hoje a cobrar transferências por MB Way

O Millennium BCP começa hoje a cobrar as transferências feitas pelo MB Way. As transferências pela App Millennium têm um custo de 0,50€, enquanto as que forem feitas pela aplicação do MB Way têm um …

Estado gastou milhões de euros em obras sem utilidade

O Estado português investiu milhões de euros em vários obras que hoje não têm qualquer tipo de uso. Muitas delas foram feitas com a ajuda de fundos comunitários. São várias as obras feitas pelo Estado que …

Só uma dúzia de pessoas conhecem as perguntas dos exames nacionais

O primeiro exame nacional é de Filosofia do 11º ano. Quando chegar às mãos dos estudantes, o enunciado da prova já passou por várias fases, desde a elaboração, a impressão e a distribuição, em que …

Marcelo promulga compra do SIRESP. "Tudo o que acontecer será responsabilidade do Estado”

O Presidente da República promulgou o decreto-lei do Governo com vista à compra, pelo Estado, de 100% do Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP). Marcelo Rebelo de Sousa alertou para as …

Maior manifestação de sempre em Hong Kong leva Governo a pedir desculpa

Seis horas depois do início da marcha de protesto contra a lei da extradição, “uma multidão nunca vista” continuava a inundar as ruas de Hong Kong este domingo, na “maior manifestação de sempre”, disseram vários …

Mais de 200 ex-políticos acumulam subvenções vitalícias e reformas

Quase quinze anos depois de o Parlamento ter decidido acabar com as subvenções vitalícias, existem ainda 322 beneficiários de subvenções mensais vitalícias para antigos políticos. Destes, 216 têm uma acumulação de pensão e subvenção superior …

Mulher de Netanyahu considerada culpada de usar dinheiros públicos em refeições de luxo

A mulher do primeiro-ministro israelita foi, no domingo, considerada culpada do uso indevido de dinheiros públicos e condenada a pagar uma multa, segundo uma decisão do tribunal de Jerusalém. Acusada em junho de 2018 por fraude, …

Incêndio catastrófico destruiu a "Pompeia britânica" um ano depois de ser construída

O assentamento incrivelmente preservado na Idade do Bronze, denominado "Pompeia britânica", foi destruído por um incêndio um ano depois de ser construído. Um novo estudo, publicado na revista Antiquity, revela novos detalhes sobre Must Farm, uma …

Marcelo responde à Fenprof: uma “história mal amanhada”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou este domingo incompreensíveis as críticas da federação dos professores, que o acusou de não ser Presidente de todos os portugueses. O Presidente da República advertiu que, “por …